VIDA CRISTÃ NORMAL

ansiedade-mal-do-seculo-biblia-vencerA grande maioria são denominados de evangélicos ou crentes. Muitos se tornaram membros de igrejas evangélicas e estão acomodados como um crente normal. Vão aos cultos, participam de trabalhos, são membros ativos. Falam de Deus e da Bíblia, falam de suas igrejas e pastores, falam de seus ministérios. Aparentemente tudo parece normal. Olhando aos domingos, são gente boa; bem vestidos, sorriso no rosto, perfumadinhos e bem comportadinhos.

Um irmão na casa dos trinta aos quarenta anos, casado, dois filhos, ótimo profissional. Tem sua casa, carro e bom emprego. Animado, toca no louvor, respeitado pela igreja e pelo pastor. Um membro exemplar, bom testemunho, dizimista e até leitor assíduo da Bíblia. Vamos examiná-lo por um instante. Ele tem pensamentos impuros em relação a outras mulheres? Já foi assediado por outras mulheres e teve vontade de ir ao motel? Ele já falou alguma mentira no trabalho? Já se gabou diante dos amigos do futebol? Já ficou irado no trânsito? Falou palavrão? Brigou com a esposa e filhos? Já se achou o cara? É vaidoso? É egoísta?

Uma irmã na casa dos trinta, esposa, mãe e profissional. Já teve vontade de paquerar outros caras? Já jogou charme encima de outro homem? Na rua já olhou para outro homem? Já mentiu? Enganou o marido alguma vez? Falou palavrão? Ficou irada com o filho? Falou mal de outra mulher? Já fez fofoca? Deixou de pagar uma conta? Desejou casar com um cara rico? Teve ciúmes? É vaidosa? Gosta de se sentir uma rainha?

Na realidade, temos um estereótipo de cristianismo baseado na maioria dos crentes ao nosso redor. Vocês acham que essas pessoas religiosas são verdadeiramente santas? Os homens de ternos são homens de Deus? Os pastores são de fato servos de Deus?

Como Deus vê os crentes hoje? Como você vê os crentes hoje? Você se alegra em ser como eles? Está satisfeito com o ser um crente? Quando Deus escreve a carta à igreja que estava em Roma, Ele retrata um pouco a respeito dos homens (Romanos 1:28-32). Muitos pensam: este não sou eu, Deus está enganado. O apóstolo Paulo mostra a igreja de Corinto de modo assustador. Uma igreja dividida (I Coríntios 1:10-13), carnal (I Coríntios 3:1-2) e até mesmo fala de gente que ia para a ceia só para comer desesperadamente. Na igreja tinha gente que praticava o pecado da impureza sexual com a própria madrasta (I Coríntios 5:1). No capítulo 6 ele fala que havia impuros, idólatras, adúlteros, efeminados, sodomitas, ladrões, avarentos, bêbados, maldizentes, roubadores. Isto parece uma “black list”.

Podemos chamar isto tudo de igreja cristã? A vida cristã normal da igreja é assim mesmo?

A maravilha do evangelho de Cristo consiste no fato de transformar pessoas assim; ainda que frequentam igrejas, Deus pode transformá-las em verdadeiros santos de Deus. I Coríntios 6:11 – “Tais fostes alguns de vós; mas vós vos lavastes, mas fostes santificados, mas fostes justificados em o nome do Senhor Jesus Cristo e no Espírito do nosso Deus”. A expressão: “tais fostes alguns de vós”. Sim, era essa tranqueirada toda; porém, não são mais. Praticavam toda essas imundícias; porém, não praticam mais.

Quando olhamos as cartas paulinas, vemos que as igrejas do Novo Testamento eram cheias de pessoas bem pecadoras. Mas não vemos Deus condenando-as e encerrando-as para serem jogadas no lago do fogo. Deus mostra a antiga realidade do coração podre deles, mas também aponta para o caminho da santidade. Veja a igreja de Éfeso por exemplo. Ele começa falando das bênçãos que temos em Cristo. Pela maravilhosa graça Deus nos escolhe, nos santifica, nos predestina para Ele, nos faz filhos por meio de Jesus, se agrada de nós quando estamos em Cristo, nos redime do pecado e do inferno, nos perdoa dos nossos pecados, nos sela com o Santo Espírito e muito mais. Depois, no capítulo 2, mostra como era o nosso lastimável estado sem Cristo. Estávamos mortos nos nossos delitos e pecados e estávamos debaixo da tirania de satanás. Fala de Sua graça que nos salva (v.8). Quando chega no capítulo 4, fala dos gentios (17). O crente hoje se parece com um gentio, pois só bate cartão na igreja, sua vida semanal é a de um autêntico gentio. Efésios 4:18-19 – “obscurecidos de entendimento, alheios à vida de Deus por causa da ignorância em que vivem, pela dureza do seu coração, os quais, tendo-se tornado insensíveis, se entregaram à dissolução para, com avidez, cometerem toda sorte de impureza”. Este retrato parece com muitos crentes de hoje.

