OUÇA O SENHOR

Vemos no reino animal que alguns dependem basicamente do ouvido para a sua sobrevivência. O morcego, a raposa do ártico, as gazelas e muitos outros mais. Os cegos têm o ouvido apurado e isto os ajuda muito. Eles sabem muito bem disso e desenvolveram a arte de ouvir os sons. Ao andar de carro, sabem quantas quadras percorreram, porque nos cruzamentos, o som é diferente. Eles estão atentos com os seus ouvidos. Deus nos criou de modo que ouçamos se assim o desejarmos. Por outro lado, o homem é capaz de fechar seus ouvidos. Ele tem o arbítrio para ouvir e também para não ouvir. Isso precisa ser bem utilizado para a nossa sobrevivência. Não devemos ouvir os conselhos dos ímpios, mundanos e pecadores; porém, devemos ouvir a voz do Senhor. Incontáveis sons vêm ao nosso ouvido diariamente e com isso acabamos nos acostumando a eles. Carros com sons altos, sirenes, buzinas, gritarias, propagandas, músicas, televisão, computador, cinema e muitos outros sons. Mas há um perigo; o perigo de esquecer-se da voz do Senhor. No meio da correria do século XXI, o cristão corre risco de morte se não aprender a ouvir a voz do Senhor Jesus. Ouvir o Senhor é uma das mais importantes e urgentes tarefas que temos. Disto depende a nossa sobrevivência neste mundo perverso. Somos seres frágeis, tremendamente necessitados de sermos guiados, ensinados e conduzidos. Vemos ao nosso redor muitas pessoas desviadas, perdidas e aflitas. Todas elas não ouviram a voz do Senhor. O salmista conhecia esta maravilhosa voz e, inspirado pelo Espírito Santo, compôs um salmo maravilhoso: Salmo 29.

O apóstolo João também conhecia esta poderosa voz, pois a ouviu na ilha de Patmos. Apocalipse 1:9-10 – “Eu, João, irmão vosso e companheiro na tribulação, no reino e na perseverança, em Jesus, achei-me na ilha de Patmos, por causa da palavra de Deus e do testemunho de Jesus. Achei-me em espírito, no dia do Senhor, e ouvi, por detrás de mim, grande voz, como de trombeta”. Este apóstolo sabia que Jesus Cristo é o Verbo que fala ao homem. No início do evangelho encontramos: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai” (João 1:1,10,14). No capítulo dez deste mesmo evangelho, o apóstolo alerta sobre a importância de ouvir a voz do Pastor. João 10:3,4,27 – “Para este o porteiro abre, as ovelhas ouvem a sua voz, ele chama pelo nome as suas próprias ovelhas e as conduz para fora. Depois de fazer sair todas as que lhe pertencem, vai adiante delas, e elas o seguem, porque lhe reconhecem a voz. As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem”.

Lembra da prerrogativa que temos de querer ou não querer ouvir? Vimos até aqui a importância de ouvir a voz do Senhor Jesus. Infelizmente somos como o povo de Israel e muitas vezes deixamos de ouvir o Senhor; por isso, nos metemos em encrencas. Vemos um triste episódio em Zacarias 7:8-14. O Senhor diz que o povo de Israel não O ouviu. Nos versos de 11 a 13 Ele diz: “Eles, porém, não quiseram atender e, rebeldes, me deram as costas e ensurdeceram os ouvidos, para que não ouvissem. Sim, fizeram o seu coração duro como diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos, mediante os profetas que nos precederam; daí veio a grande ira do Senhor dos Exércitos. Visto que eu clamei, e eles não me ouviram, eles também clamaram, e eu não os ouvi, diz o Senhor dos Exércitos”. Vemos aqui um princípio espiritual de grande importância: precisamos primeiro ouvir o Senhor e então Ele nos ouvirá. Ler as Escrituras e obedecê-las é requisito primordial para que tenhamos uma vida de oração e clamor eficaz. Fazer pouco caso da Palavra do Senhor e tapar os ouvidos à Sua voz resultará em uma vida de oração estéril e fracassada.

O Verbo da Vida continua clamando e gritando para que ouçamos Sua voz. O Senhor Jesus vem falando constantemente a nós. E nós, temos ouvido Sua preciosa voz? Ouvir o Senhor é algo importante para nós e é desejo Dele que O ouçamos. Vemos no livro de Provérbios a repetição constante deste verbo. Provérbios 1:5,8,33; 2:2; 4:1,10,20; 5:1,13; 7:24; 8:6. Não restam dúvidas que Deus deseja que ouçamos Sua Palavra, Sua voz poderosa. No livro de Zacarias vimos que o povo falhou e agora em Provérbios vemos que as pessoas continuam falhando (Provérbios 1:24,25,30). Por outro lado, o Senhor continua falando, gritando e clamando para que O ouçamos. Provérbios 1:20 – Grita na rua a Sabedoria, nas praças, levanta a voz; do alto dos muros clama, à entrada das portas e nas cidades profere as suas palavras”. Provérbios 8:1-8 também provam que o Senhor continua clamando para que O ouçamos.

Saibamos isto: O Senhor Jesus está falando! Não podemos ficar alheios, distraídos, distantes e muito menos virar as costas à Ele. Precisamos reaprender a ouvi-Lo, a acatá-Lo, a atentar para a Sua Palavra. Provérbios 4:20 – “Filho meu, atenta para as minhas palavras; aos meus ensinamentos inclina os ouvidos”. Provérbios 5:7 – “Agora, pois, filho, dá-me ouvidos e não te desvies das palavras da minha boca”. Provérbios 7:24 – “Agora, pois, filho, dá-me ouvidos e sê atento às palavras da minha boca”.

Vamos estar atentos à Palavra do Senhor. Inclinemos os ouvidos para ouvir-Lhe a voz. Isto é tudo de bom para nós, isto vale mais do que muito ouro depurado (Salmo 19:10).

Provérbios 1:33 – “Mas o que me der ouvidos habitará seguro, tranqüilo e sem temor do mal”.

Provérbios 8:32-34 – “Agora, pois, filhos, ouvi-me, porque felizes serão os que guardarem os meus caminhos. Ouvi o ensino, sede sábios e não o rejeiteis. Feliz o homem que me dá ouvidos, velando dia a dia às minhas portas, esperando às ombreiras da minha entrada. Porque o que me acha acha a vida e alcança favor do Senhor”.

Isaías 48:17-18 – “Assim diz o Senhor, o teu Redentor, o Santo de Israel: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deves andar. Ah! Se tivesses dado ouvidos aos meus mandamentos! Então, seria a tua paz como um rio, e a tua justiça, como as ondas do mar”.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

 Maringá, Novembro de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s