Não Ameis o Mundo

Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu Príncipe será expulso. E eu, quando for Levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo”.  João 12:31,32.

A palavra mundo no grego é chamada KOSMOS, e na bíblia divide-se em três grupos principais:

É usado primeiramente, com o sentido de universo material, o mundo redondo, esta terra: Nesse sentido temos Atos 17:24: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe”. João 01:10: “O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio Dele”. Marcos 16:15: “Ide por todo o mundo”.

O segundo uso de kosmos é duplo: a) pessoas do mundo, habitantes do mundo como em João 01:10: “mas o mundo não O conheceu”. João 03:16: “Porque Deus amou o mundo”. João 12:19: “Eis aí vai o mundo após ele”. b) este leva a idéia de toda a raça humana separada de Deus e, assim, inimiga da causa de Cristo, como em Hebreus 11:38: “dos quais o mundo não era digno”. João 14:17 “que o mundo não pode receber”. João 14:27: “não vo-la dou como a dá o mundo”. João 15:18: “Se o mundo vos odeia”.

Em terceiro lugar, encontramos Kosmos sendo usado para assuntos terrenos: todos os bens mundanos, talentos naturais, riquezas, vantagens, prazeres, que embora vazios e aparentemente inocentes, despertam nosso desejo e nos seduzem para longe de Deus e tornam-se obstáculos à causa de Cristo. São exemplos desse uso: 1° João 02:15: “que há no mundo”. 1° João 03:17: “recursos deste mundo”. Mateus 16:26: “ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma”. 1° Coríntios 07:31: “os que se utilizam do mundo, como se dele não usassem”.

O mundo é um sistema planejado, e este sistema funciona de forma harmoniosa, em perfeita ordem. Este sistema tem duas ênfases:

A primeira é que, desde o dia em que Adãoabriu a porta da criação de Deus para o mal entrar, a ordem do mundo mostrou-se hostil a Deus, “o mundo não conheceu a Deus”, 1° Coríntios 01:21, “odiou a Cristo”, João 15:18, “não pode receber o Espírito da verdade”, João 14:17 e “a amizade do mundo é inimiga de Deus”, Tiago 04:04.

A segunda coisa a enfatizar é que isso acontece porque, há uma mente por traz do sistema, “o príncipe desde mundo” João 12:31, 14:30, 16:11. O apostolo descreve que o que está no mundo é vencido pelo Espírito da verdade que habita no Cristão, “vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”, 1° João 04:04. Mas “sabemos que somos de Deus e que o mundo inteiro jaz no maligno”, 1° João 05:19. Ele é o rebelde Kosmokrator que no grego quer dizer, dominador do mundo, mas ele não vem só, ele vem com seu exército de soldados rebeldes como vemos em Efésios 06:12: “porque nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes”. É aqui que podemos perceber um sistema todo organizado, “o mundo”, que é governado por traz das cenas por um gerente, Satanás. Mas graças a Abba que através de Cristo “já julgou o príncipe deste mundo”.

As escrituras nos revelam sobre o mundo a nosso redor. De fato, a menos que o Espírito da verdade nos torne Vigilantes em Cristo para que olhemos os poderes invisíveis por trás das coisas materiais, facilmente seremos enganados.

“Não seja adorno da esposa o que é exterior, como frisado de cabelos, adereços de ouro, aparato de vestuário; seja, porém, o homem interior do coração unido ao incorruptível trajo de um espírito manso e tranqüilo, que é de grande valor diante de Deus”. 1° Pedro 03:03,04.

Podemos observar aqui um contraste entre os dois versos. O primeiro é corrupto e sem valor para Deus. Pedro quer dizer que por traz destas questões de vestuários, jóias e maquiagem, há uma força que trabalha para fins próprios. Então devemos perguntar: O que nos atrai em relação a estas coisas? Talvez não seja uma questão de sensualidade para nós. Mas muito cuidado, estamos mexendo com aquele sistema harmonioso por trás das coisas visíveis, um sistema que é controlado pelo inimigo de Deus.

