PECADOS ACHADOS

De uma feita, tentei esconder um pecado. Por um tempo, até cheguei a acreditar que realmente havia conseguido tal façanha. Triste ilusão; logo fui descoberto e o vexame tomou conta da minha vida. Hoje penso: que loucura tentar esconder pecados Daquele que tudo vê. Como fui tão tolo? Teria o pecado cegado minha vida?

achadosO pecado escondido roubou tantas coisas maravilhosas que a graça de Deus havia me concedido: alegria, paz, comunhão íntima, autoridade espiritual, bênção, crescimento espiritual e muito mais. No tempo do pecado escondido, muitas vezes tive insônia, queimação no estômago, irritação, fadiga e despesas financeiras. Lembro-me que neste período, quase morri várias vezes. As pessoas ao meu redor quase não percebiam nada, pois os dons que havia recebido de Deus, fluía livremente enquanto eu trabalhava na igreja. Lembro-me que havia medo, insegurança e muita mentira em minha vida. Neste tempo eu procurava sempre passar uma boa imagem, era esforçado, simpático e prestativo para que as pessoas gostassem de mim. Fazia muitas coisas boas para tentar encobrir minha consciência pesada. Que vida triste e miserável! Comecei a clamar a Deus para me tirar desta vida de pecados escondidos e Ele me atendeu. Ao ser tratado, senti muita vergonha e sincero arrependimento. A tristeza maior era devido ao fato de que o meu pecado envergonhou o nome santo do meu Deus. Em profunda tristeza, percebi o quanto magoei o meu Senhor. Mesmo tendo pecado muitas vezes, Ele me amou e Sua misericórdia me poupou. Hoje, vivendo em Cristo, lavado de toda má consciência, tendo sido purificado pelo sangue de Cristo, tenho plena convicção que, viver em integridade e santidade perante Deus é o melhor. Não quero mais deixar de desfrutar da vida abundante, a vida de Cristo. Nunca mais quero a velha vida de pecados. Ela é totalmente horrível.

Na cruz o Senhor Jesus providenciou todo o escape desta velha vida pecaminosa. Ao nos incluir em Sua morte e ressurreição, o velho homem foi destruído e o pecado perdeu seu poder sobre nós. Além da destituição do poder do pecado e da velha vida, Deus nos deu a alegria de receber a vida de Jesus. Agora Ele vive em nós e nos guarda de vivermos na prática do pecado. Uma vida sem a prática do pecado é sensacional. Você precisa experimentar esta vida abundante e vitoriosa. Quando levamos sempre o morrer de Cristo em nosso corpo mortal, Ele próprio se manifesta em nós. Aprender a morrer para si, negar a si mesmo, renunciar a si mesmo é o segredo da vida abundante. Isto é viver vida de cruz. A vida de cruz possibilita experimentarmos a incrível vida do Senhor Jesus. Precisamos temer a Deus e conhece-Lo mais e mais. É preciso mudar radicalmente a maneira de encarar o pecado perante o Deus Santo. Ele julgará segundo nossos próprios pecados. I Pedro 1:17 – “Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação”.

A Bíblia fala que importa que compareçamos ao tribunal de Cristo. Haveremos de prestar contas de cada pecado escondido e não confessado que cometemos. Daremos contas até mesmo das palavras frívolas que dissermos: “Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem aos homens, dela darão conta no Dia do Juízo” (Mateus 12:36).

As Escrituras nos alertam; por isso, precisamos temer ao Senhor. Veja o que Ele diz à igreja de Sardes em Apocalipse 3:1-3 – “… Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives e estás morto. Sê vigilante e consolida o resto que estava para morrer, porque não tenho achado íntegras as tuas obras na presença do meu Deus. Lembra-te, pois, do que tens recebido e ouvido, guarda-o e arrepende-te. Porquanto, se não vigiares, virei como ladrão, e não conhecerás de modo algum em que hora virei contra ti”. Precisamos temer o Senhor Jesus. Veja o que Ele diz à igreja de Laodicéia em Apocalipse 3:15-19 – “Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno e nem és quente nem frio, estou a ponto de vomitar-te da minha boca; pois dizes: Estou rico e abastado e não preciso de coisa alguma, e nem sabes que tu és infeliz, sim, miserável, pobre, cego e nu. Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas. Eu repreendo e disciplino a quantos amo. Sê, pois, zeloso e arrepende-te”.

