A MARAVILHOSA VIDA CRUCIFICADA

Gálatas 2:19-20 – “…Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”.

crucificadaDe fato, não basta crer na mensagem da cruz; é preciso vivê-la. A maravilhosa vida crucificada é prática diária da mensagem da cruz. Tiago 1:21-25 – “Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma. Tornai-vos, pois, praticantes da palavra e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra e não praticante, assemelha-se ao homem que contempla, num espelho, o seu rosto natural; pois a si mesmo se contempla, e se retira, e para logo se esquece de como era a sua aparência. Mas aquele que considera, atentamente, na lei perfeita, lei da liberdade, e nela persevera, não sendo ouvinte negligente, mas operoso praticante, esse será bem-aventurado no que realizar”. O Senhor Jesus compara a pessoa que apenas ouve e não pratica com aquela que constrói sobre a areia (Mateus 7:24-27). Não tem firmeza, não tem base e um dia a casa vai cair e será grande a ruína. Ele chama essa pessoa de insensata. Precisamos praticar a Palavra que ouvimos por que ela é poderosa para nos salvar. O ouvinte negligente engana a si mesmo, não retém a Palavra, não dá frutos e cai na maldição. Deus deseja que pratiquemos a Palavra para que sejamos bem aventurados em todo o nosso proceder. O Salmo 1 diz que o que medita na lei do Senhor dia e noite, será bem aventurado em tudo o que fizer. A Palavra da cruz é por demais preciosa e jamais devemos deixá-la apenas na teoria. A cruz é prática diária para o cristão. Há uma vida abundante e vitoriosa para o cristão que pratica a cruz de Cristo. Aquele que vive uma vida crucificada, verdadeiramente é um bem aventurado. Estar crucificado com Cristo é uma experiência de vida diária, contínua, ininterrupta e maravilhosa. “Estou crucificado com Cristo”. O verbo usado está no tempo presente; o passado não serve. No grego, o tempo presente está ligado ao ato contínuo. Precisamos entender que a vida de cruz é contínua. Ela precisa fazer parte do nosso viver, não importa a hora ou o local. É como estar respirando! Outro aspecto deste verbo no grego é que está no sujeito ativo; isto é, eu preciso viver a vida crucificada. Ninguém pode fazer por mim; é minha responsabilidade e meu privilégio maior. É maravilhoso ver na prática que, a cruz e Cristo, não se separam. Estar continuamente crucificado com Cristo é estar vivendo continuamente a própria vida de Cristo. O verbo “estou” exige uma ação de nossa parte. Continuamente precisamos morrer para nós, é carregar nossa cruz, como disse o Senhor. A morte do “eu” deve estar acontecendo continuamente em nós. Negar a si mesmo, mortificar os feitos da carne, fazer morrer a natureza terrena é a nossa tarefa mais importante no nosso dia-a-dia. Nosso foco precisa estar na vida crucificada. Esta vida precisa ser vivida por cada um a cada momento. Esta é a maior lição da vida cristã. A vida crucificada é a educação que devemos dar aos nossos filhos e, assim, deixar para a nossa descendência este legado maravilhoso. Não há riqueza e segurança maior para os nossos filhos. Sem a vida crucificada haverá a maior perda que uma pessoa pode ter: – a perda da vida de Jesus Cristo. Quem vive a vida crucificada sabe plenamente que é a mais necessária e fascinante vida que uma pessoa pode viver neste mundo. Esta pessoa vive como aquela que achou a Pérola de grande valor; não troca por nada neste mundo. Não há nada que seja mais maravilhoso do que a vida crucificada. Isto porque, não há ninguém tão maravilhoso como o nosso Senhor Jesus Cristo. O profeta Isaías diz que o seu nome seria “MARAVILHOSO” (Isaías 9:6). Creio nesta maravilhosa vida crucificada, pois creio no maravilhoso Senhor Jesus Cristo. Em João 10:10, o Senhor Jesus diz que veio para que tenhamos vida e a tenhamos em abundância. Vida, só é vida, enquanto há vida. Vida abundante só tem aquele que tem o Autor da vida = JESUS CRISTO. Em Atos 3:15, o apóstolo Pedro refere-se a Jesus como o Autor da vida. Ele diz ao povo que foram eles que mataram o Autor da vida a quem Deus ressuscitou. Tudo parece um paradoxo, afinal, matar o Autor da vida? Neste texto fala da morte e ressurreição do Senhor Jesus. É assim que funciona a vida abundante. Somente com a vida crucificada, isto é, a vida de morte para si mesmo (parece outro paradoxo) é que a vida abundante vai se manifestar em nós. Vida crucificada diz respeito a vida de morte contínua. Aí está o segredo da vida em abundância. Se vivermos a vida crucificada, a vida de morte contínua do eu, então viveremos a vida de Cristo. Se desfrutarmos da vida de Cristo diremos com toda a propriedade: – é maravilhoso viver a maravilhosa vida crucificada.