Sobre a criação, podemos dizer que antes da queda, havia um planeta chamado Terra, e após a queda esse Planeta Terra foi envolvido pelo mundo, mas quando Jesus retornar então haverá um Reino. Assim como o mundo pertence a Satanás, o reino pertence ao nosso Senhor Jesus Cristo. E é este Reino que remove e que removerá uma vez por todas o mundo. Daniel 02:44,45 e Apocalipse 11:15. E quando o Senhor voltar pode acreditar, muitas coisas deixarão de existir: política, educação, literatura, ciências, arte, leis, comercio, musica. Estas coisas constituem o mundo, e com ela nos defrontamos diariamente.

Estudando a história da humanidade, temos de reconhecer um claro progresso em cada uma dessas áreas. Mas para onde está indo esse progresso?, Esse progresso leva alguém a negar-se a si mesmo?, Com certeza não está levando ninguém a conhecer nosso lindo Jesus. Satanás utiliza o material, os homens e as coisas do mundo para comandar no mundo do Anticristo. Já viu alguma passagem dizendo que no Éden havia tecnologia ou instrumentos mecânicos? Após a queda já havia entre os filhos de Caim um fabricante “de todo instrumento cortante, de bronze e de ferro”, Gênesis 04:22. Talvez pareça absurdo ver o espírito do anticristo em ferramentas de ferro, mas hoje, os homens fazem coisas horríveis com essas ferramentas e, à medida que o fim se aproxima, o abuso da tecnologia e da engenharia torna-se mais visível.

A música e a arte vêm de onde? Vem de Jubal, um dos parentes de Caim, Jubal foi pai de todos os que tocam harpa e flauta. Hoje em mãos profanas, sua natureza de oposição a Deus torna-se casa vez mais clara. Há tempos atrás Watchman Nee expressou sua admiração pela metamorfose que o mundo estava sofrendo em sua época, ele disse: Sem duvidas, está chegando o dia em que a natureza do Anticristo será divulgada por meio da música, dança e das artes visual e dramática. Houve um tempo em que tínhamos de sair de casa para ter contato com o mundo. Hoje, o mundo vem ao nosso encontro. Você já havia sentido o poder do mundo tão intenso quanto nos dias de hoje? Já havia falado tanto em dinheiro como hoje? Já havia pensado em comida, roupas e acessórios da moda tanto quanto hoje? Em qualquer lugar em que vamos, mesmo entre os cristãos, as coisas do mundo dominam as conversas. O mundo já esta nas portas da Igreja. Nunca antes precisamos tanto conhecer o poder da cruz de Cristo para nos livrar destas coisas como nos dias de hoje. Uma vez que todos nós fomos escravos do pecado, então, com facilidade cremos que as coisas pecaminosas são satânicas? Satanás sabe que a certos buracos que um crente não vai mais cair. Normalmente o crente percebe e já evita porque aquilo é pecado. Quando alguém fala em casa noturna, boate ou danceteria, a reação do crente já é de reprovação. Para nós aquilo é o mundo por excelência. Mas quando se fala em ciência, arte ou educação, prontamente perdeu o nosso senso de valor e nos tornamos vitimas de suas ciladas.

POLITICA –> O povo de Israel queria ter um rei. Deus lhes deu um rei. E o curso natural do reino provou ser como o das nações, ou seja, para longe de Deus. Qualquer reino que não seja o de Cristo é um reino mundano, sempre vai entrar em choque com o propósito divino. Qualquer nação, no qual o governo segue por si mesmo, caminha sempre, cada vez mais distante de Deus. E o que hoje acontece com a política secular aconteceu com Israel escolhido por Deus.

COMÉRCIO –> Se tem um lugar onde os riscos para procedimentos desonestos e corruptos sejam tão grande, esse lugar é o comércio. Todos nós sabemos como é difícil permanecer corretos e conduzir honestamente os assuntos no competitivo mundo dos negócios.

