A FANTÁSTICA GRAÇA DE DEUS

“PELA GRAÇA SOIS SALVOS…” (Efésios 2:8).

graça de DeusLembro-me de quando ainda era um crente religioso; ao ouvir sobre a graça de Deus, ficava indiferente. Até cantava hinos que falavam da maravilhosa graça de Deus; mas nada me tocava senão a melodia. Quando realmente somos salvos pela graça, começamos a enxergar quem éramos e quem realmente somos. A graça de Deus nos faz ver como o nosso coração era perverso antes da regeneração. Ela nos permite ver quão miseráveis e indignos somos diante de Deus. A graça de Deus nos despe completamente de nossa justiça própria e dignidade humana. Aquele que recebe a graça, tão somente se prostra diante do Deus Todo Poderoso e, humildemente, agradece pela sua fantástica graça. Aquele que vive na graça sabe que, se Deus lhe retirar a graça, ele simplesmente morre. Salmo 63:3 – “Porque a tua graça é melhor do que a vida; os meus lábios te louvam”. Não há como ser salvo e também, não tem como viver sem a graça de Deus. “A minha graça te basta”, disse o Senhor ao apóstolo. O cristão sabe que se não for a graça de Deus, seu coração abriga os mais terríveis pecados que existem. Quando a graça de Deus se manifesta em uma pessoa, ela faz coisas boas. Sem esta graça seríamos os piores bandidos da face da terra. Alguém disse que sem a graça, o nosso coração se parece com um inferno em miniatura. Aquele que foi salvo pela graça sabe que se o Espírito lhe revelar seu próprio coração sem a graça de Deus, ele verá que os crimes dos piores criminosos serão “fichinha” perto do que ele poderia cometer. Ele tem a consciência que nele, isto é, em sua carne, não habita bem nenhum. Romanos 7:18 – “Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo”.

Aquele que conhece a graça sabe que foi tão somente Deus quem operou as coisas boas. Somente Deus e ninguém mais. Deus é ímpar quando fala-se sobre a graça. Não se pode separar a graça do próprio Deus e nem Deus de Sua fantástica graça. A graça elimina por completo qualquer participação humana, qualquer mérito humano. Nenhum esforço humano impulsionado pelo combustível da religião pode alcançar a graça de Deus. Aquele que foi alcançado por esta graça sabe quão pecador era; por isso, jamais se exalta diante de Deus e jamais julga o seu próximo. Os críticos, os arrogantes, os que falam mal dos outros, certamente não conhecem a graça de Deus. Pessoas duras, frias e indiferentes não vivem a graça de Deus; pois a graça é como óleo que faz nossa vida fluir alegremente.

Alguns irmãos vivem angustiados porque tem familiares no pecado e no mundo. Querem levá-los à igreja a qualquer custo. Pedem para ler a Bíblia, orar e ser mais religiosos. Pedem para o pastor orar, visitar e falar de Cristo para eles. Querem que seus parentes sejam salvos pelo esforço do homem, pelo suor e pela persistência. A salvação é obra pura da graça soberana de Deus. Deus pode salvar aquele que vive no lamaçal do pecado? Deus pode transformar um terrível pecador em um santo? Deus pode reviver ossos secos (Ezequiel 37:3)? Deus pode trazer à existência aquilo que não existe (Romanos 4:17)? SIM! Tudo porque Deus é o Deus de toda graça. I Pedro 5:10 – “Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar”. Que alegria saber que o nosso evangelho é o evangelho da graça de Deus. Atos 20:24 – “Porém em nada considero a vida preciosa para mim mesmo, contanto que complete a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus para testemunhar o evangelho da graça de Deus”.

A religião induz as pessoas a trabalharem, a fazer obras e mais obras. É mais fácil trabalhar do que confiar; mas a graça flui no crer e não no esforço do homem. Quando os religiosos procuram alcançar as coisas de Deus pelo esforço, simplesmente estão desprezando a maravilhosa graça de Deus. Quando em Sua graça Deus lhes concede algo, logo se vangloriam diante dos homens. Há muitos trabalhadores nas igrejas e poucos cooperadores com Deus. I Coríntios 3:9 – “Porque de Deus somos cooperadores; lavoura de Deus, edifício de Deus sois vós”. Cooperador é aquele que trabalha para Deus, juntamente com Deus. Trabalhador é aquele que trabalha para Deus, separado de Deus. O cooperador tão somente é usado por Deus, flui pela graça de Deus e dá toda a glória a Deus, pois sabe que ele, por si, nada pode fazer. Trabalhador luta, se esforça, cansa e faz tudo pela sua capacidade; e, espera sempre a recompensa de ser reconhecido pela igreja. Aquele que vive pela graça e na graça de Deus, vive agradecendo a graça diária nas pequenas e grandes coisas. A graça vive operando gratidão e humildade ao cristão. Ele se sente uma criança cuidada e amparada pelo Pai. Diante da graça não há questionamento, exaltação e ingratidão. A graça imediatamente nos faz ver Jesus Cristo, Sua bondade, Seu amor e Seu cuidado. Curvamo-nos diante Dele em alegre gratidão e profunda reverência. A graça nos conduz a confiar e a amar mais e mais o nosso Senhor. Efésios 6:24 – “A graça seja com todos os que amam sinceramente a nosso Senhor Jesus Cristo”. Quanto mais graça, mais graça e quanto mais graça, mais Jesus. A graça nos conduz ao conhecimento do Senhor Jesus e o Senhor Jesus nos leva ao crescimento em Sua graça. II Pedro 3:18 – “antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. À ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno”. Precisamos continuamente viver pela graça em Cristo Jesus, não na carne, no ego e no mundo. A graça fortalecedora de Deus está em Cristo. II Timóteo 2:1 – “Tu, pois, filho meu, fortifica-te na graça que está em Cristo Jesus”. O apóstolo Paulo recebeu do Senhor Jesus uma das maiores e mais gratificante revelação em II Coríntios12:9 – “A minha graça te basta”.

Que o Deus de toda a graça faça-nos abundar em toda a graça, a fim de que, tendo sempre, em tudo, ampla suficiência, superabundemos em toda boa obra (II Coríntios 9:8). Jamais no exaltemos ou nos tornemos soberbos. Tiago 4:6 – “Antes, ele dá maior graça; pelo que diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Louvamos a Deus pela obra da cruz, pois dela fluiu e continua fluindo a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida. Romanos 5:18 – “Pois assim como, por uma só ofensa, veio o juízo sobre todos os homens para condenação, assim também, por um só ato de justiça (a cruz), veio a graça sobre todos os homens para a justificação que dá vida”. Que pela graça da cruz recebamos a graça da revelação do Senhor Jesus (Gálatas 1:15-16). Que jamais nos desliguemos de Cristo para que não venhamos a cair da graça (Gálatas 5:4).

II Tessalonicenses 2:16-17 – “Ora, nosso Senhor Jesus Cristo mesmo e Deus, o nosso Pai, que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança, pela graça, consolem o vosso coração e vos confirmem em toda boa obra e boa palavra”.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Julho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s