PECADOS APAGADOS

A cruz de nosso Senhor Jesus Cristo é maravilhosa! Ela é tão eficiente e suficiente. Foi ali que o Justo derrotou completamente os “advogados do diabo”. Colossenses 2:14-15 – “tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz; e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz”.

apagadoOs acusadores dos irmãos caíram por terra devido a obra da cruz. Apocalipse 12:10-11 – “Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida”. Devido ao sangue da cruz, o apóstolo podia proclamar com alegria: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus” (Romanos 8:1). A obra de Cristo na cruz é poderosa para nos livrar de qualquer acusação ou condenação. Seu alcance e eficácia são eternos; tanto para o passado como para o futuro. A obra da cruz não está limitada ao tempo.

Nestes dias, um irmão me procurou, um tanto cabisbaixo, com semblante triste e descaído. O acusador vinha oprimindo-o com pecados que havia cometido na sua infância. Ao sentar no sofá, arrancou da sua Bíblia um papel onde escrevera seus pecados e, com dificuldades, começou a confessá-los. Assim tem vivido muitos crentes que não conhecem a obra da cruz. Opressão, acusação, consciência pesada. Estas coisas os levam à tristeza, ao desânimo e à desesperança. Vivem acuados sob constante acusação. Nestas circunstâncias, vivendo em derrotas e pecados, dizem para si mesmos: “deste jeito, é melhor eu me afastar da igreja do que ser um hipócrita”. Muitos seguem este caminho e abandonam o Senhor e Sua igreja. Desta forma, ficam totalmente à mercê do diabo. O inimigo cega-lhes o entendimento para que continuem pensando que não tem mais jeito. Ele instiga a justiça própria e faz eles pensarem que é melhor se afastarem do que continuar sendo hipócritas. Eles acabam não enxergando mais a possibilidade da volta para Cristo. II Coríntios 4:3-4 – “Mas, se o nosso evangelho ainda está encoberto, é para os que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo o qual é a imagem de Deus”. As pessoas precisam conhecer urgentemente o evangelho de Cristo. Precisam voltar à Palavra de Deus e conhecer a verdade que liberta. João 8:32 e 36 – “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará”; “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres”. Conhecer a Palavra e o próprio Cristo traz libertação verdadeira. Muitos crentes que não conhecem a cruz de Cristo vivem em constante derrota e opressão. Pela cruz, Deus nos liberta do império das trevas e nos coloca em Seu reino. Colossenses 1:13 – “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,”. Pela nossa crucificação com Cristo fomos libertos do domínio do pecado. Romanos 6:6 – “sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos”. Somente pelo sangue da sua cruz temos paz com Deus. Colossenses 1:20 – “e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus”. O crucificado foi banhado pelo sangue de Cristo e lavado completamente de sua iniquidade. O precioso sangue de Cristo nos purifica de todo pecado. I João 1:7 – “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de  todo pecado”. O sangue derramado na cruz nos justifica completamente diante de Deus. Romanos 5:9 – “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira”. Por causa desta maravilhosa justificação pela fé em Cristo, o diabo perde a base legal e não consegue mais nos acusar e atormentar. Romanos 8:33-34 – “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu ou, antes, quem ressuscitou, o qual está à direita de Deus e também intercede por nós”. A preciosa e poderosa ressurreição de nosso Senhor trouxe para nós a imprescindível justificação. Romanos 4:25 – “o qual foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação”.