AGRICULTURA –> No Éden o cultivo e a jardinagem eram errados, porque o SENHOR mesmo sustentava os habitantes do Éden. Após o pecado o homem foi condenado a um ciclo de trabalho árduo e frustrante, e um elemento de perversidade marcou o fruto de seu trabalho. Noé foi um homem de grande movimento do SENHOR para restauração do povo, no qual foi dado a terra um novo começo. Mas ele acabou de sair da arca e já foi ser lavrador na terra: “Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda”, Gênesis 09:20,21. A agricultura em si mesma não é pecaminosa, mas, ela vai em direção contraria a Deus. Sabemos dos desastres físicos que estão transformando o mundo em um deserto. Agricultura é algo bem distante da graça. Bem diferente é a Igreja de Cristo, a lavoura de Deus, que por meio de sua graça e da habitação do Espírito Santo, ela possui alimento que nunca acaba, o trigo vivo, o Pão da Vida.

EDUCAÇÃO –> “Moisés foi educado em toda a ciência dos egípcios e era poderoso em palavras e obras”, Atos 07:22, mas teve de descalçar as sandálias do conhecimento para servir a Deus. Daniel e José também pouco fizeram uso da educação secular que receberam. O apóstolo Paulo, considerou “tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus” Filipenses 03:08. Paulo também fez uma distinção entre a sabedoria que vem do mundo e a educação que é dada na escola de Deus: “visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria, aprouve a Deus salvar os que crêem na loucura da pregação. Porque tanto judeus pedem sinais, como os gregos buscam sabedoria; mas nós pregamos a Cristo crucificado, escândalo para os judeus, loucura para os gentios; mas para os que foram chamados, tanto judeus como gregos, pregamos a Cristo, poder de Deus e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. Irmãos, reparai, pois, na vossa vocação; visto que não foram chamados muitos sábio segundo a carne, nem muitos poderosos, nem muitos de nobre nascimento; pelo contrario, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e Deus escolheu as coisas humildes do mundo e as desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são; a fim de que ninguém se vanglorie na presença de Deus. Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção, para que está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor”. 1° Coríntios 01:21-30. Ou seja é virado, tudo ao contrário, então se você quer realmente ser uma pessoa sábia?, Peça a Deus a vida de Cristo em você, Ele é a pura sabedoria.

 “O mundo pode fazer quase tudo tão bem ou melhor do que a igreja”, diz Gordon MacDonald. “Você não precisa ser cristão para construir casas, alimentar os famintos ou curar os enfermos. Mas, existe uma coisa que o mundo não pode fazer: Ele não pode oferecer graça.” Lembre-se que os métodos mundanos sempre levam ao mesmo lugar: “Ao cansaço.”

As maiores universidades do ocidente foram fundadas por cristãos, que desejavam prover aos seus estudantes uma boa educação sob a influência cristã. Enquanto esses homens eram vivos, o padrão daquelas instituições era alto, porque eram de um real conteúdo espiritual, mas quando eles morreram, o controle espiritual se foi, e a educação seguia o seu próprio curso em direção ao mundo do materialismo e distante de Deus. Há ainda hoje em dia aquelas universidades com aulas de “religião.”

Mas e aquelas instituições de projetos sociais? Da mesma forma, ainda que tenham origem na visão espiritual, possuem em si mesmo um poder de sobrevivência independente, que inclusive, a Igreja de Cristo não tem.

Outro dia vi alguém na TV falando sobre a enchente no Rio de Janeiro e as pessoas ajudando, levando mantimentos, etc. Uma situação muito comovente, mas o apresentador do programa comovido com acontecido fez a seguinte exclamação: “é com essas cenas que eu posso crer que o mundo ainda tem jeito”, agora me diz para quem foi à glória? Toda a glória que não seja de Deus é vaidade, e é impressionante que os sucessos insignificantes podem produzir vanglória. Cada sucesso que experimentamos, estamos nos colocando sob julgamento de Deus. Portanto, se é a soberba da vida e não o louvor ao SENHOR o sentimento que tal trabalho desperta em nós, podemos saber com certeza que estamos tocando no mundo. Philip Yancey em seu livro Maravilhosa Graça fez o seguinte discurso: “Nós vivemos em um mundo sufocado pela fumaça da não-graça. A graça vem de fora, como um dom, e não como uma realização. Com que facilidade ela se desvanece neste mundo competitivo, que mira só a sobrevivência dos mais aptos, procurando sua própria glória.” O curso natural das coisas que são do mundo segue sempre em direção a Satanás e para longe de Deus. Isso é por que Satanás odeia distinção: Neemias foi designado para a reconstrução da muralha de Jerusalém e ele foi bem sucedido, mas ele sofreu muita oposição para isso, Satanás não pode nem pensar que homens sejam separados para Deus, ele não gosta de ser rejeitado. O muro é preço da santidade e com a ajuda do mundo, ele quer derrubar as muralhas da Igreja de Cristo.