Somos uma igreja que não tem do que reclamar quanto ao amor do Pai. Ele tem nos disciplinado de modo firme e direto. Nisto vemos o quanto Ele nos ama. Constantemente ouvimos irmãos e irmãs dizerem: “Parece que o pastor está pregando diretamente para mim. Será que alguém contou a minha vida para ele?”. Pobrezinho do pastor; ele não sabe de nada, não sabe nem mesmo o que pregar. É o doce Espírito Santo, que sonda as mentes e os corações e fala em amor. É Deus em Sua graça e misericórdia cuidando da Sua amada igreja. Voltemos ao tema de hoje: PECADOS ACHADOS: Ele já achou o pecado! Desde antes da prática do pecado, o Senhor Jesus já estava vendo tudo. Nada passou escondido aos Seus olhos. O pecado já foi achado! Saiba disso! Na realidade, o pecado oculto é apenas uma tentativa frustrada e fracassada de tentar esconder; algo realmente impossível diante de Deus. A verdade é que, todo pecado oculto para nós, está revelado diante de Deus. O pecado tem o poder de cegar o pecador; e este, passa a viver no pecado achando que tudo está bem escondidinho. Quando comemos um “escondidinho”, é muito fácil achar a carne seca por debaixo da massa de mandioca. Para Deus tudo está exposto; não existe escondidinho para Deus. Pode esquecer desse tal de escondidinho no reino espiritual; pois ele não existe. Vamos ver nas Escrituras alguns engraçadinhos que tentaram esconder pecado e logo foram pegos de calça curta. Veja Adão e Eva. Não creram e nem obedeceram à Palavra do Senhor e pecaram contra Deus. Logo a seguir, tentaram esconder atrás de umas moitas (Gênesis 3:8). Desde então, os homens vivem procurando por uma moita para se esconderem. Alguns infelizes até acreditam que estão conseguindo se esconder. Adão e Eva foram descobertos facilmente e, não obstante suas justificativas esfarrapadas tipo: “foi a mulher que me destes…” (quem merece um marido banana como este?), foram condenados e expulsos da presença de Deus. Morreram espiritualmente, perderam a comunhão com Deus e viveram todos os dias debaixo da maldição; tamanha a seriedade e consequência do pecado. Muitos crentes no pecado já perderam a comunhão com Deus e, só porque frequentam os cultos, acham que está tudo beleza. Triste ilusão!

Vamos ver Caim. Ficou com inveja de seu irmão e matou-o. Quando Deus lhe perguntou a respeito de seu irmão, ele foi grosseiro e deu uma de “Migué”. Gênesis 4:9 – “Disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? Ele respondeu: Não sei (mentiroso que só!); acaso, sou eu tutor de meu irmão?”. O pecado de Caim foi achado e ele também foi lançado para fora da presença de Deus. Viveu como fugitivo e errante sobre a terra. Que vida desgraçada! Jó 34:21-22 – “Os olhos de Deus estão sobre os caminhos do homem e veem todos os seus passos. Não há trevas nem sombra assaz profunda, onde se escondam os que praticam iniquidade”.

Raquel, filha de Labão, furtou ídolos do lar. Labão foi ao encalço de Jacó pensando que fora este quem os furtara. Tendo-os alcançado, começou a revistar cada um deles. Quando chegou na filha Raquel, esta espertinha disse: “papai, estou menstruada e não posso descer do camelo”. Ela disse isso porque havia escondido os ídolos na sela sobre a qual estava sentada. Enganou direitinho seu pai e ninguém foi descoberto naquele dia. A vida continuou; porém, havia sido lançada uma maldição sobre aquele que havia furtado: “Não viva aquele com quem achares os teus deuses…” (Gênesis 31:32). Pois bem, depois de alguns dias, tudo se cumpriu em Gênesis 35:19. Raquel morreu devido ao pecado escondido e não confessado. Cumpriu-se a maldição proveniente do pecado escondido. Não se brinca com o pecado do furto e da mentira. Muitos crentes roubam e mentem diante de Deus e acham que nada vai acontecer. Não sabem do risco de morte que estão correndo a cada dia devido ao pecado escondido.

Lucas 8:17 – “Nada há oculto, que não haja de manifestar-se, nem escondido, que não venha a ser conhecido e revelado”.

Em Josué 7 vemos o pecado de Acã. Ele cobiçou e furtou uma capa babilônica. A cobiça atrai, seduz e dá à luz o pecado. O pecado uma vez consumado, gera a morte diz a Palavra em Tiago 1:14-15. Pois bem, Acã escondeu o objeto do desejo em sua tenda. Talvez ele tenha pensado: ninguém vai procurar em “minha própria casa”, ou no meu computador, no meu celular. Temos senha, tudo está tão seguro, pensam os “Acãs” de hoje. O pecado de Acã estava trazendo derrota e tristeza para todo o povo. Muitos nem desconfiam que o seu pecado escondido traz infelicidade e tristeza para a família e igreja. O nome Acã significa: “Conturbador”. Ele foi registrado na história de Israel com essa má fama. I Crônicas 2:7 – “Os filhos de Carmi: Acar, o perturbador de Israel, que pecou na coisa condenada”. Ele foi morto no Vale de Acor (Josué 7:26). O Vale de Acor, esse nome no hebraico tem a mesma raiz do nome de Acã e, entende-se como o “Vale da Conturbação”. Muitas vezes Deus extirpa o pecado juntamente com o pecador, como no caso de Acã. O pecado não tratado pode deixar marcas negativas para sempre. Acã é um exemplo de que nenhuma iniquidade pode ser encoberta diante dos olhos do Senhor.

