DE CRISTO VOS DESLIGASTES

De Cristo vos desligastes, vós que procurais justificar-vos na lei; da graça decaístes”. Gálatas 5:4

O apóstolo está meio que atônito, boquiaberto, de olhos arregalados e queixo caído, está pasmo, assustado e incrédulo. Gálatas 4:20 – “pudera eu estar presente, agora, convosco e falar-vos em outro tom de voz; porque me vejo perplexo a vosso respeito”. Afinal, o que está acontecendo com a igreja? O zeloso apóstolo acompanhava e orava pela igreja continuamente e sabia que ela corria bem: “Vós corríeis bem; quem vos impediu de continuardes a obedecer à verdade?” (Gálatas 5:7). Havia a lei da circuncisão, o tradicionalismo, a religiosidade dos líderes que eram inimigos da cruz de Cristo, que de modo persuasivo e até impositivo, estavam levando a igreja a desligar de Cristo: “Esta persuasão não vem daquele que vos chama” (Gálatas 5:8).

Esta é uma carta que demonstra preocupação, cuidado e amor do apóstolo pela igreja. Ele sabia que depois da partida dele para fundar e cuidar de outras igrejas, o inimigo entraria sorrateiramente para destruir todo o trabalho de salvação e edificação da igreja. Para a igreja de Éfeso ele diz em Atos 20:29-32 – “Eu sei que, depois da minha partida, entre vós penetrarão lobos vorazes, que não pouparão o rebanho. E que, dentre vós mesmos, se levantarão homens falando coisas pervertidas para arrastar os discípulos atrás deles. Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, por três anos, noite e dia, não cessei de admoestar, com lágrimas, a cada um. Agora, pois, encomendo-vos ao Senhor e à palavra da sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados”.

O apóstolo e os demais apóstolos também sabiam da presença do inimigo dentro da igreja de Cristo. Ainda hoje não  é diferente, Satanás tem sua sinagoga dentro da igreja, por isso é necessário que vigiemos (v.31) e oremos pela igreja do Senhor.

Creio que foi muito difícil e triste para o apóstolo ver a igreja se desligando de Cristo. Gálatas 1:6,7 – “Admira-me que estejais passando tão depressa daquele que vos chamou na graça de Cristo para outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo”. Ele diz em tom de “bronca”: “Terá sido em vão que tantas coisas sofrestes? Se, na verdade, foram em vão (Gálatas 3:4). “Não anulo a graça de Deus; pois, se a justiça é mediante a lei, segue-se que morreu Cristo em vão (Gálatas 2:21). Não valeu nada o evangelho? A cruz de nosso Senhor foi em vão? Para nada? O que viram e ouviram do evangelho de Cristo foi para nada? Todo o meu trabalho para com vocês foi em vão? (Gálatas 4:11).

Quando nos desligamos de Cristo tudo se torna vazio! Desligar de Cristo é tão sério que é o mesmo que dizer: tudo não valeu para nada. Mas isso é um absurdo para quem foi crucificado e experimentou a graça salvadora de Cristo. Tudo foi pela graça de Deus mediante a fé em nosso Senhor Jesus Cristo. Não existe esse negócio de se justificar através de circuncisão, rituais ou leis de homens. Tudo é pela fé e pela graça de Deus. Tudo é pelo nosso Senhor Jesus Cristo, pois Nele tudo subiste (Colossenses 1:17). Parem de inventar moda na igreja e olhem firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus Cristo. Por que tudo que estão tentando fazer anula a graça e a cruz de Cristo. Querem saber? Cristo não morreu em vão! A cruz de Cristo não  foi em vão! Somente por meio dela podemos morrer para a escravidão da lei e do pecado e receber a nova vida em Cristo Jesus. O apóstolo está dizendo em alto e bom som: vocês não são escravos; Cristo vos chama para a liberdade (5:1). Vocês se lembram da promessa de Deus? Veja: Gálatas 3:15-22, 29; 4:23,28. Não somos filhos da escrava e sim da livre. Somos filhos da promessa como Isaque (4:28); então porque voltar outra vez à escravidão da lei? Somos nascidos de novo, e como novas criaturas somos livres (4:31). Esse negócio de ser escravo da lei, da carne e do mundo já era! Somos livres em Cristo Jesus, fomos chamados para sermos livres (Gálatas 5:1,13).