O alvo da vida crucificada é o maravilhoso Filho de Deus. Somente aquele que ama e deseja profundamente a Jesus Cristo vive a maravilhosa vida crucificada. Jesus Cristo é o motivo, a razão, o centro e o tudo daquele que vive a vida crucificada. O crucificado deseja, acima de tudo, a Jesus Cristo. Isto é cristianismo. A verdadeira vida cristã é a vida crucificada. O resto, é apenas uma imitação barata e sem graça do verdadeiro cristianismo. O amor, a paz, a alegria, a vitória só tem aquele que, como crucificado, vive a vida de Cristo. Aquele que vive a vida crucificada descobriu o tesouro da vida cristã. Cristo é o seu tesouro. Tudo o mais perde valor comparados à Cristo.

Aquele que tem vivido a vida crucificada percebe que não é o quanto tem ou o quanto faz que importa. O que realmente importa para ele é o quanto de morte para si ele pode viver. O quanto de perda, de renúncia e de cruz a todo momento. É nisto que ele se concentra, é para isto que ele vive. Em outras palavras, ele vive para morrer para si. Ele entendeu que a chave da vida cristã é a vida crucificada.

O discípulo de Cristo deve viver a vida crucificada. Lucas 14:27 – “E qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo”. Que palavras profundas e desafiadoras. Estas palavras escondem o maior tesouro do mundo. As Palavras do Mestre e Senhor são mais desejáveis do que muito ouro depurado e mais doces do que o mel (Salmo 19:10). A cruz, ou a morte de si mesmo, a renúncia de si, é a essencial condição para ser um discípulo que segue o Senhor. Quando, pela fé e obediência, o discípulo decide pela vida crucificada, ao caminhar após o Mestre e Senhor, descobre a maravilha da maravilhosa vida cristã. A vida crucificada é sustentada pela renúncia contínua de si mesmo. Lucas 14:33 – “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo”. O Tesouro (Jesus Cristo), só pode ser adquirido através da renúncia de si mesmo. Precisamos entender que Ele é tudo para nós. Precisamos crer que ao perdermos nossa vida de desejos egocêntricos, ganharemos a verdadeira vida em Jesus Cristo. Perder nossa vida medíocre é ganhar a vida abundante de Cristo. Vida crucificada é abrir mão de nossa vida para ganhar a Cristo. A vida crucificada é marcada pela renúncia.

Somos muito apegados a coisas, animais e pessoas. Nossa mente, olhos, coração e mãos estão sempre buscando estas coisas. Apegamos com facilidade a tudo que está à nossa volta. Muitas vezes parecemos uma esponja que absolve sujeira e porcaria deste mundo. Por isso vive-se sempre ocupado e cansado, pobre na vida cristã. Somos tão vazios por dentro que procuramos o tempo todo preencher com algo ou alguém. Com isso, acabamos por nos apegar a coisas, animais e pessoas. Precisamos entender que coisas, animais e pessoas jamais podem preencher o vazio da nossa alma. Tenho visto pessoas em desespero quando perdem coisas, ou animais, ou pessoas. Nosso coração incrédulo nos impulsiona sempre a buscar ajuda e socorro em pessoas, animais e coisas. Pessoas, animais e coisas não são errados; errado é nosso coração corrupto que nos engana com estas coisas. Um cristão que vive a vida crucificada não está apegado a nada, ainda que as tenha. Ele está apegado somente à Jesus Cristo. Ele até gosta das coisas; porém, não mais do que a Jesus Cristo. Lucas 14:26 – “Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo”. O verbo “aborrecer” aqui significa = “amar menos”. Aí está o problema, quase sempre invertemos as coisas. Muitas vezes acabamos amando mais as pessoas, coisas e animais do que o próprio Senhor Jesus. Uma prova disso é o tempo e a energia que gastamos com as coisas, animais e pessoas. Você pode dizer que gasta mais tempo e que ama muito mais ao Senhor do que as coisas, animais e pessoas no seu dia-a-dia?

