QUEREMOS VER JESUS – Parte 01

ver jesusEsta foi a súplica de alguns gregos à Felipe (João 12:21). Quando olhamos para o evangelho de João, dá a impressão que o profeta João Batista procurava, aguardava, ansiava pelo Senhor. Antes mesmo de conhecer o Senhor, o profeta falava a respeito “Daquele que viria após ele” (João 1:15-18). Os líderes queriam saber quem era João Batista e então ele dizia claramente que não era o Messias. Aliás, ele própria esperava pelo Messias. “Então, no dia seguinte, finalmente viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1:29). Que alegria deve ter sido para João Batista o fato de ter visto a Jesus Cristo. João 1:34 – “Pois eu, de fato, vi e tenho testificado que ele é o Filho de Deus”. Mais adiante, em João 3:29-30 ele diz: “O que tem a noiva é o noivo; o amigo do noivo que está presente e o ouve muito se regozija por causa da voz do noivo. Pois esta alegria já se cumpriu em mim. Convém que ele cresça e que eu diminua”. Alegria é ver a Jesus Cristo! Que o diga João Batista.

Em Lucas 2:25-32 encontramos o relato de Simeão; um homem justo e piedoso que esperava ver o Cristo antes de sua morte. Quando viu Cristo, disse ao Pai: “Agora, Senhor, podes despedir em paz o teu servo, segundo a tua palavra; porque os meus olhos já viram a tua salvação,”. Tudo que ele queria na vida era ver a Jesus Cristo. Sem dúvidas, seu coração transbordou de alegria naquele dia. Aguardou por anos e seu desejo foi cumprido. Gostaria muito de poder ver esta cena, contemplar a alegria deste irmão justo e piedoso.

Lucas 2:36-38, vemos a profetisa Ana toda eufórica e agradecida por estar vendo o Salvador. Sua alegria era tanta que desembestou a falar da Redenção. Jesus Cristo é nossa redenção: I Coríntios 1:30. É incrível ver a alegria e exultação dos fiéis ao ver a Jesus Cristo.

Mateus 2:1-12 vemos os reis magos vindo do Oriente só para ver e adorar o Rei Jesus. Certamente caminharam por dias a fora com esperança de poder ver a Jesus Cristo. O desejo era tamanho que Deus enviou uma estrela para guiá-los para onde o menino Jesus havia acabado de nascer. Versos 10 e 11 – “E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostraram-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra”. Alegraram-se com grande e intenso júbilo, diz as Escrituras. Dá para imaginar aqueles velhinhos pulando de alegria, dando pulos e gritando feito crianças? Quanta alegria!

Bartimeu, o cego de Jericó, ficou tão desesperado que não parou de gritar para Jesus. Seu desejo de vê-lo era imenso e desesperador. Foi curado e logo passou a vê-lo. Lucas 18:43 – “Imediatamente, tornou a ver e seguia-o glorificando a Deus. Também todo o povo, vendo isto, dava louvores a Deus”. Imagino a festa que este homem provocou com sua alegria. Certamente pulava de alegria como um cabrito feliz da vida. Creio que poderia ouvir gritos de louvores e muito júbilo naquele dia. Ver o Senhor é alegria pura!

O evangelista Lucas relata que todo o povo madrugava para ir ouvi-Lo no templo. O povo queria vê-lo, estar com Ele, ouvi-Lo. Que prazer este povo experimentou na presença do Senhor. Lucas 21:37-38.

Após a crucificação, os discípulos estavam tristes, com medo e trancafiados. Mas, quando o Senhor ressurreto apareceu, a alegria invadiu aquele lugar. João 20:20 – “E, dizendo isto, lhes mostrou as mãos e o lado. Alegraram-se, portanto, os discípulos ao verem o Senhor”. A visão de Cristo transformou de imediato a tristeza em alegria, o medo em paz, a incerteza em esperança viva. Ele ressuscitou! O Cristo vivo é nossa alegria eterna!

Havia algo em comum em todos os que viram o Senhor Jesus. Todos tinham um desejo sincero e até desesperador de ver o Senhor. Todos clamavam em seu íntimo: QUEREMOS VER JESUS! Não seria este o anseio que deveríamos ter hoje? Creio firmemente que ver a Jesus Cristo e conhecê-Lo é o que basta. A impressão que tenho destas pessoas que viram o Senhor Jesus é que, simplesmente a visão de Cristo, lhes bastou! Ver Jesus Cristo foi a finalidade da vida deles. Não queriam mais nada além de Jesus. JESUS CRISTO BASTA! Conhecê-Lo é tudo! Quem conhece Jesus está satisfeito por completo. Creio que esta é a maior e a mais espetacular experiência que uma pessoa pode ter em toda a sua vida. Assim são as ovelhas quando vêem o pastor. Assim testemunha o apóstolo em Filipenses 3:7-11. Sendo assim, em nosso íntimo, desejemos ardentemente vê-Lo, conhecê-Lo e tê-Lo para sempre. Precisamos buscá-Lo, não com intuitos gananciosos ou interesseiros. Não por que Ele pode nos dar algo ou fazer algo por nós.  Mas simplesmente porque Ele é o que é. Devemos desejá-Lo; a Ele somente! JESUS CRISTO E NADA MAIS! Amá-Lo acima de tudo e de todos.

