O GRÃO DE TRIGO

João 12:24-25 – “Em verdade em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra não morrer fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto. Quem ama a sua vida perde-a, mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna”.

659-01843879Examinando o evangelho de João, vemos que estas palavras foram ditas já no fim da vida terrena do Senhor Jesus. No capítulo onze, o Senhor realiza o milagre da ressurreição de Lázaro após quatro dias no sepulcro. A esta altura, os principais sacerdotes ardiam de invejam e intentavam matá-lo. No capítulo doze, Maria, irmã de Lázaro, unge o Senhor com um precioso perfume de nardo puro. Sem saber, Maria praticou um ato profético anunciando a morte do Senhor Jesus (Mateus 26:12). Em seguida, o Senhor entra em Jerusalém triunfalmente sobre um jumento. Tudo indicava que o Seu ministério terreno chegara ao fim. Só lhe faltava a cruz e, Ele próprio, já anunciava dizendo que, como um grão de trigo, em breve morreria. João 12:32-33 – “E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo. Isto dizia, significando de que gênero de morte estava para morrer”.

João 12:24 contém um grande e maravilhoso convite: MORRER COMO UM GRÃO DE TRIGO. Existem duas grandes razões para este convite. Primeira, para que tenhamos vida e também, para que frutifiquemos. Em uma de suas últimas mensagens, Ele não só estava anunciando sua morte de cruz, como também, dizendo que seria necessário que nós também morrêssemos com Ele. A razão da cruz seria para nos dar vida e nos fazer frutíferos para a glória do Pai. João 15:8 – “Nisto é glorificado meu Pai, em que deis muito fruto, e assim vos tornareis meus discípulos”. É preciso morrer para a vida da alma, para a vida egocêntrica e carnal para que recebamos a verdadeira vida, isto é, a vida do Senhor em nós. Sem morte de cruz é impossível recebermos a vida do Senhor Jesus. Se o grão de trigo não morrer, fica ele só. A pessoa continua na vida egocêntrica e mundana; sem a vida de Deus. A razão de existir muitos crentes que não dão frutos, está no fato de que nunca morreram com Cristo. É como o grão de trigo que não morreu. Continua com a casca dura, sozinho, isto é, sem a manifestação da vida de Cristo. Passa-se anos e anos e o crente continua o mesmo. Só os seus cabelos não são mais os mesmos. Sem a morte de cruz, não há vida. Primeiro é preciso morrer, para depois poder viver. Esta é a lógica de Deus e nada vai mudar esta ordem. Escrevendo à igreja de Corinto, o apóstolo, ao falar da ressurreição, chama a igreja de insensata. A coisa é tão lógica, tão simples. I Coríntios 15:36 – “Insensato! O que semeia não nasce, se primeiro não morrer;”. Sem crer que foi atraído, incluído e crucificado com Cristo, não tem como nascer de novo. Nascemos de novo pela fé em Cristo, em Sua Palavra e Obra na cruz. Ele diz que nos atrairia e assim o fez! Aqueles que creram e receberam a revelação da sua morte e ressurreição em Cristo, de fato, nasceram de novo. Quem creu que foi crucificado com Cristo, nasceu de novo. Quem nasceu de novo, tem Cristo nele. O apóstolo dá o seu testemunho à igreja da Galácia dizendo: “Estou crucificado com Cristo”. Eu já morri com Cristo, dizia ele. Quando o Senhor Jesus morreu naquela cruz, eu também morri com Ele, pois Nele fui atraído naquele ato. Eu morri com Cristo, esta é a verdade do evangelho. Por que o apóstolo cria que morreu com Cristo, algo real e verdadeiro aconteceu com Ele: “logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim;”. Somente uma pessoa crucificada pode desfrutar da vida de Cristo nela. Isto é cristianismo, isto é salvação. Nossa salvação só se realiza se passarmos pela cruz de Cristo. Muitos não crêem e não querem a cruz, pois amam demais a sua própria vida. O Senhor já havia dito: “Quem ama a sua vida perde-a; mas aquele que odeia a sua vida neste mundo preservá-la-á para a vida eterna”. Não precisamos temer morrer para nós mesmos. Perder a vida da alma e a vida mundana só trará a verdadeira vida. Permanecendo em Cristo, vivendo Cristo e para Cristo; esta é a maneira de se preservar para a vida eterna. A Palavra não engana e não falha. A vida cristã só funciona para aqueles que crêem. Precisamos crer no Senhor Jesus para recebermos luz e sairmos das trevas. João 12:46 – “Eu vim como luz para o mundo, a fim de que todo aquele que crê em mim não permaneça nas trevas”. A mensagem do grão de trigo foi uma das últimas que o Senhor proferiu enquanto aqui esteve. Sendo assim, é de máxima importância. Crer na inclusão na morte e ressurreição do Senhor Jesus é harmonizar com o Seu plano de salvação. Todos sabem que Jesus Cristo é o Redentor, o nosso único Salvador. Os próprios samaritanos tiveram esta convicção. João 4:2 – “e diziam à mulher: Já agora não é pelo que disseste que nós cremos; mas porque nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo”. Os samaritanos ouviram, creram e testificaram que Jesus Cristo é o Salvador. Hoje você está ouvindo sobre o grão de trigo que morre e depois vive para dar frutos. O próprio Senhor se tornou um grão de trigo. Ele morreu na cruz levantada no Gólgata; porém, ao terceiro dia, ressuscitou dentre os mortos. Agora vive e reina para todo o sempre. O projeto da nossa morte de cruz visa tão somente a vida em Cristo aqui e a vida eterna com Cristo no céu. Por esta razão, para que recebamos a vida de Cristo e consequentemente a vida eterna, é preciso que você e eu, como um grão de trigo, morramos juntamente com Cristo. Se você crer que, como um grão de trigo, morreu com Cristo, então, certamente, com Ele você também ressuscitou. Efésios 2:6 – “e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus;”. Assim funciona a salvação de Deus. Simplesmente precisamos crer que Jesus nos atraiu, nos incluiu, nos fez morrer e nos ressuscitou juntamente com Ele. Ele fez tudo! Precisamos tão somente crer. Por longos anos fui um grão de trigo que não havia morrido. Fui um crente religioso, hipócrita e pecador. Amava o Senhor, mas conhecia-O apenas de ouvir falar. Quando Deus revelou a minha real morte com Cristo, o milagre do novo nascimento ocorreu. Tudo mudou! Em Cristo fui feito uma nova criatura. Minha vida de hipocrisia e pecados ficou para trás. II Coríntios 5:17 – “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”. Novo coração, nova vida, isto sim, vale a pena! Tudo se fez novo! Enquanto não era nascido de novo, tentava melhorar, dar um jeitinho, me esforçava para ser um bom crente. Era um tremendo frustrado; até que recebi a revelação da minha crucificação com Cristo. Fui revestido do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade (Efésios 4:24). Posso dizer com toda a alegria e convicção que sou feitura dele, criado em Cristo Jesus para boas obras, as quais, Deus de antemão, preparou para que eu ande nelas (Efésios 2:10). Agora, cada dia mais posso conhecer meu querido Salvador e viver em alegre submissão ao meu amado Senhor. Jesus Cristo é a razão da minha vida. Desejo viver para agradá-Lo e glorificá-Lo mais e mais.

Você já é um grão de trigo que já morreu e ressuscitou com Cristo?

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada-   Cristo vive em mim

Maringá, Julho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s