JESUS CRISTO, O CRUCIFICADO RESOLVE!

crucifixoDeus enviou Seu Filho para salvar o mundo. O mundo vivia em caos devido ao pecado e continua. Todos nasceram não só em pecado como também foram feitos escravos deste. O pecado tem o poder de destruição, é letal, é mortal. O salário do pecado é a morte, diz a Bíblia em Romanos 6:23. Foi necessário Jesus Cristo se tornar homem a fim de nos salvar do pecado.   João 1:14 – “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai”. Filipenses 2:7-8 – “antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz”. Só pela cruz foi possível destruir o poder do pecado. Ninguém mais, nada mais senão o Cristo crucificado pode salvar o homem do pecado e da morte (Romanos 8:2). O pecado afastou o homem de Deus, trouxe escravidão, doença, maldição e morte. Mas Jesus Cristo, o crucificado, resolveu este problema.

O amor de Deus é real, é atuante, é salvador. Sua misericórdia e graça nos salvaram. Tito 2:11 – “Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens”. Jesus Cristo, nenhum outro mais, poderia nos salvar da escravidão do pecado. Ele quebrou as correntes do pecado, abriu as celas que nos prendiam, tirou-nos das trevas e levou-nos para a sua maravilhosa luz. Colossenses 1:13 – Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor”. Jesus Cristo, Ele mesmo, nasceu neste mundo a fim de nos salvar dos nossos pecados. Mateus 1:21 – “Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles”. Ele, de fato, veio para destruir a obra do diabo e tirar os pecados. I João 3:5 – “Sabeis também que ele se manifestou para tirar os pecados, e nele não existe pecado”. João 1:29 – “No dia seguinte, viu João a Jesus que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!. Não há outro além de Jesus Cristo, o crucificado; nenhum outro nome pode salvar o pecador da morte e do inferno. Atos 4:12 – “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Salvador. Agora podemos aguardar a salvação eterna. Tito 2:13 – “aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus”.

Jesus Cristo, o Filho de Deus, precisou tomar a forma humana e não parou por aí. Na cruz, o Filho do Homem tornou-se pecado por nós. Ele nos amou a tal ponto de se tornar pecado e dar Sua vida para nos salvar do pecado, do juízo e da morte eterna. Que grande amor, que amor constrangedor. O amor do Cristo crucificado mexe conosco, toca-nos profundamente. Nunca, ninguém fez isso por nós. Somente o Cristo crucificado nos amou tanto. II Coríntios 5:14 – “Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram”. Jesus Cristo se identificou com o pecado, Ele tornou-se pecado para que o pecado fosse destruído na cruz do Calvário. Ao se tornar pecado e morrer naquela cruz, Jesus Cristo nos justificou diante do Pai. A cruz de Cristo traz justificação; essa cruz é tão poderosa que Deus, ao nos ver em Seu Filho crucificado, nos vê como pessoas justas; não mais como pecadores como dantes. II Coríntios 5: 21 – “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus”. A ação da cruz é incrivelmente eficaz! A cruz resolveu de uma vez para sempre o nosso terrível problema que era o pecado. Hebreus 9:28 – “assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação”. “Uma vez para sempre!”. Não haverá outra cruz, por isso, não despreze esta preciosa cruz.

A obra da cruz foi tão preciosa para nós, pois nos trouxe a possibilidade de morrer para nós mesmos a fim de vivermos para Deus. Há somente um Deus (Efésios 4:5-6); porém o pecado fez do homem um deus para si mesmo. O pecado leva o homem a querer ser como Deus, o tempo todo, em qualquer lugar. Essa doença chamada teomania acompanha o homem que ainda não foi liberto pela cruz de nosso Senhor Jesus Cristo. Mas a cruz quebrou o poder do pecado; agora, com alegria podemos viver não mais nós, não mais para nós, e, sim, para Jesus Cristo. II Coríntios 5:15 – “E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmo, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”. Veja o exemplo do apóstolo Paulo (Filipenses 1:21). Viver para Deus é viver abundantemente. Que alívio quando a febre e a dor deixam o corpo. Que alívio quando somos libertos e salvos do poder do pecado. Isto sim é satisfação verdadeira. O pecado havia roubado esta preciosa comunhão com Deus; porém a cruz de Cristo trouxe reconciliação e comunhão outra vez. II Coríntios 5:19 – “a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação”. Esta mensagem é uma palavra de reconciliação! As religiões e as igrejas ensinam que Jesus Cristo morreu na cruz por amor, por compaixão para carregar sobre si os nossos pecados. Isto é verdadeiro, mas não é toda a verdade. Jesus Cristo morreu por compaixão, mas também por identificação. Ele, que não conheceu o pecado, se fez pecado por nós (II Cor.5:21), diz as Escrituras. Ele se tornou pecado a ponto do Pai virar as costas para Ele no momento da crucificação. O Filho sofreu ao se tornar pecado por nós, pois foi abandonado pelo Pai naquele momento. Todo o sofrimento de Jesus na cruz prova o quanto o pecado era sério diante dos olhos do Pai. Não podemos brincar com o pecado, não podemos viver na prática do pecado. Jesus Cristo se fez pecado por nós para nos justificar diante do Pai. Isso mostra como a justificação é preciosa e fundamental em nossa vida. Sem a justificação seremos esmagados pela ira de Deus no dia do Juízo. Graças a Deus pela cruz de Cristo, pelo Seu precioso sangue derramado na cruz do Calvário. Leia Romanos 3:21-26. No verso 24 diz: “sendo justificados gratuitamente, por sua graça mediante a redenção que há em Cristo Jesus,”. É maravilhoso estar justificado pelo sangue de Cristo diante dos olhos do Pai. Agradeço de todo o meu coração pela cruz de Cristo, pois foi lá que o Seu precioso sangue me justificou, aleluia! Jesus Cristo é maravilhoso. Tito 2:14 – “o qual a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniqüidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras”. Pela cruz, em Cristo Jesus, posso desfrutar do Reino da luz e do amor do nosso Senhor. Por Jesus Cristo, o crucificado, eu pude experimentar verdadeiramente a libertação e salvação do meu pecado. A cruz de Cristo resolveu, solucionou, funcionou! Depois de muitos anos na religião, nas igrejas, no evangelho sem cruz; posso com alegria e convicção gritar bem alto: SOMENTE JESUS CRISTO, O CRUCIFICADO RESOLVE PARA SEMPRE! ALELUIA!

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Fevereiro de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s