FÉ CRISTOLÓGICA

Melitão de Sardes morreu cerca do ano 177 a.D. Foi bispo de Sardes, na Lídia; considerado um dos grandes cristãos da Ásia Menor em seu tempo. No século IV foi encontrado um sermão com o título: “sobre a Páscoa”; escrito entre os anos de 160-170. O que impressiona é a sua visão do Cristo vivo, sua centralidade em Cristo e os paralelos corretos que faz do Velho Testamento com Cristo, o Novo.

humilhado1Sobre a Páscoa: O mistério da Páscoa, a novidade do Verbo encarnado. Leia Êxodo 12:1-28. Entre a nona e a décima praga, Deus ordena que se celebre a Páscoa. Um cordeiro era imolado e seu sangue era estampado nas vergas das portas das casas dos israelitas. Naquela noite, o Anjo do Senhor passou sobre o Egito e, todos os primogênitos morreram; exceto aqueles que estavam sob o sangue. O sangue foi requerido para que não houvesse a morte dos primogênitos, simplesmente o sangue, nada além do sangue. A celebração da Páscoa foi o Anjo do Senhor que passou por cima da casa onde havia sangue nas vergas das portas. O sangue de Cristo é a única salvação para o pecador. O sangue usado nesta noite de Páscoa no Egito simboliza o verdadeiro e único sacrifício que valida todos os demais; o sangue de Cristo. O cordeiro morto e o sangue reporta a cruz do Calvário, o Cristo crucificado. Assim como os primogênitos de Israel foram poupados devido ao sangue, assim também nós, somos salvos da morte eterna pelo sangue de Cristo. Vamos ler alguns versículos sobre a preciosidade do sangue para Deus. Romanos 5:9; Colossenses 1:20; Hebreus 9:13-14 e 22; Hebreus 10:19-20; I Pedro 1:18-19.

Vamos observar a homilia sobre a Páscoa de Melitão de Sardes:

“Compreendei, pois, caríssimos! É assim novo e antigo, eterno e temporal, corruptível e incorruptível, mortal e imortal o mistério da Páscoa: antigo segundo a Lei, novo segundo o Verbo; temporal na figura, eterno na graça; corruptível pela imolação da ovelha, incorruptível pela vida do Senhor; mortal pela sepultura, na terra; imortal pela ressurreição dentre os mortos.

Antiga a Lei, novo o Verbo; temporal a figura, eterna a dádiva; corruptível a ovelha, incorruptível o Senhor, o qual, imolado como cordeiro, ressurgiu como Deus. Pois, como a ovelha, foi levado ao matadouro, mas não era ovelha; como o cordeiro, não abriu a boca, mas não era cordeiro. Passou a figura, persiste a realidade. Em vez do cordeiro, Deus presente (Mateus 1:23=Emanuel), em vez da ovelha, um homem, e neste homem, Cristo, aquele que sustém todas as coisas (Hebreus 1:3). Assim, o sacrifício da ovelha, e a solenidade da Páscoa, e a letra da Lei, cederam lugar ao Cristo Jesus, por causa do qual tudo sucedera na antiga Lei (Velho Testamento), e muito mais sucede na nova disposição. Pois a Lei se converteu em Verbo (João 1:1), o antigo em novo, ambos saídos de Jerusalém. O mandamento se converteu em dádiva, a figura em realidade, o cordeiro em Filho, a ovelha em homem, o homem em Deus. Com efeito, aquele que nascera como Filho, e fora conduzido como cordeiro, sacrificado como ovelha, sepultado como homem, ressuscitou dentre os mortos como Deus, sendo por natureza Deus e homem (I Timóteo 2:5).

Ele é tudo: enquanto julga, é a Lei; enquanto ensina, é o Verbo; enquanto gera, é Pai; enquanto sepultado, homem; enquanto ressurge, é Deus; enquanto gerado, é o Filho; enquanto padece, a ovelha;

ele, Jesus Cristo, a quem seja dada a glória pelos séculos dos séculos. Amém!”

I Timóteo 1:17 – “Assim, ao Rei eterno, imortal, invisível, Deus único, honra e glória pelos séculos dos séculos. Amém!”.

 

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Maio de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s