A MORTE QUE LIBERTA

Hebreus 2:14-15 – “Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, por sua morte, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por to20141019 Amazoniada a vida”.

Ninguém há que não tenha tido pavor da morte. As pessoas, em geral, temem pela sua própria morte e pela morte de seus entes queridos. O medo da morte acompanha as pessoas por toda a vida; a menos que venha a receber a graça de ser liberto deste medo. Existe a possibilidade de viver sem o medo da morte? Sim! Tem pessoas que não tem medo da morte? Sim! Como podemos viver sem o medo da morte? A resposta está na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo. Bendita cruz! O Senhor Jesus nasceu para morrer a fim de nos libertar do medo da morte através da obra da cruz. Os versos acima falam da nossa vida, em carne e sangue, neste mundo. As Escrituras afirmam que Cristo se encarnou, teve participação, como nós, desta vida humana, em carne e sangue. João 1:14 – “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai”. Filipenses 2:7 – “antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana”. O Deus Todo Poderoso assumiu-nos ao assumir ser homem como nós. Podemos ver o amor de Deus e o coração do Salvador na encarnação do Filho. O Senhor Jesus veio como homem, 100% homem e jamais deixou de ser Deus,100% Deus. Jesus Cristo, nosso maravilhoso Deus, tornou-se plenamente homem para ser o nosso único Mediador entre nós e Deus. I Timóteo 2:5 – “Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem,”. No ato da encarnação, Deus prova seu grande amor para conosco ao enviar Seu Filho único. João 3:16 – “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. Jesus Cristo, o Deus encarnado nos amou profundamente. Com alegria, gratidão, fé e louvor confessamos que Jesus veio em carne; nasceu homem, a fim de nos resgatar e nos livrar do pavor da morte. I João 4:2-3 – “Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo”. Hebreus 2:14 diz que Jesus igualmente participou da carne e sangue, isto é, tornou-se homem. Como é precioso o fato de Cristo ter se encarnado para nos livrar e salvar. Agradeço profundamente a Jesus Cristo por ter sido feito carne, aleluia! Jesus Cristo é o Deus que se vestiu de homem. Hebreus 2:14 faz inicialmente a colocação da encarnação de Jesus e em seguida, diz sobre a finalidade desta encarnação: “para que, por sua morte,”. Ele se encarnou para morrer. O Senhor sabia que precisava morrer na cruz do Calvário. Em seus últimos dias aqui na Terra, Ele estava determinado a ir à Jerusalém onde, a cruz, O esperava (Lucas 9:51 e 53). Ele disse repetidas vezes aos discípulos que passaria pelo sofrimento e morte. Jesus veio através de uma virgem, chamada Maria; andou por toda parte fazendo o bem (Atos 10:38) e, por fim, morreu. Ele nasceu para morrer. Sua morte foi determinada antes da fundação do mundo (Apocalipse 13:8) para nos livrar do pavor da morte, nos salvar e nos conduzir ao Pai. A cruz já estava determinada pelo Pai. Jesus veio a este mundo em carne e sangue para morrer na cruz. A cruz era necessária para o Senhor; Ele precisava morrer na cruz. Hebreus 2:14 continua dizendo que sua morte era para que o diabo fosse destruído. De fato, foi ali na cruz que o Senhor Jesus derrotou completamente o inimigo. Pela morte de cruz, o Senhor tornou ineficaz o poder do diabo. Como? Pagando totalmente nossa dívida proveniente do pecado. O pecado havia nos deixado endividado; mas, na cruz, Jesus pagou tudo. Pela cruz, ficamos totalmente isentos de cobrança por parte de satanás. Este já não tem mais como nos acusar. Romanos 8:3 – “Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica”. Qual a prova de que Ele nos justifica? Pelo sangue da Sua cruz. Romanos 5:9 – “Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo sangue, seremos por ele salvos da ira”. Romanos 3:24-25 – “sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação mediante a fé para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos”. O álibi de satanás sempre foi o pecado. Este era a carta na sua manga. O pecado lhe concedia poder para escravizar, acusar, oprimir e fazer todo o mal contra as pessoas. Mas, ali na cruz, o Senhor pagou com o seu sangue e retirou das mãos de satanás todo o direito e poder para nos acusar e atormentar. Colossenses 2:14 – “tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ordenanças, no qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz;”. Jesus nasceu e morreu na cruz para nos livrar totalmente de satanás. Na cruz o Senhor retirou completamente a autoridade de satanás contra nós. O nascimento carnal do Senhor Jesus tinha como objetivo sua morte na cruz. Pela morte de cruz, o Senhor não só pagou a nossa dívida, como também derrotou satanás. Colossenses 2:15 – “e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz”. O Senhor, naquela cruz, pagou pelos nossos pecados, derrotou o inimigo da nossa alma e nos livrou do medo da morte. Hebreus 2:15 – “e livrasse todos que, pelo pavor da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida”. Bendito seja Deus pela maravilhosa cruz que nos libertou completamente do pavor da morte, aleluia! O nosso último inimigo foi vencido na cruz. Agora podemos viver para sempre sem nenhum medo da morte. I Coríntios 15:54-57 – “E, quando este corpo corruptível se revestir de incorruptibilidade, e o que é mortal se revestir de imortalidade, então, se cumprirá a palavra que está escrita: Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Graças a Deus, que nos dá a vitória por intermédio de nosso Senhor Jesus Cristo”. Jesus nasceu para morrer e nós morremos para nascer. Tudo ocorre na cruz! Fomos incluídos em Cristo na Sua morte para que pudéssemos realmente ser livres da escravidão do medo da morte. O novo nascido é aquele que morreu para nascer em Cristo. Agora não teme mais a morte, pois a VIDA ETERNA habita nele. Cristão é aquele que não teme mais a morte, pois tem a VIDA em si. Não mais eu, mas Cristo vive em mim. Cristo vive em nós. Cristo é nossa vida (Colossenses 3:4). Quem tem medo da morte quando se tem a VIDA? Cristo em nós, verdadeiramente, é a esperança da glória, aleluia! A cruz matou o medo da morte.

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Julho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s