SALVOU OUTROS

“Salvou os outros, a Si mesmo não pode salvar-se (Mateus 27:42)

apostasiaEnquanto o Salvador dava Sua vida por amor ao pecador, este o escarnecia com palavras de deboche, palavras provenientes de um coração incrédulo, ingrato e ímpio. Estes escarneceram, mas muitos ainda hoje, não entendem porque Jesus não pode salvar a si mesmo. Muitos sequer pensaram nestas palavras de escárnio, palavras com deboche, porém embutido de uma grande verdade que precisa ser revelada. Jesus não salvou a si mesmo porque Seu amor por nós exigia que Ele desse a Sua vida para nos salvar. O Seu imensurável amor pelos pecadores foi a causa de não querer salvar a si mesmo. Ele esvaziou de si mesmo a fim de focar o pobre e perdido pecador. Na cruz Ele não olhou para si mesmo, não pensou em si mesmo, mas em nós pecadores. A cruz de Cristo revela o quanto Ele nos amou. O Pai não pôde salvar a Si mesmo de enviar seu Amado Filho para sofrer e morrer na cruz por que nos amou incondicionalmente. Os escarnecedores zombavam dizendo: salvou a outros, porque não desce da cruz e salva a si mesmo? Eles não sabiam desse grande amor que o Salvador tinha por eles. Ali na cruz Jesus deixou explícito seu amor incondicional. Porventura, também estamos alheios a esse amor? Temos a consciência de que Jesus não pode salvar a si mesmo por minha causa, por tua causa? Temos experimentado esse amor que salva o pecador? Caso vivamos sem essa consciência, não há muita diferença entre os escarnecedores e nós. Ao ficarmos indiferentes a esse amor crucial, somos do mesmo partido daqueles pecadores zombadores que não conhece o amor de Deus.

I João 4:7-11 – “Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor procede de Deus; e todo aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a  Deus, pois Deus é amor. Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver Deus enviado seu Filho unigênito ao mundo, para vivermos por meio dele. Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados. Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros.”

Só alguém que ama pode dar a sua vida pelo outro. Este é o nosso Salvador. I João 3:16 – “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos.

Cristo deu o exemplo, agora devemos seguir seus passos. A Bíblia nos ensina nestes versos que devemos amar o irmão assim como Ele nos amou. É mais fácil salvar a nós mesmos e deixar o irmão perecer do que amar o irmão e deixar a nós mesmos em segundo plano. Nosso amado Salvador salvou outros e não a si mesmo. Ele amou o pobre pecador, curou os enfermos, libertou os cativos, perdoou os que o ofendiam. Sempre fazendo para os outros, sempre doando a Si mesmo para os outros. Mesmo na angústia do Getsêmani, não quis a sua própria vontade e sim a do Pai. Jesus Cristo salvou a outros, não a si mesmo. Que exemplo de resignação, de entrega, de sacrifício, de amor doador. O amor da cruz elimina o egoísmo, o amor próprio e se enche de amor pelo próximo. Podemos ver a vida de cruz em Jesus. Ele tinha poder para salvar a si mesmo, porém não o fez porque sabia que se salvasse a si mesmo, não poderia salvar os outros. Isto é negar a si mesmo e tomar a cruz. Isso é vida de cruz. Não para mim, mas para outros.

Colocar-se como propiciação, isto é, receber o castigo em lugar do outro, verdadeiramente é vida de cruz. Para salvar outros Ele deu a si mesmo.

Isaías 53:4-5 – “Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados.”

Vida de cruz é assim, não para mim e sim para os outros. Deus nos usa para consolar, libertar e curar, porém muitas vezes nós estamos oprimidos, em aperto, em agonia. O Senhor Jesus realizou grandes obras e expulsou muitos demônios, mas na cruz, as trevas é que o oprimiu. Oramos pedindo cura, libertação e bênção para outros e muitas vezes nós é que estamos em dificuldade. Sim, vida de cruz é ajudar os outros e não a nós mesmos, é dar aos outros e não tomar para nós mesmos. É entregar e esperar em Deus e se for do agrado do Pai, Ele próprio fará chegar até nós o que desejamos.

