O PECADO E OS PECADOS

Segundo Watchman Nee, Romanos de 1 a 8 nos apresentam dois tipos de pecados. O primeiro vai do capítulo 1 até 5:11 onde Deus fala “dos pecados”, no plural, referindo-se aos nossos atos pecaminosos, às nossas práticas pecaminosas. São muitas e diversas as maneiras do homem pecar contra Deus. Todos sabem o tipo de pecado que tem cometido; alguns, com o tempo, devido à constante prática, tornam-se nulos, obcecados, escravizados e sua consciência fica insensível. Nos primeiros capítulos de Romanos podemos encontrar alguns pecados alistados por Deus. Em 1:18 vemos o pecado da “impiedade”. Os homens deixam de adorar a Deus, despreza-O e abandona-O. Homens que se apostatam da fé e dos princípios cristãos e vivem segundo suas próprias paixões. Tornam-se independentes, cheios de si, auto-suficientes e se acham poderosos como se fosse o próprio Deus. Não querem saber de adorar a Deus, querem apenas ser adorados. Em 1:27 vemos que, mesmo tendo o conhecimento de Deus, “não O glorificaram” como Deus. Como é maravilhoso ser cristão, poder fazer parte da igreja de Cristo e junto com os irmãos celebrar, adorar, amar, servir e glorificar a Deus. Como é precioso viver vida de cruz onde constantemente morremos para nós mesmos a fim de viver para a glória de Deus. Ser crucificado para não mais viver a própria vida e sim a vida de Cristo é a maneira de sermos livres deste tão grande pecado. O inimigo tem usado o mundo para manter os crentes ocupados demais a ponto de não terem tempo de glorificar o Criador. Deixar de prestar culto a Deus, deixar a adoração tem sido prática constante dos crentes em nossos dias. Isto é grave, pois pouco a pouco as pessoas estão deixando de amar e glorificar a Deus. Esta é uma das grandes perdas das pessoas, pois Cristo morreu na cruz para nos reconciliar com Deus e trazer de volta a comunhão e a adoração. Deixar de glorificar a Deus é uma maneira de anular a cruz de Cristo. As pessoas que caem na cilada de não mais glorificar a Deus, acabam não dando graças a Deus, tornam-se ingratas e irreverentes como II Timóteo 3:1-5 já profetizava. Elas tornam-se nulas em seus próprios raciocínios e o coração insensato torna-se obscuro. A loucura toma conta deles e começam a mudar a glória de Deus, isto é, colocam a criatura no lugar de Deus para serem adoradas. Essas pessoas acabam vivendo de modo animalesco, sem recato, sem princípios e sem moral. Não tem medo e nem vergonha de se mostrarem o que de fato se tornaram. Mudam sua aparência e praticam pecados da carne de modo contrário à sua natureza. Romanos 1:28-32 relatam as práticas inconvenientes destas pessoas. No capítulo 2:21 e 22 vemos a prática dos pecados do furto, adultério e roubo. No capítulo 3:3 vemos o pecado da incredulidade; no verso cinco, da injustiça e no verso 13 vemos o pecado da língua. A Bíblia alista muitos e diversos atos pecaminosos dos homens. Neste momento é preciso saber que os primeiros capítulos de Romanos falam que o homem é indesculpável (Romanos 1:20fine) devido a estes pecados, a estas práticas. A palavra “prática” repete várias vezes (Romanos 1:28,32; 2:1,2,3). São as práticas de pecados e mais pecados.

A segunda parte de Romanos 1 a 8 fala “do pecado”, no singular. Vai do capítulo 5:12 até 8:39. Aqui se trata do “princípio que opera dentro do pecador”. Este princípio rege o agir pecaminoso do pecador. Ele é como um verdadeiro tirano que controla e faz o pecador ficar submisso ao seu comando. Romanos 7:14-24 retratam essa submissão, escravidão e miséria. O próprio Senhor havia dito que: “todo o que comete pecado é escravo do pecado” (João 8:34b). Em Romanos 6:6 vemos que o pecado escraviza o sujeita e no verso 14 diz que ele tem domínio sobe o pecador. Nesta segunda parte, as Escrituras tratam, portanto, do pecado que nos escraviza. Ao ver a constante repetição do termo: O PECADO”; constatamos que este é um assunto muito sério diante de Deus. Observe a repetição deste termo nos versículos a seguir:

Romanos 5:12,13, 20, 21. Romanos 6:1, 2, 6, 7, 10, 11, 12, 13, 14, 16, 17, 18, 20, 22, 23. Romanos 7:7, 8, 9, 11, 13, 14, 17, 20, 23, 25. Romanos 8:2, 3, 10.

