PORVENTURA IGNORAIS?

ignoraisA morte entrou na raça humana. Romanos 5:12 – “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”. Um dos sinônimos da palavra morte é: “separação”. Logo após o pecado, Adão e Eva morreram; isto é, foram separados de Deus. Gênesis 3:23-24 – “O Senhor Deus, por isso, o lançou fora do jardim do Éden, a fim de lavrar a terra de que fora tomado. E, expulso o homem, colocou querubins…”. Uma das coisas que o pecado provocou no homem foi o medo da morte”. De fato, após o pecado, o medo passou a fazer parte do homem. Ainda no Paraíso, o homem confessou:tive medo, e me escondi” (Gênesis 3:10).  A partir da queda, o medo da morte começou a perseguir o homem. Todo ser humano tem medo da morte; não é à toa que o inimigo atormenta através do pavor da morte. Hebreus 2:14-15 – “Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida”. Devido ao pecado, a morte espiritual trouxe medo da morte física também. Longe de Deus, sem Jesus Cristo em nós, naturalmente temos medo da morte. A morte é algo que acompanha uma pessoa desde o seu nascimento e o atormenta a vida toda. No texto acima de Hebreus diz: “estavam sujeitos à escravidão por toda a vida. Nascemos e vivemos como escravos do medo da morte. Que coisa chata! Sempre que se ouve uma notícia de falecimento, um sentimento de tristeza e medo invade o coração. À medida que o homem vai envelhecendo, essas notícias são mais freqüentes; pois seus amigos e conhecidos vão morrendo um a um. Como foi maravilhoso nascer de novo no espírito. Ser feito uma nova criatura em Cristo, pela inclusão em Sua morte e ressurreição, trouxe uma tremenda mudança em relação a esta escravidão do medo da morte. Quando nascemos de novo, A VIDA entrou em nós. Tornamo-nos eternos em Cristo Jesus. Agora, ao invés do pavor da morte, temos alegria e esperança viva quanto à vida eterna. A morte física não é mais uma ameaça; pelo contrário, é algo tão natural, tão simples e tão esperada para aqueles que amam sinceramente o Senhor Jesus Cristo (Filipenses 1:23). Quando um ente querido regenerado morre fisicamente, os seus que são nascidos de novo, não ficam desesperados. Haverá plena certeza que a pessoa amada dorme no Senhor e em breve, nós também dormiremos. Daí, num piscar de olhos, todos seremos chamados para subir com Jesus Cristo para a glória eterna. O novo nascido foi liberto do pavor da morte. Nascer de novo é viver em viva esperança da glória eterna. I Pedro 1:3-5 – “Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível, sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo”.

Bendita cruz de nosso Senhor Jesus Cristo! Nela fomos incluídos na morte de Jesus e; neste ato, fomos libertos do poder do pecado e do pavor da morte eterna. Aleluia! Confesso que quando comecei a ouvir a mensagem da cruz, fiquei incomodado pelo fato dela tratar da minha morte. O receio da morte me fazia repelir a mensagem da cruz. Mas hoje, após saber da minha morte com Cristo, vejo quão maravilhosa é a obra da cruz. O medo da morte foi morto na cruz. No texto de Hebreus lido acima fala que fomos libertos pela morte de Jesus”. Hebreus 2:14 – “…, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder a morte, a saber, o diabo”. A morte de Jesus Cristo na cruz do Calvário foi fundamental para me libertar do medo da morte. Foi na morte que Jesus nos deu a vitória sobre o medo da morte. Semelhantemente, o antídoto é feito pelo próprio veneno. Podemos até cantar: “Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?” (I Coríntios 15:55). Se não houvesse a morte de cruz, não haveria libertação do medo da morte. Sendo assim, o maior acontecimento que já se viu neste mundo foi a crucificação do Senhor Jesus Cristo. A cruz ocupa o centro da história e do Universo. Tudo gira em redor dela. Horatius Bonar diz: “A glória do céu gira em torno da cruz, e cada objeto da cidade celestial, com o qual os olhos se iluminam, lembrar-se-á da cruz e nos levará de volta ao Gólgota. Jamais devemos ir além da cruz ou virar as costas para ela, ou deixar de extrair dela a virtude divina que ela contém”. Podemos nos alegrar na cruz (Gálatas 6:14) porque foi por meio dela que Cristo nos trouxe de volta a Deus para viver para Ele e glorificá-LO eternamente.

