A TENTAÇÃO

tentaçãoA tentação em si não é pecado; vem do maligno com o fim de nos levar ao pecado. Com a prática do pecado, somos afastados de Deus e nos tornamos cativos do inimigo. A tentação é coisa séria, porém muitos a encaram de modo negligente. Ao primeiro sinal de ataque do Sedutor, precisamos permanecer firmes e correr para o Senhor a fim de sermos fortalecidos. Precisamos verificar imediatamente se estamos revestidos de toda a armadura do Senhor, isto é, se realmente estamos em Cristo e Cristo em nós. Efésios 6:10-18 – “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis…”.  Faça uma sondagem, um exame para ver se há alguma brecha, pecado não confessado, perda de comunhão com o Senhor. Se houver algo fora de Cristo, arrependa-se, confesse e submeta-se totalmente ao Senhor. Tiago 4:7-8 – “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração”. Uma conversão rápida e sincera à Deus  é fundamental. Não fique no local da tentação, resista ao diabo e corra para Deus. I Pedro 5:8 – “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo”. Não brinque nessas horas, pois o inimigo veio somente para roubar, matar e destruir (João 10:10a). Na semana passada, vi pela janela do quarto uma pomba que parou sobre a caixa do ar condicionado, do lado de fora da janela. Ela olhava para mim e eu para ela. Ela parecia me desafiar; então, sem mexer o rosto, fui caminhando bem devagarzinho até à janela. Isso tudo durou cerca de dez minutos. Fui me aproximando dela e ela ali, olhando desconfiada, mas nada fazendo. Incrível, andei cerca de dois metros e cheguei a colocar meu rosto fora da janela, cerca de dois palmos dela. Mesmo assim ela não alçou vôo. Então, comecei a mover minha mão esquerda por debaixo da janela e continuei com o meu rosto imóvel, como uma estátua. Ela não percebeu, pois estava olhando somente para o meu rosto. Minha mão foi se aproximando lentamente a ponto de chegar a poucos centímetros. Somente quando dei o bote e isto, apenas para assustá-la, foi que ela saiu do local de perigo. Facilmente poderia tê-la pego em minha mão. Os olhos da pomba me diziam: Você não me pega! Sou mais rápido do que você! Ao ver essa ousadia, senti o desejo de pregar-lhe um susto. As presas, de fato, não sabem que o predador tem seus meios ardilosos, sutis e mortais. As pessoas soberbas, cheias de si, que confiam muito em si, em suas posses, em suas habilidades, em seu “status quo” é que caem nas garras do inimigo. Tiago 4:6 – “Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Logo após este verso sobre a soberba, Deus fala do diabo. A soberba é algo que dá vantagem ao diabo, a exemplo da pomba que pareceu confiar muito em suas “asinhas”. O apóstolo Pedro diz a mesma coisa. I Pedro 5:5-9 – “Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobe ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão-se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo”. Vemos neste texto que além da soberba, existe mais um fator que é “prato cheio” para o inimigo devorar. É a ansiedade! A soberba e a ansiedade permitem ao diabo destruir vidas. Sejamos sempre humildes e cheios de fé e esperança em Deus. I Pedro 1:21 – “que, por meio dele, tendes fé em Deus, o qual o ressuscitou dentre os mortos e lhe deu glória, de sorte que a vossa fé e esperança estejam em Deus”.

Cuidemos irmãos, pois Satanás, nosso inimigo é o sedutor. Ele seduziu a Eva no Paraíso e tem seduzido a muitos através dos séculos. Apocalipse 12:9 – “E foi expulso o grande dragão, a antiga serpente, que chama diabo e Satanás, o sedutor de todo o mundo, …”. Apocalipse 20:10 – “O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre…”. Até que este dia chegue, devemos estar sóbrios e vigilantes, pois ele anda em derredor como leão procurando alguém para devorar.

Em relação às tentações do diabo, saibamos algumas coisas que nos ajudarão a resisti-las. Primeiramente saibamos que a tentação vem pela cobiça de cada um. Tiago 1:13-15 – “Ninguém, ao ser tentado, diga: Sou tentado por Deus; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e ele mesmo a ninguém tenta. Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte”. A cobiça é terrível! Deus sempre proibiu a cobiça, pois Ele sabe que, pela cobiça, virá a tentação, esta por sua vez, levará ao pecado e o pecado gerará a morte. A origem da desgraça está na cobiça. Não cobice aquilo que não é seu. Ao surgir um desejo, entregue para Deus, espere Nele, confie Nele e não deixe que esse desejo se transforme em cobiça.

