ARREPENDIMENTO SINCERO

arrependimento_sinceroQuando lia homens de Deus do passado falando de arrependimento e ódio ao pecado, confesso que não ficava tocado e nem me prendia a atenção. Hoje, no entanto, vejo que se trata de algo relevante em relação à salvação. Após o novo nascimento, notei que a confissão espontânea e a profunda tristeza pelo pecado era algo real e natural. O arrependimento vinha rápido e sincero, acompanhado de confissão e contrição. Pouco a pouco, o pecado começou a se tornar algo muito sério; repugnante e até odioso. Oswald Chambers diz: “O aspecto experimental da redenção é o arrependimento. A única prova que podemos dar de que nascemos de novo é produzir frutos dignos de arrependimento como diz Mateus 3:8 – [Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento]”. O arrependimento é fruto do nascido de novo. Todo novo nascido se arrepende sinceramente quando peca contra Deus. Do ponto de vista da vida cristã, é maravilhoso ver um cristão quebrantado e arrependido. Há esperança para essa pessoa, pois ouviu a voz do Espírito Santo. O Espírito de Deus opera convicção de pecados na vida do pecador. Em João 16:8-9, o Senhor Jesus diz que é o Espírito Santo quem nos convence do pecado. A graciosa obra do Espírito Santo leva o pecador a enxergar sua miserável condição diante de Deus e isto produz um verdadeiro arrependimento e confissão. Lucas 18:13 – “O publicano, estando em pé, longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador!”. O texto de Lucas 15:11-32 sobre o filho pródigo é bastante conhecido. Hoje vejo que os versos 18 e 19 tem muito valor – “Levantar-me-ei, e irei ter com o meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus trabalhadores”. O filho pródigo voltou ao pai e, confessou arrependido. Arrependimento e confissão: este é o ponto vital! É isto que o Pai espera de nós quando pecamos contra Ele. Ele não pede penitência, sacrifícios e outras coisas mais. O rei Davi entendeu isso. Salmo 51:16-17 – “Pois não te comprazes em sacrifícios; do contrário, eu tos daria; e não te agradas de holocaustos. Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus”. O tema deste salmo é: confissão e arrependimento. O verso 4 diz: “Pequei contra ti, contra ti somente, e fiz o que é mau perante os teus olhos, de maneira que serás tido por justo no teu falar e puro no teu julgar”. Vemos aqui um homem arrependido confessando seu pecado para Deus. Davi confessou arrependido! De fato, ele foi perdoado e se tornou muito amado. A confissão e o arrependimento mudam a nossa sorte, o nosso futuro, a nossa condição de vida.

Deus não espera e nem exige muitas coisas de nós; o arrependimento sincero, porém, Ele não abre mão.

Não confundamos arrependimento com remorso. Este só serve para lançar o homem num inferno em vida. Simplesmente mostra a culpa do pecado e até se dispõe a sofrer, mas isso não pode remediar a sua situação diante de Deus. Caim e Judas Iscariotes tiveram remorsos; porém não foram salvos e nem se reconciliaram com Deus. Uma pessoa que está com remorso tende a culpar o mundo todo, menos a si mesmo. É cheio de justiça própria e auto comiseração. Não devemos justificar a nós mesmos. O remorso é enganoso e fatal, pois nos afasta de Deus e do arrependimento. Enquanto o pecador curte o remorso, o inimigo lança pensamentos tipo: “errar é humano”; “todo mundo erra”. É assim que pecador se acomoda em seu pecado e jamais se arrepende. O remorso leva à reforma. Reformar é tentar dar um jeito no que estragou. Isto vem da natureza humana que procura fazer tudo à revelia de Deus, à parte de Sua graça. Cuidado, pois mesmo o regenerado pode cair nessa. O pecador que não se arrependeu, simplesmente teve remorso, tentará mudar as coisas à sua maneira. Haverá mudanças superficiais. Depois de pecar, o marido volta a dar um pouco de atenção à esposa, procura agradá-la com flores e presentes, fica mais tempo em casa, procura ser mais atencioso com as crianças e etc. Na primeira oportunidade, volta a pecar outra vez, na maior cara de pau. Ele é como o joio que se passa por trigo, um bode travestido de ovelha. O fato de alguém se fazer de bom e deixar de fazer o mal, pode não ter nada a ver com salvação. A natureza humana acolhe bem a reforma, assimila muito bem o remorso. A religião é a maior aliada neste engano terrível. Há inúmeros casos de crentes que tentaram se reformar sem a graça de Deus, sem o verdadeiro arrependimento. O crente não precisa de uma reforma; precisa sim, ser feito uma nova criatura em Cristo Jesus. O que comprova realmente que uma pessoa é salva é o arrependimento. Não foi à toa que o Senhor começou seu ministério pregando arrependimento. Mateus 4:17 – “Daí por diante, passou Jesus a pregar e a dizer: Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”. O arrependimento está ligado com a bondade de Deus e tudo que está ligado com Deus, está ligado com a salvação. Romanos 2:4 – “Ou desprezas a riqueza da bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento?”. Em Lucas 19 vemos o Senhor visitando a casa de Zaqueu. Este cobrador de impostos certamente havia cometido muitos crimes de roubo. Mas, naquele dia, na presença do Senhor Jesus, verdadeiramente se arrependeu de seus pecados. Lucas 19:8 – “Entrementes, Zaqueu se levantou e disse ao Senhor: Senhor, resolvo dar aos pobres a metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, restituo quatro vezes mais”. O Senhor não havia falado nada de roubo, não havia exigido nada dele. Mas um profundo arrependimento invadiu seu coração e isto veio à tona em forma de restituição. Por isso, o Senhor disse que houve salvação ali. Arrependimento precede a salvação e é o aspecto prático da redenção. Trata-se de algo completamente diverso do remorso e da reforma. Todos nós já sentimos remorso. Tivemos aquela sensação de tristeza por causa de um erro cometido e descoberto. Contudo, o precioso milagre que a graça de Deus opera em nós, é diferente. Ela nos dá uma profunda tristeza que liquida de uma vez por todas com aquela prática que provocou esse remorso. Arrepender-se implica em receber uma disposição totalmente nova que nos motiva a nunca mais cometer aquele erro. O grande fator do cristianismo prático é o arrependimento. A essência do arrependimento é o fato de que ele aniquila todo o nosso anseio de nos defendermos. Então, não se justifique! Quem ainda procura se defender, não experimentou o verdadeiro arrependimento. O arrependimento gera em nós a disposição de receber qualquer castigo, no sentido de satisfazer a lei que transgredimos. Isso é arrependimento! O arrependimento é um dom de Deus. Não podemos nos arrepender simplesmente como e quando queremos. O arrependimento é algo que Deus coloca no coração do pecador e brota de dentro para fora. Leva-o a buscar o perdão de Deus através de uma confissão sincera e, com humildade, aceita todos os termos de Deus. Quando um pecador se arrepende, ele se entrega totalmente a Deus, se rende completamente e está disposto a receber qualquer disciplina do Senhor. O arrependido está totalmente mudado em relação ao pecado que cometeu. Sua direção muda completamente para Deus, não mais para o pecado. O perdoado começa a viver em Cristo, para Cristo e depende de Cristo para guardá-lo sempre do pecado. Assim vive o regenerado, sempre com o coração sincero e humilde, sempre pronto para se arrepender e confessar seus pecados. Jamais fica endurecido, soberbo ou cheio de justiça própria. O salvo sabe que o arrependimento mudou sua vida.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami     

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Março de 2014.

Anúncios

Um pensamento sobre “ARREPENDIMENTO SINCERO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s