Então qual é o caminho para fugir deste laço que Satanás armou para prender o povo de Deus? Há! Dá pra gente ir para uma ilha deserta e deixar todo mundo pra traz! As pessoas religiosas, tentam vencer o mundo isolando-se deste, isso é tolice. Como a gente pode escapar do sistema mundano usando o que, afinal, não passa de métodos mundanos? Vamos supor que o lugar onde você trabalha será fechado. Assim que ouvisse tal noticia, você perceberia que não tem mais futuro nesse trabalho. Pode até continuar trabalhando por um tempo, mas não planejará mais nada para o futuro ali. Com certeza você já faria alguns currículos e distribuiria em outros lugares. E podemos de forma muito justa dizer o mesmo do mundo que está sob um decreto de fechamento. Caiu! Caiu a grande Babilônia quando seus campeões lutavam contra o cordeiro que, por Sua morte e ressurreição, os venceu: “Pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos Reis”, Apocalipse 17:14, a cruz de nosso Senhor Jesus, arruinou as nossas perspectivas no mundo; não há nada pelo que viver aqui. Apenas o Corpo de Cristo.

“Se vós fosseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrário, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia”, João 15:19, a frase “se vós fosseis do mundo” no grego se diz ek tou kosmos, a palavra ek significa “fora de”, na mesma referencia temos eklego que quer dizer “escolher”, a palavra Igreja no grego é a palavra Ekklesia que tem referencia com “chamados para fora”. Isso mostra que estávamos dentro daquele sistema Satânico, sem chance de escapar; mas fomos chamados para fora do Egito, somos agora Ekklesia, a Igreja, o Corpo de Cristo, a expressão na terra Daquele que está hoje no céu. Estamos fora do sistema, mas no ponto de vista da nova vida, não somos mais do mundo, mas de cima. Você já se deparou com a seguinte questão: Será que sou mesmo daqui?, Porque às vezes sinto que sou de outro planeta.

Sabe que o mundo até gosta quando encontra em nós honestidade e decência, naturalmente humanas e sempre estão prontos para nos dar o devido respeito e depositar em nós sua confiança. Mas, tão logo encontre em nós o que não é de nós mesmos, ou seja, a natureza da qual nós somos feitos participantes, sua hostilidade é despertada: “Meu Deus! Aquele cara chega a ser doido de tanto que fala de Jesus!” ou “Lá vem o crente falar de Jesus!” Sendo assim, mostre ao mundo os frutos do Cristianismo, e o mundo irá aplaudi-lo, mas mostre o Cristianismo, e ele lhe fará forte e rigorosa oposição. A chamada Civilização Cristã conquistou o reconhecimento e o respeito do mundo. Isso o mundo pode tolerar e até utilizar-se disso. Mas vida de Cristo no cristão –; isso o mundo odeia, e onde quer que a encontre seguramente fará oposição até a morte, isso por que, o Cristão verdadeiro conhece a Graça, sabe que não tem direito a honraria alguma.

“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre o monte”; Mateus 05:14, Quer levemos nossa luz para onde os homens possam vê-la ou a escondemos deles, certamente verão algo diferenteem nós. A vida divina plantada em nós, que é totalmente estranha ao mundo ao seu redor, é uma fonte de luz designada a esclarecer a humanidade o verdadeiro caráter do mundo por fazer contraste com suas trevas. Quando uma lâmpada ou uma vela é acessa num quarto escuro surge uma luz. Assim deve ser quando o Senhor nos leva em qualquer lugar do mundo. Isso explica o porquê Abba nos quer ainda no mundo, para que Cristo seja luz nas vidas de quem está na escuridão, isso usando estes caquinhos de vidros que somos nós. Uma vez que o amor de Deus é tão grande, Seu mandamento para nós é ir por todo mundo e proclamar Suas boas-novas, e é certo que a palavra “todo” inclui também as pessoas com quem temos de conviver no dia-a-dia.