Outra coisa importante em relação à tentação é que ela não é irresistível. As propagandas gostam muito desta palavra: “irresistível”. Engano! As Escrituras dizem o contrário. I Coríntios 10:13 – “Não vos sobreveio tentação que não fosse humana; mas Deus é fiel e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento, de sorte que a possais suportar”. Você não precisa ceder à tentação! Jamais ceda à ela! Ela vem com uma roupa linda, agradável, desejável e maravilhosa, porém, é fatal! Gênesis 3:6 – “Vendo a mulher que a árvore era boa para se comer, agradável aos olhos e árvore desejável para dar entendimento, tomou-lhe do fruto e comeu e deu também ao marido, e ele comeu”. A tentação aparenta ser boa, agradável e desejável; porém é uma cilada mortal. Ela é como as palavras da mulher adúltera. Provérbios 5:3-5 – “porque os lábios da mulher adúltera destilam favos de mel, e as suas palavras são mais suaves que o azeite; mas o fim dela é amargoso como o absinto, agudo, como a espada de dois gumes. Os seus pés descem à morte; os seus passos conduzem-na ao inferno”. Apesar de ser muito desejável e agradável, ela pode ser resistida. Na hora da tentação peça ajuda ao Senhor, clame pelo nome do Senhor Jesus. Ele sabe o que é ser tentado em todas as coisas e Ele sabe como vencer, pois nunca cedeu a nenhuma tentação. Hebreus 2:18 – “Pois, naquilo que ele mesmo sofreu, tendo sido tentado, é poderoso para socorrer os que são tentados”. Não precisamos cair na tentação, aleluia! Isso é livramento, é salvação, é não cair no inferno.

Para nós que fomos salvos, feitos nova criatura e que vivemos em Cristo e Cristo vive em nós, a tentação pode ser uma oportunidade maravilhosa para afirmar, confirmar e confessar nossa fé Nele. No momento da tentação, podemos afirmar e confessar que amamos o Senhor acima de tudo. Desejamos agradá-Lo mais e mais, sim, viver para o seu inteiro agrado (Colossenses 1:10). Uma vez eu estava sendo tentado dentro de um ônibus em São Paulo. Isto foi na segunda-feira de manhã quando ia para a faculdade. No culto de Domingo, o pastor havia dito que se amamos o Senhor, não praticamos o pecado. Por amor ao Senhor devemos fugir à tentação. O Espírito Santo me fez lembrar estas palavras e imediatamente fechei os olhos e comecei a declarar meu amor pelo Senhor. Foi maravilhoso aquele momento, pois além de desviar os meus olhos da tentação, voltei os olhos para o meu querido Senhor. Após alguns minutos de oração e amor para com Jesus, ao abrir os olhos, percebi que a tentação havia passado. Uma paz maravilhosa invadiu o meu coração e caminhei por todo aquele dia com o coração cheio de alegria. A tentação pode nos ajudar a aprender de uma vez para sempre a renunciar a nós mesmos. Ela pode nos ensinar a negar a nós mesmos a fim de carregarmos a nossa cruz e seguir o Senhor Jesus. É uma oportunidade de crucificarmos a carne com suas paixões e concupiscências. Gálatas 5:24 – “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências”. Na hora da tentação podemos negar a nós mesmos, a nossa vontade carnal, tomar a cruz e seguir o Senhor Jesus. Lucas 9:23 – “Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me”. Muitos jovens crentes começam a namorar e tem grande luta na área sexual. Já vivem no pecado da fornicação, querem libertar-se e não conseguem. Após a prática do pecado, sentem a consciência bater, ficam tristes, arrependem-se e alguns dias depois voltam à prática do pecado. Isso é perigoso, pois a consciência fica endurecida e em seguida vem o afastamento de Deus. I Timóteo 1:19 – “mantendo fé e boa consciência, porquanto alguns, tendo rejeitado a boa consciência, vieram a naufragar na fé”. Aos jovens digo: Não desistam de ouvir a Palavra da Cruz. Somente por meio da cruz de nosso Senhor Jesus Cristo seremos livres da vida de escravidão do pecado. Uma pessoa crucificada não é mais escrava do pecado, por isso, a única saída para o jovem que namora é ser crucificado juntamente com Cristo e viver Nele a cada momento. Quando vivemos Nele e Ele em nós, somos guardados do pecado e o maligno não nos toca. I João 5:18 – “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o Maligno não lhe toca”.

Você que tem sido tentado a todo o momento, lembre-se: A tentação vem pela cobiça. Trate da cobiça na presença de Deus, entregue a pessoa à Deus e peça perdão pela cobiça. Não seja arrogante, auto-suficiente e ansioso. Confie no Senhor, espere no Senhor, descanse no Senhor. Examine-se para ver se há alguma brecha, algum pecado não confessado. Arrependa-se sempre que pecar, confesse ao Senhor, receba o perdão do Senhor e deixe que Ele te lave pelo Seu precioso sangue. Ande sempre na luz. I João 1:7-10 – “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós”.

Meu querido jovem, não perca a comunhão com o Senhor Jesus e Sua igreja. Continue indo para a igreja, custe o que custar. Continue e não desista nunca. Jesus Cristo veio nos salvar dos nossos pecados, Ele nos livra das tentações, Ele nos perdoa… Ele nos ama!

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

 Maringá, Dezembro de 2012.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s