Alguns sabichões, crentes que dão de entendido, mas que vivem na carne e são arrogantes e persuasivos procuram contaminar os mais novos dizendo que precisamos ser livres da igreja e sua liderança. Eles são como fermento e tem como objetivo contaminar toda a massa (igreja). Nem sabem eles que sofrerão condenação pela perturbação que trazem para as igrejas. São estes que, apesar de pregar a cruz de Cristo são inimigos da cruz de Cristo e desfazem a obra do Senhor. Eles gostam de incitar à rebeldia (Gálatas 5:9-12). Não sejamos cúmplices de nenhuma obra infrutífera das trevas com os rebeldes (Efésios 5:6-13). A igreja, o pastor e a Palavra são bênçãos, presente de Deus para a igreja. O objetivo do inimigo infiltrado é levar os irmãos enfraquecidos à desligar-se de Cristo. Quando eles conseguem convencer que igreja não tem mais importância, na realidade estão querendo desligar de Cristo, pois a igreja nada mais é do que o Corpo vivo de Cristo (Efésios 1:22,23).

De Cristo vos desligastes. Que expressão forte, medonha, séria! Algumas versões traduzem como: “Cristo vos tornou de nenhum efeito”(versão King James); “separados estais de Cristo”(Almeida – Revista e Corrigida); “separados estais de todo proveito de Cristo” (nova tradução de Darby). Mas o significa mais fiel ao original grego, de acordo com Dean Alford é: “ser aniquilado, o que no seu significado original quer dizer: [reduzir alguma coisa a nada]”. Aqui o apóstolo está dizendo que estes foram levados de Cristo para o nada, o zero, à inexistência… à morte. Desviar-se de Cristo, desligar-se de Cristo é ir para o zero, para o nada, para o vazio.

Nestes dias assisti um filme e um documentário sobre alguns grupos religiosos bem zelosos, famílias que andam de carroças, trabalham nas lavouras, oram, lêem a Bíblia, vestem-se de modo a não escandalizar. Em um dos casos houve um brutal assassinato de adolescentes indefesos e no outro houve  estupro de mulheres e crianças. Quando desfazemos a cruz de Cristo e o Cristo da cruz, corremos o risco de nos desligarmos do próprio Cristo e assim é como se vivêssemos vidas vazias, sem salvação, alegria e paz. Jamais  teremos vitória sobre o pecado, o mundo e o ego. Nestes dois episódios não  se ouvia a respeito da cruz e do Senhor Jesus. Não havia a centralidade da cruz e de Cristo. Estavam desligados de Cristo, ainda que eram muito religiosos. Em sua religiosidade afastaram-se do mundo, porém o pecado e o egoísmo continuaram no velho coração pecaminoso, por isso houve tragédia.

Diante de tudo isso, Deus nos alerta que, mesmo tendo começado no Espírito, vivendo vida de cruz, corremos o risco de nos desligarmos de Cristo (Gálatas 3:3).

Porque somos de Cristo e Nele permanecemos, é fundamental que crucifiquemos a carne com suas paixões e concupiscências a fim de não sermos levados a nos desligarmos de Cristo (Gálatas 5:24). Também precisamos andar sempre no Espírito e não na carne (Gálatas 5:16,25).

Em Gálatas 5:4 fala de desligar de Cristo e também de: cair da graça. Sair de Cristo e ir para o nada é decair da graça. Somente pela graça maravilhosa de Deus podemos ser conduzidos a Cristo e Nele permanecer. Devemos crescer na graça e no conhecimento do nosso Senhor Jesus Cristo (II Pedro 3:18) e para isso, precisamos diariamente negar a nós mesmo, tomar a cruz e seguir o Senhor. Precisamos desesperadamente do alimento diário da Palavra e do tempo de comunhão com Cristo. A correria de nossos dias, a canseira e os apelos do mundo roubam de nós o precioso tempo de comunhão com Deus. Isto é fatal e certamente levará o cristão a desligar-se de Cristo. Jesus Cristo é tudo para nós. Fora Dele nada subsiste.

Não permitamos que a correria, vida de satisfação carnal e egocêntrica, vida sem os momentos devocionais roubem de nós o tudo, que é Cristo. Neste mundo podemos ficar sem nada, porém, jamais sem Cristo. Desligar de Cristo? Jamais! Ele é o mais importante, o mais precioso… o nosso TUDO.

Assim Ele deseja: Permanecei em mim e eu permanecerei em vós (João 15:4). Enquanto caminhamos para o reino celestial, cuidemos para que nada neste mundo nos leve a desligarmos de Cristo. Permaneçamos firmes em união com  Ele, em tudo e em todo o tempo.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada

Cristo vive em nós

Maringá, Novembro de 2011.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s