DUAS SUBSTITUIÇÕES CRUCIAIS

substituiçõesTito 2:14 – “…nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus, a si mesmo se deu por nós, a fim de remir-nos de toda iniquidade e purificar, para si mesmo, um povo exclusivamente seu, zeloso de boas obras”. Jesus Cristo se deu por nós na cruz; Ele morreu em nosso lugar. Ele, por amor, nos substituiu na cruz. I Pedro 2:24 – “carregando ele mesmo em seu corpo, sobre o madeiro, os nossos pecados, para que nós, mortos para os pecados, vivamos para a justiça; por suas chagas, fostes sarados”. Jesus Cristo, na cruz, levou os nossos pecados; se fez pecado por nós. II Coríntios 5:21 – “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus”. Isto tudo foi feito movido único e exclusivamente por amor. Isaías 53:4-5 diz que Ele levou sobre si o que era nosso; levou as nossas enfermidades, dores, transgressões e castigo. Tudo porque nos amou! João 3:16 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Deus nos amou, por isso houve uma cruz para nos salvar. Deus amou pessoas pecadoras como nós; Ele continua amando os pecadores. A cruz é para os pecadores. Romanos 5:8 – “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores”. Quanto amor! Muitas vezes, ao ouvir a Palavra da Cruz, ficava feliz por que Cristo me amou e me salvou na cruz. Mas agora, como um nascido de novo, não me vejo mais no centro da cruz. Vejo o amor do Pai! A cruz é a prova real do quanto Ele nos ama. II Coríntios 5:14 – “Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram”. A cruz é um lembrete: DEUS É AMOR! (I João 4:8). Jesus Cristo nos amou verdadeiramente – “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos” (I João 3:16).

Somos imensamente gratos a Deus por ter enviado Seu amado Filho para a cruz em nosso favor. Somos infinitamente gratos à Jesus Cristo, pois se esvaziou e se humilhou, tomou a forma de homem e veio para a cruz. Foi obediente ao Pai até a morte de cruz. Ao ir para a cruz, o Senhor Jesus não só glorificou o Pai (João 17:4) como também, O amou, acima de tudo. A cruz é a prova do quanto o Filho amou o Pai. Pela vida de cruz, cada um de nós também não só glorificamos o Pai, como também, demonstramos nosso amor. Ao vivermos em constante renúncia do nosso desejo carnal e egocêntrico, estaremos provando o quanto amamos o Senhor Jesus. Ao contrário, se vivermos na carne e no ego, simplesmente provamos o quanto NÃO O amamos.

Precisa haver duas substituições para que a vida cristã realmente funcione. Só seremos verdadeiros cristãos se vivenciarmos estas duas substituições. A primeira é objetiva, já ocorrida na cruz do Calvário. Jesus Cristo nos substituiu na cruz morrendo em nosso lugar. Esta morte substitutiva trouxe a nossa salvação do pecado e da morte. Efésios 1:7 – “no qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados”. Esta primeira substituição foi crucial para nós. Trouxe a justificação: “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira” (Romanos 5:9). Esta maravilhosa justificação trouxe paz ao nosso coração: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1). A primeira substituição trouxe também reconciliação com Deus: “Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida” (Romanos 5:10). II Coríntios5:19 – “a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação”. Não há salvação sem o Cristo crucificado. Bendita cruz de nosso Senhor! Nela nos gloriamos pois, foi nesta SUBSTITUIÇÃO, que tudo mudou em nosso favor. Pela substituição na cruz, fomos salvos do poder do pecado e da morte. Romanos 8:2 – “Porque a lei do Espirito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte”.

A primeira substituição, isto é, a morte de Cristo em nosso lugar, foi a grande tacada de Deus para nos resgatar das garras do inferno e da morte eterna. Até a cruz, devido ao pecado do homem, satanás detinha vantagens sobre os pecadores perdidos. A cruz foi a jogada do Mestre para virar o jogo e trazer vitória plena sobre o inimigo. Ainda hoje, se o crente deseja realmente ser mais que vencedor, só há uma maneira: A CRUZ DE CRISTO. Sem cruz não há mudanças, não há salvação, não há vitória. Nossa salvação e vida vitoriosa começou na cruz onde Jesus Cristo, por amor, nos substituiu.

A segunda e também crucial substituição se dá em nosso coração. Dia após dia precisa haver esta fundamental substituição. É como o apóstolo fala em I Coríntios 15:31 – “Dia após dia, morro!”. Esta segunda substituição também é citada em II Coríntios 4:10-11 – “levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo. Porque nós, que vivemos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal”. A segunda substituição só pode ocorrer se houver uma vida diária de cruz. Por isso o Senhor já dizia: “Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me” (Lucas 9:23). Sem cruz não há substituição de vida; Cristo não passa a viver em nós. Somente a cruz pode tirar o ego do trono do nosso coração para que o Senhor viva e reine em nós. Quando renunciamos e tomamos a cruz, Cristo passa a viver em nós; então houve verdadeiramente a segunda substituição.

Na primeira substituição, Cristo morreu na cruz em nosso lugar para garantir o nosso perdão; mas, na segunda substituição, Ele vem para libertar-nos de nós mesmos. Somente pela segunda substituição teremos plena vitória sobre o pecado, o ego, o mundo e satanás. Pela segunda substituição, isto é, pela vida de Cristo em nós, gozaremos de vida e vida em abundância. Seremos guardados do pecado pelo próprio Cristo que habita em nós (I João 5:18). Quando houver esta tremenda substituição, isto é, não mais eu, mas Cristo; então poderemos dizer que somos mais que vencedores e, tudo posso naquele que me fortalece. Deus deixa muito claro em Sua Palavra que, para toda necessidade humana, Ele tem apenas uma resposta: SEU FILHO JESUS CRISTO. A verdadeira vida cristã é o Espírito de Deus aplicando a cruz a fim de tirar-nos do controle para que Cristo venha reinar em nós. Será de grande valia para nós se aprendermos a morrer a cada dia para nós e deixar que aconteça a segunda substituição; isto é, Cristo vivendo em nós. Quando Cristo viver em nós, certamente veremos a glória de Deus. Colossenses 1:27 – “…, Cristo em vós, a esperança da glória;”.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Maio de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s