A CASA DO SENHOR

Hebreus 3:6 – “Cristo, porém, como Filho, em sua casa; a qual casa somos nós, se guardarmos firme, até o fim, a ousadia e a exultação da esperança”.

Ser a habitação do Senhor é algo tão maravilhoso que, confesso, às vezes fico como um “fora de si”. Parece tudo tão ilógico, tão irracional e utópico. Às vezes me pego como que não acreditando no que está nas Escrituras. Apesar de ver o coração de Deus sendo revelado a este respeito desde o Velho Testamento e, sendo confirmado pelo próprio Filho, ainda fico como que a sonhar diante de tão maravilhosa realidade. Quando focamos a Sua grandeza e majestade, temos dificuldade de entender porque o Senhor quer habitar em nós, afinal, somos tão pequenos, indignos e pecadores. Mas quando desfrutamos do Seu imenso amor, podemos ver que Sua habitação em nós é simplesmente por que Ele nos ama demasiadamente. Antes de conhecer a Palavra da Cruz, essa idéia era algo muito distante, praticamente uma irrealidade. Mas, ao ser aproximado pelo Seu sangue (Efésios 2:13), justificado, reconciliado e regenerado; vejo que tudo isso é uma tremenda realidade. Minha inclusão na morte de Cristo foi o início da realização deste grande sonho. Meu velho homem foi crucificado com Cristo e na Sua ressurreição Cristo veio morar em mim. Quando o apóstolo Paulo diz em Gálatas 2 que está crucificado com Cristo; logo, Cristo vive nele; isto era algo sem sentido para mim. Mas, pelo novo nascimento a vida de Cristo em mim se tornou algo real, presente e vivo. Ter a vida do Filho em nós é simplesmente maravilhoso, pois somente desta forma poderemos agradar a Deus. Hebreus 13:21 – “vos aperfeiçoe em todo o bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre. Amém!”. Sem a vida do Filho em nós, continuaríamos a pecar, pois Ele é quem nos guarda do pecado. I João 5:18 – “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca”. Sem Jesus Cristo em nós não há como viver neste mundo perverso. Só podemos viver por meio dele (I João 4:9), pois Nele tudo subsiste (Colossenses 1:17b). O Senhor conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó. Ele precisa habitar em nós, ser a nossa vida e salvação. Sem Ele em nós não há vida, não há salvação. Cristo é nossa vida – João 11:25; 14:6; Colossenses 3:4). Quando Cristo vive em nós, identificamo-nos com Ele como filhos de Deus. Ele em nós e nós Nele; comunhão constante, amor sincero, vida abundante. Todas as coisas que chegam até nós são por meio Dele. Tudo que acontece tem como objetivo levar-nos a identificar com Sua vida vicária. As lutas, perseguições e provações são para que possamos conhecê-Lo, ver o poder de sua ressurreição e participar da comunhão dos seus sofrimentos e até mesmo conformar com Jesus em sua morte (Filipenses 3:10). Ter Jesus Cristo em nós é poder desfrutar de Sua vida e manifestar em todo lugar a Sua fragrância para os que estão ao nosso redor. Somos feitos um canal para que Sua vida, luz e salvação cheguem àqueles que estão nas trevas. Quando Cristo vive em nós, temos plena certeza da nossa salvação. “Cristo em vós, a esperança da glória” (Colossenses 1:27). Há inúmeras razões para Cristo viver em nós e, qualquer uma delas, prova que isto é essencial.

Quando somos a casa do Senhor, temos a grata satisfação de comungar com o Pai. As Escrituras mostram como o Filho estava sempre em comunhão com o Pai. Seu coração estava no Pai, seu desejo era fazer a vontade do Pai. Agradar ao Pai acima de tudo era a essência de Sua vida. João 4:34 – “Disse-lhes Jesus: A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou e realizar a sua obra”. Em João 5:30 Ele diz que não procura fazer sua própria vontade, e sim a daquele que O enviou. Em João 10:38 Ele diz que o Pai está Nele e Ele no Pai. Em João 14:9 Ele diz à Tomé: Quem me vê a mim vê o Pai. E no verso 11 Ele diz para crer que Ele está no Pai e o Pai Nele. Em João 14:31 Ele diz que ama o Pai e faz como o Pai O ordenou a fazer. Podemos ver uma ligação íntima, amorosa e intensa do Filho com o Pai. Como cristão, quando Cristo vive em nós, também teremos comunhão com o Pai, o Deus Todo-Poderoso. O Senhor Jesus quer sempre nos conduzir ao Pai. Sabemos que não há outro caminho senão por Ele (João 14:6). O desejo de Cristo em habitar em nós é para que possamos ir ao Pai em adoração, louvor e comunhão.

Quando o Senhor Jesus tinha doze anos ocorreu um fato curioso. Como sempre, de ano em ano, os judeus iam para o templo em Jerusalém. Quando José e Maria voltavam com a caravana para Nazaré, não encontrou Jesus, seu filho. Procuraram e finalmente encontraram-No no templo. Eles se manifestaram dizendo que estavam preocupados e a resposta serena do Senhor foi: “Não sabíeis que me cumpria estar na casa de meu Pai?”. Desde muito cedo o Senhor Jesus já ensinava que devemos estar na casa do Pai. Estar na casa do Pai é estar em comunhão com o Pai. Uma pergunta: Hoje, o Senhor está vivendo na casa do Pai “em mim”? Temos tido tamanha comunhão com o Senhor Jesus de modo que haja total identificação com Ele a ponto de sermos filhos vivendo na casa do Pai? Não se esqueça que somos a casa do Senhor para que Ele habite em nós de modo que, juntos com Ele, habitemos na casa do Pai. O Senhor Jesus, pela cruz, providenciou um novo e vivo caminho até o Pai (Hebreus 10:20). Por que Cristo habita em nós, podemos estar vivendo em constante comunhão com o Pai por meio do Filho. A santidade, mansidão e amor de Jesus Cristo tem se manifestado em mim? Ao tomar decisões, ir para outros lugares, tenho perguntado a mim mesmo: Sou eu? É minha vontade? Estou usando do meu “mau” bom senso para me guiar? Será que estou esquecendo que me cumpre estar na casa do meu Pai? Isto é, em comunhão com Ele para fazer a Sua vontade e não a minha? Em todas as circunstâncias o Filho em nós deve estar na casa do Pai. Será que o Filho está sendo formado em nós? No meu viver diário é Jesus Cristo quem vive em mim? Ou tenho colocado o Senhor de lado? Quando o Senhor Jesus estava sendo injustamente julgado, a multidão gritava pedindo a Sua morte. As pessoas não O queriam, não O receberam, não creram Nele. Parece que hoje também as coisas não mudaram. A maioria não O quer e deixa-O de lado. Mas algumas poucas pessoas, tipo Maria, Maria Madalena e João tinham o coração para Ele. Somos parte desta pequena e agraciada turma? Está o Senhor orando ao Pai através de mim? Seu amor, Sua paixão está sendo manifestada em mim e através de mim? Somos a casa do Senhor e quando o Senhor habita em nós, sua casa, certamente habitamos também na casa do Pai. Que o Senhor Jesus habite em você para que junto com Ele você habite na casa do Pai.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami  

  Comunidade Bíblica Regenerada  –   Cristo vive em nós.

Maringá, Outubro de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s