Às vezes achamos que as pessoas do mundo tem vida mais fácil do que a vida dos cristãos. Isso é uma verdade, Deus nos trouxe ao mundo e, coloca-nos em lugares difíceis, para realmente sermos tentados a achar isso, pode crer que isso é tratamento. O cristão é estrangeiro em um ambiente que não é naturalmente seu. Um nadador pode mergulhar no fundo do mar, mas sem o traje apropriado e o tubo que lhe forneça o ar atmosférico, não pode lá permanecer.

DINHEIRO –> Tomando outra e ainda mais materialista área do domínio de Satanás, vamos ao campo das finanças: O dinheiro é o oposto de Deus. A bíblia refere a ele como “riquezas [Mamon] da Injustiça”. O dinheiro, em seu caráter essencial, é mau. O homem que anda com Deus conhece o caráter do dinheiro. Se quiser testar o caráter de alguma coisa, basta perguntar se tal coisa o aproxima ou o afasta de Deus. Jesus disse: Não podeis servir a Deus e ás riquezas. Com certeza, “os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores”, Timóteo 06:09,10. Mas hoje nada pode ser feito sem que haja pagamento, como é possível pegarmos dinheiro e não nos envolvermos com satanás? E como usá-lo para edificar o reino de Cristo? Levítico 27:28 nos esclarece tal questão: “No entanto, nada do que alguém dedicar irremissivelmente ao SENHOR, de tudo o que tem, seja homem, ou animal, ou campo da sua herança, se poderá vender, nem resgatar; toda coisa assim consagrada será santíssima ao SENHOR”, ou seja, não há verdadeira dedicação sem destruição. Naquela época quando uma ovelha era dedicada a Deus, não era colocada diante Dele para permanecer como ovelha viva; ela era colocada para ser sacrificada. A destruição é o sinal da aceitação. Podemos ver dois exemplos na bíblia, uma de aceitação outra de recusa: Em Marcos 12:41-44, quando o Senhor se agradou da viúva, por ter colocado suas moedinhas no gazofilacio, observou que ela tinha colocado lá sua vida. Muitos colocam no gazofilacio apenas seu dinheiro, ela colocou sua vida junto com as moedinhas. Ao dar suas moedas, ela se entregou por inteiro. Ao menos que sua vida deixe este mundo junto com suas moedas, seu dinheiro não pode ser libertado desse mundo e transferido para o reino de Deus. Para Paulo, esse princípio estava muito claro: “queremos você, não o que lhes pertence”. Em Atos 05, temos um exemplo de recusa onde Ananias e Safira esconderam não apenas seu dinheiro, mas também suas vidas do Senhor. Pretendiam deixar pontos no “Banco Celestial”, mas queriam também guardar no “Banco Central do Mundo”. Mas nem puderam fazer uso de suas economias. O Egito é considerado um tipo de mundo e quando os israelitas saíram do Egito, trouxeram consigo muitos tesouros. Despojaram os egípcios, e os despojos que consagraram foram utilizados na construção do tabernaculo. Mas aquele povo que não quis se consagrar ao Senhor usou parte do tesouro para construir um bezerro de ouro e o adorou.

Em Lucas 06:38 está escrito: “daí, e ser-vos-á dado” essas foram às palavras do Senhor e não: “economize e ficaras rico”. Pode-se dizer que para Deus a verdadeira economia está em dar, nãoem guardar. Deus requer que cada um de sempre e não de vez em quando por desencargo de consciência.

Enfim, não devemos fugir do mundo utilizando jeitinhos do mundo. O que importa é, que o Senhor Jesus Cristo seja o centro das nossas vidas, e não os nossos negócios devem tomar conta de nossas vidas. 1° João 02:15-16: “Não ameis o mundo nem as coisas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele; porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não procede do Pai, mas procede do mundo”. Que nosso amor pelo mundo seja tirado do livro de Satanás e transferido para a conta de Deus. Porque, “o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente”. AMÉM.

 

Janeiro de 2011

Extraído do livro: Não Ameis o Mundo – Watchman Nee

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s