OBEDECER A DEUS – Parte 04

florestaO primeiro imperador romano, César Augustus, tinha por esposa Lívia, que conseguia algo extraordinário: seu marido não lhe negava nada. Os romanos, então, vieram a ela, querendo descobrir seu segredo.

– Eu o governo obedecendo a ele primeiro – respondeu-lhes Lívia.

Preciosa lição é esta e os cristãos precisam aprendê-la. Quão poucos cristãos percebem que não basta apenas crer em Deus, mas é preciso obedecer-lhe. Muitos são os que oram com muita fé, mas têm uma vida com pouca obediência ao Senhor. Eis o motivo pelo qual Deus não atende suas orações. Jesus é Deus e Senhor. Ele é a autoridade máxima de todo o universo. Tal posição exige nossa total submissão e obediência. É a nossa obediência ao Senhor que confirma o quanto O amamos de fato. O imperador, ao ver a obediência de sua esposa, via que ela realmente o amava. A obediência revela acima de tudo o amor. Veja as próprias palavras do Senhor Jesus em João 14:21 – “Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele”.

Vimos até agora o exemplo de obediência dos servos de Deus. Vejamos agora o exemplo do Senhor Jesus Cristo. A Escritura e o Senhor Jesus são o nosso parâmetro sempre, em tudo. Precisamos seguir a Escritura e o Senhor Jesus, nada além Deles. No livro de Hebreus encontramos por duas vezes a expressão do coração do Filho: “Eis aqui estou, para fazer, ó Deus, a tua vontade” (Hebreus 10:7 e 9). O coração do Senhor só queria obedecer ao Pai. João 5:30 – “… , porque não procuro a minha própria vontade, e sim a daquele que me enviou”. João 6:38 – “Porque eu desci do céu, não para fazer a minha própria vontade, e sim a vontade daquele que me enviou”. A obediência estava sempre presente na vida e no ensino do Senhor Jesus, desde o início. Mateus 7:21 – “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus”. Já no final de seu ministério terreno, nas suas palavras finais Ele diz: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada” (João 14:23). À luz das Escrituras concluímos, primeiramente, que a obediência só é possível àquele que ama. Em segundo lugar, que a obediência leva Deus a conceder a Ele próprio a nós. No Velho Testamento Ele já dizia que se o povo O obedecesse, Ele seria o seu Deus e eles seriam o Seu povo. Isto se repete no Novo Testamento, pois Ele diz que se guardarmos os seus mandamentos, Ele e o Pai fariam habitação em nós. Isso é tremendo! Deus habitará no coração obediente e amoroso. Isto é ser cristão! Ser cristão é ser habitado por Cristo. Ele permanece em nós e nós Nele e o segredo para vivermos a verdadeira vida cristã está na obediência aos seus mandamentos. Em João 15 vemos o coração do Senhor desejoso de que permaneçamos Nele. Ele então nos revela que é pela obediência que permanecemos no Seu amor. João 15:9-10 – “Como o Pai me amou, também eu vos amei; permanecei no meu amor. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; assim como também eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e no seu amor permaneço”. Que revelação tremenda! A obediência à Cristo permite que permaneçamos Nele e em Seu amor. Ele próprio deu o exemplo e agora, nós também podemos segui-Lo. O Filho amou o Pai guardando os mandamentos do Pai. Devemos nós também, amar o Senhor, guardando os Seus mandamentos. Nossa obediência possibilita a morada do Senhor em nós e nossa permanência em Seu amor. Isto é garantia de salvação eterna! Não foi à toa que em Mateus o próprio Senhor disse que aquele que faz a vontade do Pai é que vai entrar no céu (Mateus 7:21). O apóstolo Pedro aprendeu esta lição e experimentou a presença poderosa do Espírito Santo, por isso testemunhou dizendo: “Ora, nós somos testemunhas destes fatos, e bem assim o Espírito Santo, que Deus outorgou aos que lhe obedecem(Atos 5:32).

Vemos em Romanos 1:5-7 o apóstolo Paulo compartilhando o seu chamado pela graça do Senhor Jesus para ser um apóstolo que obedece pela fé. Em seguida, ele estende esse chamado à nós dizendo que também fomos chamados para sermos do Senhor Jesus, sermos santos para Ele, isto é, separados para sermos Dele a fim de Lhe obedecermos pela fé, como o apóstolo. No final da epístola aos Romanos, vemos o apóstolo repetindo a Escritura a respeito da “obediência pela fé” (Romanos 16:25-27). Isto é evangelho! Isto é salvação! Vamos nessa, querido irmão!

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami   –   Comunidade Bíblica Regenerada

Maringá, Fevereiro de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s