OBEDECER A DEUS – Parte 09

João 5:30 – “Eu nada posso fazer de mim mesmo; na forma por que ouço, julgo. O meu juízo é justo, porque não procuro a minha própria vontade, e sim a daquele que me enviou”.

obedecer a deusNa escola da obediência, o aluno aprende esta preciosa lição pouco a pouco. O coração do aluno fica sempre à espera de novas ordens. Ele está sempre no aguardo, como um criado aguarda as ordens de seu senhor. Deus ensina pouco a pouco; por isso, o importante é estar sempre pronto e desejoso em obedecê-Lo. Não devemos nos envolver demasiadamente com as coisas deste mundo a ponto de nos distrair em relação ao nosso Senhor. Caminhando, estudando, trabalhando em nosso dia-a-dia, devemos estar sempre atentos à vontade de Deus. Coração voltado para Deus como o girassol sempre se volta ao sol. Algo natural, não forçado, mas uma alegre espontaneidade. Há uma busca constante, uma procura incessante da nossa parte para saber a vontade de Deus? Jesus, enquanto aqui viveu, estava sempre à procura da vontade do Pai. No verso acima, ele próprio usa o verbo “procurar”. Este verbo revela o coração do Senhor neste quesito da obediência. Assim deve ser conosco também; em tudo devemos “procurar” a vontade do Pai (Efésios 5:17). O Senhor Jesus tinha prazer em cumprir a vontade do Pai, era-lhe agradável obedecer ao Pai, era tão importante como o alimento é importante para o nosso corpo (João 4:34). Sua satisfação era fazer a vontade do Pai que o enviou. Temos tido uma busca constante para realizarmos a vontade do Pai? Temos tido a maravilhosa experiência da obediência ao Pai? A cada ato de obediência de nossa parte, o Pai prepara outra lição de obediência. Precisamos estar sempre atentos ao Pai, pois sempre tem para nós a graça de podermos obedecê-Lo. Há sempre um aprendizado, um crescimento em direção à maturidade espiritual. Cada ato de obediência de nossa parte é precioso por que traz crescimento e vitória em nossa vida. Vemos em Filipenses 2:8 que o Senhor Jesus foi obediente até à morte e morte de cruz. Ele chegou ao ápice da obediência porque esteve sempre na escola da obediência. A cruz foi a prova final e Ele passou com excelência pela escola da obediência. Mas durante o curso, muitas vezes sofreu para poder aprender a lição da obediência. Hebreus 5:8-9 – “embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem”. O material didático na escola da obediência chama-se: “sofrimento”. O Senhor precisou passar pelo sofrimento para aprender a obedecer ao Pai. Sofrimento e obediência soam tão difícil para nós não é mesmo? Mas podemos nos consolar e conformar, pois é a Palavra de Deus que nos ensina e o próprio Senhor Jesus é o nosso modelo. Não há erros, ainda que a nossa carne não goste. Apesar de não gostarmos do sofrimento, é preciso entender que esta é a cartilha de Deus nesta escola. A apostila usada na escola da obediência é o sofrimento. Não fuja do sofrimento, dor e dificuldade. Estas coisas podem nos ensinar a obedecer ao Pai e então aprenderemos esta preciosa lição. Mais adiante esta lição nos livrará de metermos em novas encrencas e dificuldades. O irmão está passando por uma dificuldade financeira e logo fica em dúvida se consagra ou não o seu dízimo e suas ofertas ao Senhor. A dificuldade está presente justamente para ensinar o irmão a preciosa lição da obediência. Às vezes, em meio a sofrimentos e tristezas, procuramos preencher e alegrar nosso coração com compras, entretenimentos e outras coisas mais. Ao invés de tentar resolver por si mesmo o problema do sofrimento e aflição, devemos ir ao Pai e pedir que nos examine e nos revele nossa desobediência. Muitos até sabem, mas alguns têm que receber um esfregão no nariz para ver se toca. Nos momentos de dificuldades