Lucas 12:2 – “Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido”.

Houve um rei chamado Adoni-Bezeque. Ele era rei na região de Judá antes dos israelitas ocuparem esta região. Este rei costumava cortar os polegares das mãos e dos pés dos reis derrotados. Em confronto com Judá, este rei foi derrotado e tentou fugir. Mas foi capturado e lhe cortaram os polegares das mãos e dos pés. Veja então o que ele disse: “Então, disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, a quem haviam sido cortados os polegares das mãos e dos pés, apanhavam migalhas debaixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E o levaram a Jerusalém e morreu ali”. Durante muito tempo este rei soberbo praticou o mal, mas seu pecado foi achado. Interessante que, ele próprio, testificou essa desventura.

Jeremias 32:19 – “grande em conselho e magnífico em obras; porque os teus olhos estão abertos sobre todos os caminhos dos filhos dos homens, para dar a cada um segundo o seu proceder, segundo o fruto das suas obras”.

Se o rei Davi pudesse pregar hoje a respeito deste tema: PECADOS ACHADOS, certamente o faria com muita propriedade. Em II Samuel 11, Deus mostra que ele cometeu o pecado do adultério e assassinato. Deus o amou tanto que no capítulo seguinte, envia o profeta Natã para repreendê-lo e mostrar para ele que todo o esforço para esconder os pecados foram frustrados. Afinal, seus pecados estavam achados. Este homem se arrependeu profundamente e passou a viver em pleno temor a Deus. Sabia realmente que não poderia esconder nada de Deus.

Salmo 139:1-3 – “Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos”.

Agora conhecia o Deus que tudo vê e, com temor, pede sua ajuda para que o sonde a fim de que não haja nenhum pecado em seu coração. Salmo 139:23-24 – “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração, prova-me e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno”. Davi é exemplo de um bom aluno que aprendeu esta preciosa lição. Com Deus não se brinca! Suas palavras à Davi em II Samuel 11:12 são de temer: – “Porque tu o fizeste em oculto, mas eu farei isto perante todo o Israel e perante o sol”. Nada fica escondido com Deus!

Hebreus 4:13 – “E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas”.

Em II Reis 5, vemos o servo do profeta Eliseu, Geazi, cometendo um pecado às escondidas. Naamã, o general sírio fora curado por intermédio do profeta e queria presenteá-lo; mas o profeta recusou seus presentes. Mas o jovem Geazi encontrou uma grande oportunidade e foi atrás do general para lhe pedir presentes e usou até de mentiras. Foi escondido, sem falar ao seu senhor. Mas o pecado de Geazi estava visível até mesmo aos olhos do profeta. Geazi foi acometido com a lepra de Naamã como castigo de seu pecado. De fato, não tem como esconder pecados; tudo já está achado.

Jeremias 16:17 – “Porque os meus olhos estão sobre todos os seus caminhos; ninguém se esconde diante de mim, nem se encobre a sua iniquidade aos meus olhos”.

Temos muitos outros exemplos de homens e mulheres que foram pegos em seus pecados escondidos. Foram julgados e condenados pelos pecados. Vemos, por exemplo, Ananias e Safira, o próprio Judas Iscariotes. Deus dá nome aos pecadores. Revela que foi Arão quem fez o bezerro de ouro, fala que Esaú era impuro e profano (Hebreus 12:6). Deus fala de Diótrefes, um líder ruim da igreja do primeiro século (III João 9). Vemos muitos exemplos de pecados achados na Bíblia.

Eclesiastes 12:14 – “Porque Deus há de trazer a juízo todas as obras, até as que estão escondidas, quer sejam boas, quer sejam más”.

I Coríntios 4:5 – “Portanto, nada julgueis antes do tempo, até que venha o Senhor, o qual não somente trará à plena luz as coisas ocultas das trevas, mas também manifestará os desígnios dos corações; e, então, cada um receberá o seu louvor da parte de Deus”.

Arrependamos de cada pecado e confessemos ao Senhor. Supliquemos o Seu perdão e não escondamos mais nenhum pecado em nossa vida.

Números 32:23 – “Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o Senhor; e sabei que o vosso pecado vos há de achar”.

 

O PECADO ESCONDIDO JÁ ESTÁ ACHADO!

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Junho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s