A cruz é a graciosa manifestação da misericórdia de Deus para conosco. Porque Deus é o Deus de muitas misericórdias, então houve uma cruz. Porque houve uma cruz, tudo mudou em nossa vida. Não mais escravidão, opressão, medo, vergonha, derrota e morte. Como é bom conhecer o único e maravilhoso Deus que tem o coração cheio de misericórdia. Ele está pronto para perdoar os pecadores que se arrependem sinceramente. O Deus misericordioso é muito bom. Salmo 103:8-14 – “O Senhor é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno. Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira. Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades. Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem. Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.Como um pai se compadece de seus filhos, assim o Senhor se compadece dos que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó”. Neste mesmo Salmo, no verso 17 diz que a Sua misericórdia é de eternidade à eternidade, isto é, não tem fim, nunca se acaba, jamais ficaremos sem. As misericórdias de Deus se renovam a cada manhã. Lamentações 3:22-23 – “As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade”. A cruz de Cristo é a manifestação da infinita misericórdia de Deus. Como ela não tem fim, os pecadores continuam tendo esperança. Nossos pecados do passado são perdoados e assim podemos caminhar em paz. O cristão que trilha o caminho da cruz é bem-aventurado, pois desfruta constantemente desta misericórdia que o leva a ser perdoado. Por causa do Deus misericordioso que perdoa, podemos viver sem estar debaixo de acusação e opressão. Meus pecados do passado já foram apagados por causa da misericórdia de Deus. Porque Deus é misericordioso, meus pecados do passado não podem mais ser motivo de acusação por parte de satanás. A cada novo dia, o cristão pode viver em esperança viva, pois o Deus misericordioso já apagou os pecados sinceramente confessados e abandonados. O caminho da libertação da opressão do diabo é o arrependimento e confissão dos pecados. I João 1:9 – “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça”.

O Deus de muitas misericórdia APAGA os pecados que lhe são confessados. Isaías 43:25 – “Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim e dos teus pecados não me lembro”. Deus, e só Deus, pode tratar com o nosso pecado definitivamente. Quando Ele perdoa, está perdoado para sempre. Ele é tão misericordioso e bondoso que DESFAZ as nossas transgressões como a própria névoa desaparece diante do sol. Isaías 44:22 – “Desfaço as tuas transgressões como a névoa e os teus pecados, como a nuvem; torna-te para mim, porque eu te remi”. Verdadeiramente Ele joga os pecados confessados para trás de Si, só para não se lembrar mais. Como Ele é misericordioso e amoroso. Isaías 38:17 – “Eis que foi para a minha paz que tive eu grande amargura; tu, porém, amaste a minha alma porque lançaste para trás de ti todos os meus pecados”. O pecador sente-se confortavelmente amado ao ser perdoado pelo Senhor. Este é o nosso maravilhoso Deus! O Deus que apaga as nossas transgressões para sempre. Por isso Ele nos chama para vivermos perante Ele em santidade todos os dias. Ele já providenciou tudo para que possamos viver livre das mãos do inimigo. Podemos ter uma vida de adoração e andar diante Dele em santidade e justiça todos os dias de nossa vida. Lucas 1:74-75 – “de conceder-nos que, livres das mãos de inimigos, o adorássemos sem temor, em santidade e justiça perante ele, todos os nossos dias”. Podemos desfrutar da vida abundante porque estamos sendo assistidos pela Sua eterna misericórdia. Uma vida sem acusação e sem condenação. Isto tudo por causa de Jesus Cristo, nosso Senhor. Quando fomos incluídos em Sua morte e ressurreição, Ele passou a viver em nós. Agora Ele é a nossa: sabedoria, justiça, santificação e redenção (I Coríntios 1:30). O Cristo crucificado nos livrou de uma vida de opressão e acusação e nos trouxe paz e alegria. É tão maravilhoso saber que Deus já apagou nossas transgressões. Ele é tremendo! Miqueias 7:18-19 – “Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniquidade e te esqueces da transgressão do restante da tua herança? O Senhor não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na misericórdia. Tornará a ter compaixão de nós; pisará aos pés as nossas iniquidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar”.

DEUS APAGOU NOSSOS PECADOS, ALELUIA!

A cruz é o memorial onde uma placa diz: “Pois, para com as suas iniquidades, usarei de misericórdia e dos seus pecados jamais me lembrarei” (Hebreus 8:12).

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Junho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s