Para que outros vivam, devemos morrer. Para que outros recebam, devemos dar. Para que outros tenham, devemos renunciar.

II Coríntios 4:10-12 – “levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo. Porque nós, que vivemos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal. De modo que, em nós, opera a morte, mas, em vós, a vida.”

Quando morremos, vivemos verdadeiramente! Quando primeiro morremos com Cristo, a conseqüência será a vida ressurreta de Cristo em nós. Para o nascido de novo, esta ordem: primeiro a morte e depois a vida, torna-se algo tão claro, tão óbvio.

I Coríntios 15:36 – “Insensato! O que semeias não nasce, se primeiro não morrer;”

Na cruz a vida natural do velho homem deve ser destruída e isto precisa acontecer a todo o momento, dia após dia. A vida do ego só pode ser eliminada pela cruz de Cristo. Sem essa morte do ego, fica impossível seguir o Senhor Jesus.

Lucas 9:23-24 – “Dizia a todos: Se alguém quer vir após a mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará.”

Para o regenerado, o escárnio proferido contra o Senhor Jesus na cruz, revela o quanto aqueles homens não conheciam a verdadeira lei da vida. Pela cruz podemos experimentar a morte a fim de ganharmos a vida. O regenerado que vive a cruz diariamente, não salva a si mesmo, não procura seus interesses, seu bem-estar e sim, o daquele que está ao seu redor. Ele escolhe sofrer e morrer voluntariamente em prol dos outros, isto é Calvário.

Entrar no caminho da cruz e no espírito do Cordeiro era o desejo do apóstolo Paulo. Filipenses 3:10 – “para o conhecer, e o poder da sua ressurreição, e a comunhão dos seus sofrimentos, conformando-me com ele na sua morte;”

Temos diante de nós dois caminhos: o do mundo onde todos dizem: “salva-te a ti mesmo”; temos também o caminho de Cristo, o caminho do Calvário que diz: “negue-se a si mesmo”, “morra para si mesmo”.

Durante toda a vida aprendemos a salvar a nossa própria pele, sempre esquivando da cruz. Mas agora, o Espírito nos convida a andar no caminho do Calvário, no espírito do Cordeiro.

A Bíblia diz em II Timóteo 2:11-12 – “Se já morremos com ele, também viveremos com ele; se perseveramos, também com ele reinaremos; se o negamos, ele, por sua vez, nos negará;”

Romanos 8:17 fine – “…; se com ele sofremos, também com ele seremos glorificados.”

Vale a pena escolher o caminho da conformidade à Sua morte, pois os que decidem por este caminho, seguem o Cordeiro por onde quer que Ele vá. Apocalipse 14:4 – “…São eles os seguidores do Cordeiro por onde quer que vá. São os que foram redimidos dentre os homens, primícias para Deus e para o Cordeiro;”

Seguir o caminho do Calvário nos fará mais semelhantes à Jesus. Ele não escolheu salvar a si mesmo, escolheu salvar a outros. Verdadeiramente Ele foi o grão de trigo que caiu na terra, morreu e está produzindo muitos frutos (João 12:24).

Glória ao Cordeiro de Deus que se assenta no trono! Enquanto os pecadores lançavam o escárnio dizendo: “salvou os outros, a Si mesmo não pode salvar-se”, para nós, redimidos, comprados pelo sangue do Cordeiro, essa expressão é puro alívio, é grande desafio, é total esperança para estar junto do Cordeiro.

Não há o que temer, este é o caminho, o caminho do Calvário é o caminho a seguir. Adiante, redimidos do Senhor!

Comunidade Bíblica Regenerada

Pr Mario Tsuyoshi Yamakami

                                      Maringá, 26 de Setembro de 2010.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s