DEUS NOS DEU O SEU TUDO

cruzesMuitos andam de igreja em igreja procurando bênçãos, prosperidade, vitória e outras coisas mais para si. Como no tempo do Senhor Jesus, o povo foi atrás do Senhor porque no dia anterior havia comido de graça, pães e peixes. Olha as palavras do Senhor nesta ocasião: “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que subsiste para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará; porque Deus, o Pai, o confirmou com o seu selo” (João 6:27). Eles tiveram ânimo para atravessar o mar da Galiléia tão somente em busca de alimento que perece. O coração deles desejava receber algo perecível e não percebia que ali estava o Eterno. É necessário trabalhar para ter o sustento material neste mundo; porém, não podemos esquecer que o que realmente importa é o eterno. Alguns, no desejo intenso de ganhar mais, acabam se esquecendo da salvação eterna. O Senhor Jesus fica esquecido e desprezado. II Coríntios 4:18 – “não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas”. Precisamos trabalhar, porém não podemos deixar de buscar a Deus em primeiro lugar. Mateus 6:33 – “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”. O desejo do Senhor era que o povo pudesse saber que Ele é a comida que subsiste para a vida eterna. Ainda que o povo insistisse em ver sinais e continuasse a pensar em pão material, o Senhor pacientemente explicava que não foi Moisés quem deu o maná no deserto. O maná havia sido dado por Deus para servir de exemplo que o verdadeiro Pão do céu estava sendo dado naquele momento. Veja João 6:30-35. Então, o Senhor declara que Ele é o verdadeiro Pão do céu no verso 35: “Eu sou o Pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede”. O Senhor estava falando de modo claro que Ele é o verdadeiro Pão que desceu do céu. Quem Dele comer viverá eternamente, diferentemente do pão que os israelitas comeram no deserto. João 6:50 – Este é o pão que desceu do céu, para que todo o que dele comer não pereça”. João 6:58 – “Este é o pão que desceu do céu, em nada semelhante àquele que os vossos pais comeram e, contudo, morreram; quem comer este pão viverá eternamente”.

Precisamos entender clara e definitivamente que Jesus Cristo é! O que a nossa alma necessita não é o material, é a Pessoa de Jesus Cristo. O Pai sabe do que necessitamos para viver neste mundo e no porvir. Sendo assim, Ele já nos deu TUDO e este tudo é simplesmente JESUS CRISTO. Deus, o Pai já nos deu o TUDO, já nos deu JESUS CRISTO. Antes mesmo da fundação do mundo Ele já nos deu Seu amado Filho como TUDO o de que necessitamos para vivermos. Séculos e séculos antes do Verbo se tornar carne, Deus já dizia através do profeta Isaías que o Filho já nos era dado. Isaías 9:6 – “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; o governo está sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz;”. JESUS CRISTO nos foi dado pelo Pai. JESUS CRISTO é nosso! Pela graça plena do Pai, Jesus Cristo nos foi dado, aleluia! Muitos séculos depois, o Espírito Santo através do evangelista Lucas nos faz lembrar que o Salvador, que é Cristo, o Senhor nasceu para nós. Ele diz: “é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi,…” JESUS CRISTO nasceu para nós, Ele foi dado a nós. Agora Ele é nosso! O apóstolo João também diz que Deus nos deu Seu Filho: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3:16). Muitos só desejam a salvação, temem serem lançados ao inferno e vão à igreja com esse propósito. Precisamos entender que a vida eterna é uma Pessoa, é o próprio Senhor Jesus. I João 5:20 – “Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna”. Muitos buscam sinceramente a santidade, a paz e se esforçam para agradar a Deus em sua vida religiosa. Precisamos entender que isso tudo só é possível em Cristo Jesus. Ele próprio já é tudo isso em nós. Tão somente precisamos entender e crer que JESUS CRISTO nos foi dado e Se tornou tudo em nós. I Coríntios 1:30 – “Mas vós sois dele, em Cristo Jesus, o qual se nos tornou, da parte de Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção”. JESUS CRISTO foi feito em nós tudo isso. Ele é Todo-Inclusivo em nós. Ele não apenas nos concede como também se torna em nós. Ele passa a ser em nós, Ele passa a viver em nós como tal. Por isso, basta tê-Lo em nós e nós então O temos como tudo isso. JESUS CRISTO, o crucificado e ressurreto dentre os mortos, nos incluiu Nele na Sua morte e ressurreição e conseqüentemente, Ele se incluiu em nós. Primeiramente fomos incluídos Nele e depois, Ele se incluiu em nós. No novo nascimento, houve uma interpenetração, primeiramente a nossa Nele na cruz e depois a vida Dele em nós. Ele foi totalmente incluído em nós assim como também fomos em Sua crucificação e ressurreição. O Senhor é o TUDO DE DEUS para nós. Quando temos a vida do Filho de Deus em nós, temos o TUDO DE DEUS, agora e para sempre. Todas as nossas necessidades seja ela material, emocional ou espiritual; só serão plenamente supridas pela vida do Filho em nós. Foi assim que Deus planejou e assim será. Não há nenhuma outra maneira do homem se realizar e sobreviver senão em Cristo Jesus, nosso Senhor (Col.1:17). Precisamos ser despertos quanto ao Seu valor em nós e assim, em gratidão, adorá-Lo de todo o coração.

Essa tremenda revelação vem sendo trabalhada por Deus desde o Velho Testamento. Tudo aponta para o Senhor como o Senhor Todo-inclusivo em nós. Moisés foi chamado por Deus para ser o porta-voz ao povo de Israel e para conduzi-los para fora da escravidão. Hoje, Deus nos fala pelo Filho (Hebreus 1:2) e Ele somente é nosso Libertador. João 8:36 – “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Moisés serviu não somente para libertar o povo da escravidão do Egito como também para ser exemplo do que o Filho faria de fato. O profeta Jonas ficou três dias no ventre do peixe e depois ressurgiu das profundezas. Toda aquela temível experiência era para dizer que Jesus ficaria três dias morto e sepultado; para então, ao terceiro dia vir à vida pela ressurreição dentre os mortos. Quando Deus instituiu Arão para ser o sumo sacerdote e ao fazer expiação pelos pecados do povo, Deus estava mostrando que o Seu Filho é o grande sumo sacerdote que faria expiação pelos pecados do mundo. Hebreus 4:14 – “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão”.

JESUS CRISTO, o Deus que habita em nós, nos foi dado inteiramente para vivermos por meio Dele. Deus incluiu totalmente Jesus, seu Filho em nós. Somos como um vaso para conter o próprio Deus. Um vaso de barro para que todos vejam que nada somos, mas, que JESUS CRISTO, é o TUDO de Deus para nós. É preciso que, em todos os lugares, Jesus Cristo seja visto e sentido pelos que estão à nossa volta para a glória do Pai.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada

Maringá, Fevereiro de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s