Quando vemos o termo: “os pecados”, no plural, conclui-se que o pecador necessita do perdão dos seus pecados. Mas, ao olhar para o termo: “o pecado”, no singular, deduz-se que o pecador necessita desesperadamente da libertação do pecado. Enquanto não houver a libertação do pecado pela inclusão na cruz de Cristo, o pecador gemerá debaixo desta escravidão e estará em constante prática de pecados, pois “o pecado” manda o pecador praticar “os pecados”. O crente vem para a Santa Ceia, pede perdão dos seus pecados, participa da ceia alegremente, mas no dia seguinte já está pecando outra vez. Com o tempo torna-se um crente “tristonho”, “medonho”, “derrotonho”, “fracastonho” e “tropestonho”. Que vida triste, não é à toa que o apóstolo bradou: “Desventurado homem que sou!” (Romanos 7:24). Uma pessoa assim não sabe o que é paz, alegria e salvação. Vive debaixo de maldição, derrotas, frustrações e medo. Ela jamais poderá exclamar: “Em todas estas coisas, porém, somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou” (Romanos 8:37). Graças a Deus por Cristo Jesus nosso Senhor que veio resolver estes dois grandes problemas do ser humano. O pecado e os pecados têm solução em Cristo Jesus. Quando vejo a exclamação do apóstolo dizendo: “GRAÇAS A DEUS POR JESUS CRISTO, NOSSO SENHOR” (Romanos 7:25); vejo alegria, empolgação, vitória, libertação, esperança, vida e muito mais. Que “tristonho” nada! Derrotonho? Fracastonho? Tropestonho? Já era meu! Agora não é mais Tristonho, é “Alegrino”; não é mais Medonho, é “Destemino”; não é mais Fracastonho, é “Vitorino” e muito mais, pois Cristo nos salvou e libertou do pecado. YES, YES, YES!

Logo no início desta epístola, o apóstolo diz que o evangelho é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê (Romanos 1:16). Quanta confiança, quanta esperança, quanta certeza! Na cruz Deus, em Cristo, providenciou a libertação e a solução para o problema do pecado. Quanto aos atos pecaminosos, O SANGUE DE JESUS nos purifica de todos eles. Romanos 3:25 – “a quem (Cristo Jesus) Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça,…”. Romanos 5:9 – “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por salvos da ira”. I João 1:7 – “…, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”.

Quanto ao pecado que habita em nós e nos escraviza, a solução de Deus é a CRUZ DE CRISTO. Romanos 6:6 – “sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos”.

O sangue de Jesus é suficiente para lavar-nos das práticas pecaminosas e a cruz de Cristo é poderosa para tratar da nossa natureza pecaminosa. O sangue cancela os nossos pecados e a cruz nos liberta do nosso pecado. O precioso sangue de Jesus, derramado na cruz do Calvário, nos redime dos nossos pecados. Hebreus 9:22 – “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão. I Pedro 1:18-19 – “sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo”.

Como a obra da cruz foi preciosa para nós. Quando Cristo foi levantado da terra, atraiu-nos para Ele mesmo, a fim de morrermos com Ele. Foi desta maneira que a ação da cruz nos libertou verdadeiramente da escravidão do pecado. Porque fomos crucificados com Cristo, podemos dizer que morremos de uma vez para sempre para o pecado. Consideramo-nos mortos para o pecado e, conseqüentemente, este não reina mais em nosso corpo mortal. O pecado não terá domínio sobre nós; pois agora fomos libertos do pecado e transformados em servos de Deus, aleluia! (Romanos 6:10-14 e 22).

“Os pecados e o pecado” foram detonados pelo sangue e pela cruz de nosso Senhor Jesus Cristo.

À Ele, toda gratidão, amor, honra e glória.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada  –   Cristo vive em nós

Maringá, Outubro de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s