DESENVOLVENDO A SALVAÇÃO

desenvolvendo a salvaçãoAs Escrituras estão repletas de “imperativos” por parte de Deus. Estas ordens são diretamente para nós e nos faz diante Dele um “sujeito ativo”. Deus espera que venhamos a agir diante de Sua Palavra. Se, por ventura, não respondermos à ordem de Deus, estaremos pecando frontalmente contra Deus. Toda ordem de Deus exige uma ação de nossa parte. O cristianismo é vivo, é ativo, é dinâmico, é progressivo, é ação. Não tem espaço para comodismo e negligência. A ordem de Deus sempre está no tempo presente. Precisamos obedecer hoje, obediência imediata. Isto traz para nós uma contínua expectativa, uma constante disposição em agir de acordo com a vontade de Deus. É um ato contínuo! Realmente não há brecha nenhuma para nos acomodarmos.

A vida cristã é um contínuo desenvolvimento, crescimento, amadurecimento. Peregrinamos, avançamos, caminhamos, corremos incessantemente. Quando olhamos a vida terrena do Senhor, percebemos que Ele era dinâmico, vivia servindo o Pai e aos homens em todo tempo e em todos os lugares. Seus servos também foram dinâmicos, atuantes e muito trabalhadores. Uma das características do verdadeiro cristão é que ele se torna um servo; sempre está pronto para servir. Observe as palavras do Rei dos reis, o Senhor Jesus, o Filho do Deus Altíssimo: “Pois o próprio Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos” (Marcos 10:45).

Quando nos acomodamos na caminhada cristã, existe o perigo de nos enraizarmos neste mundo perverso e isto, certamente, não é a vontade de Deus (Gálatas 1:4). Deus nos exorta continuamente a avançar para o alvo, a prosseguir como um peregrino. Filipenses 3:12-14 – “Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus”. Mesmo idoso, aprisionado por causa da sua fé no Senhor e prestes a ser um mártir, o apóstolo tinha a consciência que deveria prosseguir para Cristo, seu alvo supremo e eterno. Assim é o cristão verdadeiro. Não descansa enquanto não estiver diante da presença gloriosa do seu Rei Eterno. Pouco antes, no capítulo 2:12 fine Deus diz: “…desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor”. O desenvolvimento da nossa salvação não pode parar, é um processo, é diário, é contínuo. Lembra daquele hino: “Avante, avante, ó crentes, soldados de Jesus”. Está ai, é ordem do General! Ainda temos muito chão para conquistar em Cristo. Nesta caminhada toda vamos crescendo Nele. Efésios 4:13 – até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo”. Se ainda não temos a estatura de Cristo, então o “até” deste verso continua valendo. Precisamos continuar crescendo na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo (II Pedro 3:18).

Gálatas 4:19 – “… até ser Cristo formado em vós”. Como será maravilhoso o final deste processo. “SEMELHANTES À JESUS CRISTO”. Desejo profundamente prosseguir, pois sei que no final, tudo será tão maravilhoso. O Criador do Universo sabe o que faz! Ele é o Oleiro e nós barros em Suas mãos. Como é confortador saber que Ele vai completar a boa obra que já iniciou em nós (Filipenses 1:6). Precisamos despertar e sair do comodismo. Buscá-Lo e amá-Lo de todo o coração, acima de tudo e de todos.

A cruz é o início de todo o processo. Por ela, Deus nos faz nascer de novo. Precisamos entender que o novo nascimento é apenas o começo de uma longa, difícil; porém, compensadora caminhada. Assim como um bebê nasce e inicia sua vida neste mundo, assim também, ao nascermos de novo, a caminhada para o céu se inicia. A cruz e o novo nascimento são o início do cristianismo. Agora devemos desejar ardentemente o genuíno leite espiritual para que por meio dele cresçamos para a salvação (I Pedro 2:2). Devemos prosseguir em Cristo, andar Nele, ser radicado Nele, ser edificado Nele, ser confirmado Nele (Colossenses 2:6,7). Ser nascido de novo não significa ser, de imediato uma nova criatura, ou ter já uma nova vida. Ser nascido de novo significa que agora você nasceu espiritualmente; sendo assim, agora começa o seu despojamento da velha vida e o revestimento da nova vida (Efésios 4:22-24). Este crescimento consiste em Cristo ser formado em nós. Nascemos uma vez e depois disto vem o crescimento. Não temos vários nascimentos, do contrário, teríamos festas de aniversário todos os dias e olha lá. O nascimento acontece uma única vez e indica o começo da nossa existência. A regeneração é o primeiro passo em toda a experiência de redenção pela qual Deus nos conduz. O novo nascimento é o início para uma nova vida. Ainda que você seja adulto em outros aspectos, especialmente quanto à sua idade e físico; se você nasceu de novo, então é um bebê espiritual. Você precisa crescer e desenvolver espiritualmente. Do contrário, será um bebezão eternamente, instável, chorão e imaturo. Quando o bebê está chorando, se alguém faz “glu,glu,glu”, logo para de chorar e abre um sorriso. Dez segundos depois, já está gritando outra vez. O bebê é sempre instável, cheio de altos e baixos. Mas, à medida que vai crescendo, vai se tornando mais estável. A luta continua enquanto viver neste mundo; por isso, devemos sempre caminhar em direção à maturidade. Nunca havia percebido como os velhos são instáveis e imaturos. Tenho encontrado velhos piores do que crianças; cheios de birras e de descontentamento. Eu não sabia que velhos podem ser piores que crianças e adolescentes. Dizem as más línguas: “aborrecentes”, referindo-se aos adolescentes rebeldes. Não concordo com este chavão, pois tenho visto adolescentes de Cristo maravilhosos. Se seguirmos este raciocínio crítico, diríamos: “velhobirrentos” ou “velhochatendos”. Precisamos, como pessoas regeneradas, continuar crescendo em Cristo, amadurecendo em Cristo; a fim de sermos “velhofelizes”, “velhomansos”, “velhobondosos”, “velhograciosos”. A regeneração não é apenas um começo; é o começo! É o começo mais importante e significativo da vida de uma pessoa; por isso, devemos animar e prosseguir na vida cristã.

Hebreus 12:1-3 – “Portanto, também nós, visto que temos a rodear-nos tão grande nuvem de testemunhas, desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus. Considerai, pois, atentamente, aquele que suportou tamanha oposição dos pecadores contra si mesmo, para que não vos fatigueis, desmaiando em vossa alma”.

PROSSIGAMOS EM CRISTO E PARA CRISTO

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Novembro de 2014.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s