A vida crucificada consiste em amar menos estas coisas e amar mais o Senhor Jesus. É uma vida de constante renúncia da nossa inclinação e desejo por estas coisas e ao mesmo tempo, uma entrega e rendição absoluta à Jesus Cristo. Quando, pela graça de Deus, entendermos e trocarmos as prioridades da nossa vida, onde Cristo está no topo, então começaremos a viver a maravilhosa vida crucificada. Vida crucificada consiste em manter Jesus Cristo como o único Soberano e Senhor da vida. Leia Marcos 12:28-34. Vida crucificada é uma vida de fé onde se crê que Jesus Cristo, só Jesus Cristo é a verdadeira vida abundante. Ninguém é mais importante do que o Senhor Jesus Cristo. Toda a honra, louvor e glória somente à Ele. Vivemos para a Sua glória, para o Seu inteiro agrado. Fazemos tudo em Seu precioso nome. Colossenses 3:17 – “E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”. A vida crucificada é: Tudo é de Cristo, tudo é por meio de Cristo e tudo é para Cristo. À Ele, a glória eternamente. Amém! (Romanos 11:36). Na vida crucificada, os meus desejos, sonhos e vontades são tratados na cruz. Há sempre um desejo ardente em satisfazer ao Senhor Jesus. O crucificado tem um lema de vida: “Longe esteja de mim viver para o meu agrado”. Ele deseja tão somente agradar à Jesus Cristo. A vida crucificada é a vida daqueles que foram resgatados pela cruz de nosso Senhor Jesus Cristo. São aqueles que foram comprados pelo sangue do Cordeiro (Apocalipse 5:9); que não vivem mais para si mesmos e sim, para Aquele que por eles morreu e ressuscitou (II Coríntios 5:15). É a vida onde o Todo Poderoso habita. Somente na vida crucificada podemos afirmar: “já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim”. Muitos ouvintes da mensagem da cruz recitam este verso de cor; porém, somente aqueles que vivem a vida crucificada podem dizer com propriedade. São estas pessoas que serão chamadas de “cristãos”. Será que o mundo está chamando os crentes de “verdadeiros cristãos”? Eles estão vendo Cristo nos crentes? É preciso que cada membro viva a vida crucificada para que a igreja cresça de modo saudável. Se cada membro viver como um crucificado, certamente o mundo verá uma igreja cristã verdadeira. Sem dúvida, essa igreja será sal da terra e luz do mundo, conforme Mateus 5:14-16 fala. A igreja crucificada crescerá pois, os parentes, vizinhos e amigos dos membros serão atraídos para Jesus. As pessoas verão Cristo nos membros da igreja crucificada. Esta igreja será chamada de: “A verdadeira igreja cristã”. As visitas serão impactadas pela presença gloriosa e majestosa do Senhor Jesus. Seremos um povo alegre, com um coração singelo e cheio da graça e louvor a Deus (Atos 2:46-47). Vamos ler Atos 11:19-26. Que Deus faça da CBR uma igreja crucificada, pois só assim, ela vai exalar o bom perfume de Cristo. Que a igreja inteira viva a maravilhosa vida crucificada para que a vida de Cristo transborde e os perdidos venham a ser salvos.

Atos 2:47 – “louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos”.

 

A MARAVILHOSA VIDA CRUCIFICADA, AÍ SIM MANO!

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Julho de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s