ESTOU CRUCIFICADO COM CRISTO

eu-crucificadoEsta frase, apesar de desconhecida da maioria dos crentes, é o segredo da verdadeira vida cristã. Poucos ouvem esta frase e, pouquíssimos vivem-na. Mas os que vivem, não mais vivem para si mesmos ou por si mesmos. Não tem como separar a cruz com a morte. Cruz significa morte. Todo crucificado sabia que jamais retornaria vivo; não havia possibilidade alguma de sobreviver à crucificação. Seria, com toda a certeza, uma morte lenta, sofrida, agonizante e cabal. É possível ouvirmos a palavra da cruz e, no entanto, não vivê-la. Podemos ouvir muitas mensagens da cruz e ainda assim, não compreendê-la. Afinal, quem pode dizer esta frase? O que ela significa, no íntimo, para essa pessoa? À primeira vista, é esquisito dizer isto e, não há aparentemente, vantagem alguma em dizê-la. Uma pessoa não pode dizer isto a menos que realmente tenha tido essa tremenda experiência em sua vida. Quando somos conduzidos pelo Espírito Santo a essa experiência de morte e ressurreição com Cristo, tudo muda em nós. Nasce uma nova vida, pois Cristo começa a viver em nós. Precisamos entender que nossa identificação na morte e ressurreição com Cristo, não é algo físico e, sim, espiritual. Não é pelas emoções, mas pela fé. Não é entendimento humano, não é razão humana, mas é revelação do Alto. Aquele que nasceu de Deus pode expressar esta frase com toda a alegria e louvor e nela se gloriar. Essa frase é dita com propriedade pelo nascido de novo. É algo pessoal, é uma revelação de Deus ao coração do regenerado. Não é pelo estudo teológico, não é pela inteligência do homem; é apenas pelo Espírito. Em João 3 vemos Nicodemos fazendo uma grande confusão entre o físico e o espírito. O Senhor diz no verso cinco e seis: “Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne; e o que é nascido do Espírito é espírito”. Necessitamos da revelação do Espírito para entendermos o novo nascimento e a nossa crucificação com Cristo. Não basta dizermos: estou crucificado com Cristo somente pela nossa mente. Esta frase: “Estou crucificado com Cristo”, é algo real, pessoal e espiritual. Afinal, o que é estar crucificado com Cristo? Jesus, o Filho do Homem viveu neste mundo por cerca de três anos e meio. Mas, antes de sua crucificação, Ele disse algumas vezes aos discípulos que já estava deixando este mundo e pela crucificação, ressurreição e ascensão, deixou realmente este mundo. João 16:28 – “Vim do Pai e entrei no mundo; todavia, deixo o mundo e vou para o Pai”. João 17:11 – “Já não estou no mundo, mas eles continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti. …”. Estar crucificado com Cristo é estar separado deste mundo perverso. Somente quando estamos crucificados com Cristo é que verdadeiramente estamos crucificados para o mundo e o mundo para nós conforme Gálatas 6:14 diz. Se não estivermos crucificados com Cristo, não há morte para o mundo e o mundo é a razão de não vivermos para Deus. Quando amamos o mundo e tudo quanto nele há, deixamos de amar a Deus. Os cuidados deste mundo sufocam a Palavra de Deus e nos tornamos infrutíferos (Mateus 13:22). Quem não está crucificado com Cristo, vive como um crente mundano e infrutífero. A pessoa que não está crucificada com Cristo continua enquadrada em Efésios 2:1-2 – “…, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência”. A pessoa que diz: estou crucificado com Cristo não tem prazer neste mundo, ela foi, de fato, desarraigada deste mundo perverso (Gálatas 1:4). Ela não busca mais as coisas deste mundo e, sim, as do alto (Colossenses 3:1-3). Quando dizemos: estou crucificado com Cristo, estamos dizendo que já estamos fora do sistema deste mundo tenebroso. Agora estamos em um novo reino onde só Jesus Cristo é o Rei Eterno. Ao nascer de Deus, Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o Seu reino. Colossenses 1:13 – “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,”.

Em segundo lugar, quando dizemos que estamos crucificados com Cristo, estamos dizendo que estamos mortos para nós mesmos. O eu ou o ego é lançado fora. Quando o Senhor Jesus estava sendo julgado diante de Pilatos, este até queria soltá-Lo. Mas a turba, liderada pelos anciãos, instigava o povo para que houvesse uma manifestação popular para que Jesus Cristo fosse morto. Lucas 23:18 – “Toda a multidão, porém, gritava: Fora com este! Solta-nos Barrabás!”. Estar crucificado com Cristo é receber a mesma sentença: Fora com este! O nosso “eu” precisa ser lançado fora! Estar crucificado com Cristo significa morrer para si mesmo. O velho homem precisa ficar fora, precisa ser desempregado, destruído, destituído. A pessoa crucificada com Cristo não mais vive sua própria vida, pois esta foi lançada fora. Agora é Cristo quem vive nela. Tudo que faz, é feito por Cristo, em Cristo e para Cristo. A vida daqueles que ouvem a Palavra da Cruz não funciona porque não entendem que o “eu” precisa ser lançado fora. FORA COM ESTE! Não mais eu, mas Cristo! Isto é o que significa estar crucificado com Cristo. Eu precisei entender que: eu, Mario, fui lançado fora como Cristo o foi também. Aqueles gritos que ecoaram naquele lugar eram para mim também. Quando Cristo foi crucificado, Deus me incluiu Nele e cumpriu-se o veredicto, a sentença de lançar fora. Cristo foi lançado fora e eu fui lançado com Ele também. Não tenho mais o direito de viver como eu quero, agora só posso viver o que Jesus quer viver. Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. Não posso mais esquecer que a sentença: FORA COM ESTE; foi para mim também. Quando estou crucificado com Cristo, esta sentença pesa sobre mim. O meu velho eu foi morto com Cristo e permanece na cruz. A frase é: Estou crucificado com Cristo. Não é: Estarei crucificado com Cristo. Muitos que ouvem a mensagem da cruz ainda estão nessa frase: estarei crucificado com Cristo. Eles ainda não creram que Jesus já nos atraiu e nos incluiu Nele naquela cruz. Muitos ainda aguardam algo acontecer enquanto que Deus requer apenas que creiamos em Sua Palavra e obra. É pela fé que a revelação de Deus vem sobre nós. Não fique pensando: Estarei crucificado com Cristo. Isto é falta de fé! A frase não diz: Fui crucificado com Cristo! Alguns chegaram a crer que foram crucificados com Cristo, mas com o tempo desceram da cruz. Um dia até acreditaram que foram crucificados, porém, a fé se foi e desceram da cruz. Voltaram à velha vida de pecados e mundanismo. Quando o Senhor estava na cruz, alguns vieram e disseram: “Desça da cruz e nós creremos em ti” (Marcos 15:30,32). Aqueles que deixam de ouvir a Palavra da Cruz, descem da cruz, não sabem o que significa: Estou crucificado com Cristo. Estar crucificado com Cristo significa que houve uma crucificação, foi um ato real e completo. Mas não terminou aí, essa ação tem seqüência, ela continua. Continuamos crucificados com Cristo. Essa seqüência permite que o veredicto: crucificado para o mundo e fora com este continue tendo efeito. É preciso estar crucificado com Cristo, pois só assim Ele poderá viver em nós. Estou crucificado com Cristo, que frase poderosa! Não dá para negociar com ela. Ela diz: FORA COM ESTE!

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada

Maringá, Fevereiro de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s