ABA, PAI

paiJoão 14:18 – “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros”. Pouco antes da crucificação, o Senhor Jesus nos prometeu algo muito significativo: voltar para nós para que não fiquemos órfãos, aleluia! Quando eu tinha oito anos, meu pai, que era o meu melhor amigo, partiu deste mundo repentinamente. Um sentimento forte de orfandade tomou o meu coração. Muitas vezes quando vencia uma competição, olhava para o público no ginásio de esportes e, mesmo sabendo que ele não estava presente, procurava-o para que eu pudesse mostrar a medalha de campeão. Eu dizia em voz baixa: papai, ganhei, olha… legal né? Ser órfão é triste demais! Deus sabe disso, por isso, em Cristo Jesus, seu amado Filho, nos concede a graça maravilhosa de sermos feitos Seus filhos a fim de podermos chamá-Lo de “ABA” ou “Paizinho”. O Senhor Jesus antes de sua partida deste mundo preocupou-se conosco e disse que voltaria para que não ficássemos órfãos. Quando atentamos para o evangelho, verificamos que o Senhor Jesus gostava de chamar Deus de Pai. Vemos a intimidade, o amor, a unidade perfeita entre o Pai e o Filho. Vemos também o quanto o Filho quer que desfrutemos deste relacionamento maravilhoso com o Pai. O Senhor Jesus, como irmão mais velho, deseja profundamente que gozemos da comunhão íntima, ininterrupta e maravilhosa com o Pai. Vemos também o Pai desejando a mesma coisa. Através do Filho, Ele nos faz Seus filhos e deseja muitos filhos parecidos com o Filho mais velho. Romanos 8:29 – “Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos”. O Pai e o Filho desejam que sejamos filhos de Deus. O Espírito Santo também deseja que sejamos filhos de ABA. Romanos 8:14 e 16 – “Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. Precisamos saber que Deus já providenciou por meio de Jesus Cristo a nossa adoção em Sua família. Efésios 1:5- “nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”. Recebemos esta adoção por meio do Filho. Ao receber a vida do Filho pela fé Nele e Sua obra na cruz, Deus nos faz seus filhos. João 1:12 – “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome”. Só existe uma maneira de termos filiação com Deus: através de Seu Filho. Gálatas 3:26 – “Pois todos vós sois filhos de Deus mediante a fé em Cristo Jesus”. Precisamos saber também que somos filhos de Deus no espírito. Se não houver o nascimento espiritual, não há como ser um filho de Deus. Para que o Espírito Santo possa testificar conosco é preciso que tenhamos um espírito em nós. Somente passamos a ter o nosso espírito vivificado após o novo nascimento. João 3:5-7 – “Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: importa-vos nascer de novo”. Sem o novo nascimento não tem possibilidade alguma de sermos feitos filhos de Deus. Novo nascimento se dá quando cremos que fomos incluídos na morte e ressurreição de Cristo. Juntamente com Ele, na cruz, morremos para nós mesmos, para o pecado e para o mundo e na ressurreição com Cristo, recebemos nova vida. Por isso o apóstolo Paulo diz em Gálatas 2:19 e 20: “Estou crucificado com Cristo, logo não sou eu quem vive mas Cristo vive em mim”. Após a nossa crucificação com Cristo, somos feitos nova criatura. II Coríntios 5:17 – “Em assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”. Novo nascimento é a vida de Cristo em nosso espírito vivificado. Todo filho de Deus tem o Espírito de Cristo nele. Gálatas 4:6 – “E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai!”. Somente a vida do Filho em nós, juntamente com o nosso espírito vivificado pode chamar Deus de ABA, PAI. Romanos 8:15, um versículo paralelo a Gálatas 4:6, diz que recebemos o Espírito de filiação no qual clamamos: “Aba, Pai!”, ao passo que Gálatas nos diz que é o Espírito do Filho de Deus que clama em nossos corações. Isso indica que o nosso espírito regenerado e o Espírito de Deus estão mesclados em um. Na verdade, é nesse mesclar profundo, no mais profundo do nosso ser que a filiação é percebida. Tudo é feito juntamente com Cristo. Desde a nossa criação até a nossa regeneração teve a presença e a participação poderosa de Cristo. Tudo continuará sendo feito juntamente com Cristo. Desde o nosso caminhar neste mundo até o porvir. Nossa vida cristã só é possível juntamente com Cristo, até mesmo o nosso relacionar com Deus. Somente por Cristo e com Cristo podemos ter o privilégio e a alegria indizível de poder clamar: ABA, PAI. Não foi por menos que o Senhor Jesus veio para nos dar vida e vida em abundância (João 10:10b). Ser novo nascido, regenerado no espírito, possibilita-nos desfrutar da filiação e muito mais. Nem imagino o que vem pela frente, só sei que é bom demais! Pois, como filhos, somos também herdeiros de Deus. Gálatas 4:7 – “De sorte que já não és escravo, porém filho; e, sendo filho, também herdeiro por Deus”. Quando começamos a desfrutar desta maravilhosa filiação por meio de Cristo, quando começamos em nosso viver diário clamar a Deus dizendo: ABA, PAI, nossa vida enche de um gozo inexplicável. Não mais somos órfãos, não mais passamos a sentir como órfãos, simplesmente passamos a viver alegremente como filhos de Deus. O novo nascimento expulsou do meu coração o espírito de orfandade para sempre. Como o nosso Pai é maravilhoso, amoroso, bondoso… Ele é tremendo! O Deus Triúno é maravilhoso! O Espírito nos conduz ao Filho, o Filho fez toda a obra e o Pai nos recebe como filhos. Somos felizes Nele, temos uma família eterna, nosso querido Paizinho, ABA é eterno. Nosso desfrute jamais terá fim. Amamos a mensagem da cruz por que por meio dela veio a graça da filiação. Agora, nada poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor (Romanos 8:39).

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada – Cristo vive em nós

Maringá, outubro de 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s