O MINISTÉRIO DAS AFLIÇÕES

ferreiroCerta vez um ferreiro, convertido havia cerca de oito anos, foi surpreendido por um incrédulo, homem culto, com a seguinte pergunta: “Por que é que você tem tantas perturbações? Eu o tenho observado desde que entrou para a Igreja, e começou a “andar direito”, e parece amar a todo o mundo, você tem duas vezes mais aflições do que antes. Eu pensei que quando um homem se dava a Deus, suas tribulações se acabavam. Não é isso que o pastor nos diz?”

Com o rosto pensativo, mas radioso, o ferreiro replicou: “Está vendo essa barra de aço? É para fazer as molas de uma carruagem, mas precisa ser temperado. Para isto eu o aqueço até ficar rubro e o mergulho na água fria. Se percebo que ele resistirá à temperatura, aqueço-o outra vez; então martelo-o, vergo-o, amoldo-o, para prepara-lo para a carruagem. Muitas vezes descubro que o aço é frágil demais e não pode ser usado. Lanço-o então na pilha de material inútil.”

Fez uma pausa, e continuou: “Deus nos salva para alguma coisa mais do que ter uma vida boa. Assim, entendo. Nós temos a vida boa, como não, pois o sorriso de Deus é céu para nós. Mas Ele nos quer para o serviço, assim como eu quero esta barra de aço. E Ele põe a “têmpora” de Cristo em nós, através de provas e aflições.”

“Desde que compreendi isto, tenho lhe dito sempre: Prova-me de maneira que quiseres, Senhor, apenas não me lances na pilha dos inúteis.”

    The Moody bible institute.

Extraído de: Revista Betel

Ano I • Número 3 • Verão 2006

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s