Ele está perto. Examinemos as Escrituras para achá-Lo. Em João 1:41 André disse à Pedro, seu irmão: “Achamos o Messias”. Mais adiante, no verso 45 Felipe disse à Natanael: “Achamos aquele de quem Moisés escreveu na lei, e a quem se referiram os profetas: Jesus, o Nazareno, filho de José”. Imagino a satisfação destes homens ao dizerem: “Achamos o Messias”. Dá a impressão que Ele era procurado e aguardado por séculos. Todos que O acharam pela graça de Deus desejavam muito encontrá-Lo. O próprio Senhor estimulou os discípulos dizendo: Mateus 7:7-8 – “Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e, a quem bate, abri-se-lhe-á”.

O Senhor também disse: “Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim”. Precisamos ter o hábito de ler e meditar nas Escrituras diariamente. Isto é fundamental para aquele que deseja ver o Senhor Jesus. As Escrituras revelam o Senhor. Cristãos piedosos que estudaram as Escrituras encontraram o Senhor Jesus e até o fim de sua vida continuaram lendo e pedindo ao Pai para revelar mais do Senhor Jesus. Veja a oração de Stephen Kaung, um discípulo de Watchman Nee: “Querido Pai Celestial, nós te adoramos. O Senhor tem sido tão bondoso, tão misericordioso, tão gracioso para conosco ao dar-nos o Teu Filho, nosso Senhor Jesus Cristo. Pai nosso, à medida que nos achegamos à Ti, nossos corações verdadeiramente se enchem de gratidão e adoração. Nós Te pedimos que neste momento venhas abrir a Tua Palavra para nós, que através da Tua Palavra possamos ver mais do Teu Filho e que possamos ser atraídos a Ele e Teu Filho possa ser formado em nós; e a Ti seja todo louvor e glória. Em teu precioso nome. Amém!”. Assim ora aquele que pelas Escrituras encontrou o Salvador. Até o fim de sua vida continua lendo para poder conhecer melhor a Jesus Cristo. Sempre roga ao Pai para revelar mais de Jesus Cristo. Tudo que ele deseja é o Senhor Jesus.

O apóstolo Paulo foi uma dessas pessoas que encontrou a Pérola de grande valor. Após ter conhecido o Senhor, só falava do Senhor, só desejava o Senhor, só vivia para o Senhor. Ele dizia: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro” (Filipenses 1:21). As cartas paulinas só revelam Cristo. Jesus Cristo é o centro, o tema, a razão, a fonte, a lógica, a finalidade, o tudo nas Escrituras. Veja, por exemplo, o prefácio da carta aos Romanos. Romanos 1:1-4 – “Paulo, servo de Jesus Cristo, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus, o qual foi por Deus, outrora, prometido por intermédio dos seus profetas nas Sagradas Escrituras, com respeito a seu Filho, o qual, segundo a carne, veio da descendência de Davi e foi designado Filho de Deus com poder, segundo o espírito de santidade pela ressurreição dos mortos, a saber, Jesus Cristo, nosso Senhor”.

Este pequeno trecho está focado somente em Jesus Cristo. Quando o apóstolo fala que é servo, na realidade, está declarando que Jesus Cristo é o seu Senhor. Continua falando de Jesus Cristo como o Messias prometido por séculos e séculos, anunciado no Velho Testamento pelos profetas. Fala ainda da encarnação de Jesus, como da descendência de Davi e afirma que Ele é o Filho de Deus. Ainda fala da sua ressurreição dentre os mortos e sempre declara dizendo: sim, é Jesus Cristo, nosso Senhor. Este pequeno trecho fala de Cristo, o nosso Evangelho. Evangelho é Cristo e nada mais. Tão somente Jesus Cristo, o crucificado e ressuscitado dentre os mortos. Evangelho é a encarnação, crucificação, ressurreição e glorificação de Jesus Cristo, o Filho de Deus que se tornou Filho do Homem para que pudéssemos ser feitos filhos de Deus. Evangelho é Jesus Cristo tornando-se pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus (II Coríntios 5:21).

Cristianismo é: Não mais nós; mas Cristo.

Igreja é: Cristo é tudo em todos (Colossenses 3:11 fine).

Ser cristão é: levar sempre no corpo o morrer de Jesus para que a sua vida se manifeste em nosso corpo mortal (II Coríntios 4:10).

Vivamos Cristo, em Cristo e para Cristo. Que o Deus de toda a graça nos dê a conhecer mais do seu amado Filho.

À Ele, toda a honra e glória, eternamente!

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Março de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s