Jesus Cristo morreu na cruz do Calvário, aleluia! Obrigado Senhor! Isso foi decisivo em nossa vida. Foi pela morte que Ele trouxe vida. É morrendo com Ele que viveremos para sempre. Ele já dizia que era preciso morrer para que muitos viessem a receber vida. João 12:24 – “Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto”. A morte do Senhor Jesus foi maravilhosa. Sem ela não haveria esperança de vida para a humanidade. Quando adolescente eu não entendia porque Jesus precisou morrer na cruz do Calvário. Hoje, no entanto; pela revelação da minha morte com Cristo, vejo claramente que Ele morreu não só em meu lugar, mas também para me incluir em Sua morte e ressurreição. Hoje sei que morri e ressuscitei com Cristo! Estou feliz da vida porque sei que já morri com Jesus. Isso fez toda a diferença para mim e, certamente fará para você também. Fez para o apóstolo Paulo; por isso ele fala até com certo ar de incredulidade: “Ou, porventura, ignorais que todos nós que fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados em sua morte?” (Romanos 6:3). Para ele era algo tão claro, tão óbvio, tão real e tão simples. Talvez tenha ficado assustado ao pensar que os crentes de Roma poderia não saber deste fato tão óbvio: JÁ MORREMOS COM CRISTO! Infelizmente, muitos hoje ainda estão na ignorância quanto ao assunto mais importante do mundo: NOSSA CRUCIFICAÇÃO COM CRISTO. Nada é mais importante do que saber que fomos crucificados com Cristo. A Bíblia trata da morte o tempo todo e com tanta naturalidade. Nossa inclusão na morte de Cristo precisa ser algo totalmente conhecido e crido. Ninguém pode ser um ignorante a este respeito. Há apenas duas classes de pessoas no mundo: os ignorantes e os sabedores deste fato decisivo. Aqueles que ainda não sabem que foram crucificados com Cristo; vivem debaixo da maldição da lei, do pecado e da morte. Mas os sabedores de sua inclusão na morte e ressurreição de Cristo sabem que a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, o livrou da lei do pecado e da morte (Romanos 8:2). Precisamos SABER que já fomos crucificados com Cristo. Romanos 6:6 – sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos”. Este texto começa com: SABENDO ISTO. O verso 9 começa com o mesmo verbo: SABEDORES de que,…

Porque sabemos que Jesus morreu na cruz do Calvário? Porque estivemos lá fisicamente? Claro que não! Porventura sentimos este fato? Não! Você já ouviu alguém falar que sentiu que Jesus morreu crucificado? Claro que não! Você já ouviu alguém falar que tem a impressão que Jesus foi crucificado? Óbvio que não! Então porque sabemos que Ele foi crucificado? Porque a Bíblia fala e a Bíblia não mente. Eu creio na crucificação de Jesus Cristo simplesmente pelo fato de que a Bíblia assim relata. Quando Ele foi crucificado, dois ladrões foram crucificados com Ele também. Nenhum parente ou amigo destes ladrões contou que eles foram crucificados um de cada lado do Senhor Jesus. Eu creio porque as Escrituras afirmam isso. Da mesma forma, eu creio que fui crucificado com Cristo porque a Bíblia assim afirma. Simplesmente creio na Bíblia. Eu não preciso ver ou sentir para crer. Simplesmente creio! Portanto, não tenho dúvidas que Jesus foi crucificado, que os ladrões foram crucificados e que eu também fui crucificado com Cristo. Os ladrões foram crucificados ao lado de Jesus; nós, porém, fomos crucificados Nele. Creio porque todos estes fatos estão registrados na Bíblia. Graças a Deus pela minha inclusão na cruz de Cristo, pois o meu terrível “eu” morreu ali. Fui justificado! Romanos 6:7 – “porquanto, quem morreu está justificado do pecado”. Que bênção! Quando Deus; em Sua infinita graça e misericórdia, me tirou da ignorância quanto à minha morte com Cristo, o inimigo deixou de me oprimir. A justificação pela cruz de Cristo funciona mesmo! Também, o medo da morte desapareceu e em seu lugar reina paz e esperança viva. A revelação da minha crucificação com Cristo mudou tudo em minha vida. Fui feito uma nova criatura e Cristo passou a viver em mim.

Graças a Deus! Agora faço parte dos SABEDORES. Sabemos realmente que morremos e ressuscitamos com Ele; agora a morte não mais tem poder sobre nós. Sendo assim, o pavor da morte se foi para sempre. Romanos 6:9 – sabedores de que, havendo Cristo ressuscitado dentre os mortos, já não morre; a morte já não tem domínio sobre ele”.

Se nos perguntarem: Porventura ignorais? Podemos responder sem titubear: NÃO! Somos sabedores! Sabedores que já morremos e ressuscitamos com Cristo.

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Outubro de 2013.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s