e sofrimentos precisamos ir ao Pai e ficar à espera de uma revelação se temos desobedecido em algo ou não. Se houver algo, é preciso nos arrepender, confessar e voltar logo para a vida de obediência. Temos buscado nossa própria vontade e esquecido de fazer a vontade de Deus? Temos obedecido em tudo e nos submetido completamente à Sua vontade? Vimos que o Senhor Jesus sempre “procurava” a vontade do Pai. Isso é cristianismo! Quando sofremos e aprendemos a lição da obediência, veremos que o obedecer é melhor do que o sacrificar. O obediente é feliz, é um bem-aventurado, por isso está sempre à procura da vontade do Pai para obedecer com alegria. Aquele que aprendeu a lição da obediência a Deus não quer jamais perder esta graça maravilhosa, por isso, procura sempre a vontade de Deus, nunca mais a sua própria vontade. Em sua vida, está sempre atento para realizar a vontade de Deus. O Senhor Jesus sempre esteve nesta escola de Deus e mesmo antes da prova final, Ele estava lá para fazer a vontade do Pai. Lucas 22:41-44 – “Ele, por sua vez, se afastou, cerca de um tiro de pedra, e, de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; contudo, não se faça a minha vontade, e sim a tua. Então, lhe apareceu um anjo do céu que o confortava. E, estando em agonia, orava mais intensamente. E aconteceu que o seu suor se tornou como gotas de sangue caindo sobre a terra”. O Senhor Jesus nos ensina aqui que, não importa o tamanho da agonia: FAZER A VONTADE DO PAI É MELHOR! Dizia Ele: “… não se faça a minha vontade, e sim a tua”. Comecemos a orar como Ele em nosso dia-a-dia também. Em tudo, oremos para que não se faça a nossa vontade, mas a Dele. Vamos comprar um lápis? Ore ao Senhor se é da vontade Dele. Vamos a algum lugar? Ore ao Senhor para que lhe seja dada permissão de ir apenas debaixo da soberana vontade Dele. Prepare-se, pois muitas vezes a vontade do Pai é contrária à nossa e por isso, a Sua resposta poderá ser um sonoro: NÃO! Que bela oportunidade para obedecer ao Pai. Que oportunidade maravilhosa para aprender a lição da obediência. Nesta hora, não fique triste, não bata os pés, não grite de raiva. Pelo contrário, alegre-se e louve ao Senhor entregando-lhe o coração e submetendo-se completamente à Sua vontade. Imagina um irmão que vai comprar um carro tipo Azera da Hyundai, cerca de uns R$100.000,00 reais. Ali, com o dinheiro na mão, com os olhos brilhando diante daquele carrão, lembra de fazer uma oraçãozinha. E o Pai diz: não! O irmão então diz ao vendedor: Caro amigo, eu não vou levar este carro porque o meu Pai não permitiu. Não fique triste ok? Eu estou feliz e grato por esta decisão do Pai. Quero de todo o coração agradecer, louvar e adorar ao Pai porque Ele está me dando a graça e o discernimento para obedecê-Lo. Isso é maravilhoso! Com um sorriso daqueles, abraça o vendedor e diz: Deus é bom, eu O amo e amo obedecê-LO. Estou feliz porque vou continuar com o meu velho Unozinho. É claro que estou exagerando nesta ilustração, mas o ideal seria realmente nos alegrarmos diante do “não” de Deus sempre. Sabe por quê? Porque o centro não é o meu objeto de desejo: no caso, o Azera. O centro é a vontade de Deus. A minha alegria não está na resposta do Pai e sim na graça de poder obedecê-Lo. Esta é a escola da obediência a Deus, no meu dia-a-dia, nas pequenas e grandes coisas. Obedecer ao Rei dos reis, ao Senhor dos senhores é minha alegria, é minha vida. Obedecê-Lo é melhor do que sacrificar. Amados, continuemos nesta tremenda escola, sempre atentos e dispostos para fazer a vontade de Deus, em tudo. Obedeçamos com determinação e alegria, como o Senhor Jesus fez.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Abril de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s