A vida cristã normal não é assim. Não podemos nos conformar com a vida mundana que vemos ao nosso redor. A avalanche é tão grande que os pastores estão deixando como está. Não se importam mais se os membros estão em adultério, se estão roubando e mentindo como se isso fosse normal. Separam da esposa como se fosse algo tão normal. Muitos vão à igreja, depois de terem transgredidos aos mandamentos, para procurarem outros parceiros. Estão perdendo o sentido da palavra cônjuge e estão trocando para parceiros. O mundo impõe um padrão totalmente contrário ao da Bíblia e não podemos aceitar. Devemos permanecer no padrão de Cristo. Efésios 4:20 – “Mas não foi assim que aprendestes a Cristo”.

Seguindo este texto de Efésios 4 vemos Deus nos instruindo a não vivermos como crentes mundanos e carnais. Efésios 4:22-24 – “no sentido de que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe segundo as concupiscências do engano e vos renoveis no espírito do vosso entendimento, e vos revistais do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão procedentes da verdade”.

O próprio Deus não quer que sejamos crentes nominais, cheios de pecados e conformados com o padrão do mundo. O verso 22 fala do velho homem, o culpado por vivermos uma vida de pecados. Nascemos de Adão, temos uma natureza decaída, escrava do pecado. Esse velho homem precisa ser despojado de nossa vida através da nossa inclusão na morte de Cristo. Muitos não sabem, mas uma das principais razões de Cristo ter vindo para morrer na cruz foi para que pudesse nos incluir em Sua morte. Porque morrer com Cristo? Para que o nosso velho homem seja destruído. Enquanto isto não acontecer, todo crente continuará um safado, tranqueira e mentiroso. Pode vestir a melhor roupa, continuará sendo aquilo que descrevemos no início. A cruz serve para dar fim a esse velho homem que nos faz viver em escravidão ao pecado. Deus não quer uma igreja que se diz cristã e está cheia de pessoas que vivem segundo suas próprias paixões.

Romanos 6:6 – “sabendo isto: que foi crucificado com ele o nosso velho homem, para que o corpo do pecado seja destruído, e não sirvamos o pecado como escravos”. Só a inclusão na morte com Cristo pode acabar com o velho homem. A maravilha do evangelho é que, além de tirar o que não presta, coloca em nós a maravilhosa vida de Cristo. Deus fala muito do novo nascimento, da nova vida. A vida cristã normal só passa a ser normal porque Cristo passa a ser essa vida em nós. Deus cria uma nova vida em nós, Ele nos dá um novo coração, uma nova natureza. Ele nos dá a Si mesmo; Cristo vem viver em nós. Gálatas 2:19-20 – “Estou crucificado com Cristo; logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim”.

É preciso nascer de novo! Ser feito uma nova criatura é a única maneira de deixarmos a velha vida hipócrita de evangélico safado e começar a viver a vida cristã normal. Esta é a experiência que todo cristão verdadeiro passa. É impossível ser salvo, ser cristão, ser um filho de Deus sem antes passar pela morte e ressurreição com Cristo. Sem cruz não dá para mudar de vida. Apenas a cruz troca o eu por Cristo, a velha vida pela nova vida, a vida mundana pela vida cristã verdadeira.

O apóstolo Paulo, depois de falar do novo nascimento às igrejas da Ásia Menor, passa em seguida a exortá-los a não viver mais como dantes. Efésios 4:25 – “POR ISSO, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros”. Há uma longa lista em seguida. Tudo que fazíamos antes do novo nascimento, mesmo sendo um religioso. Não importa sua igreja ou denominação; se não nasceu de novo, você continua sendo um tranqueira evangélico.

Se você não quer continuar dando mal testemunho e entristecendo o Espírito Santo com os pecados alistados neste texto de Efésios 4, a única saída é pedir para Deus fazer você nascer de novo. A nova vida é fantástica! Somos livres do poder do pecado e passamos a desfrutar da vida de Cristo. Cristo é a nossa nova vida cristã. Com Cristo não precisamos mais ser um crente hipócrita. As cartas de Éfeso e Colossos nos exortam a vivermos a verdadeira vida cristã.

Deus já fez tudo em Seu Filho crucificado para que você seja uma nova criatura. Ele nos atraiu e nos incluiu em Sua morte na cruz. Creia na sua própria inclusão em Cristo naquela cruz. As Escrituras afirmam que morremos com Cristo e com Cristo também fomos ressuscitados (Romanos 6:3-5). Creia na verdade da cruz e verá que em Cristo Jesus, Deus realmente te faz uma nova criatura. Efésios 2:10 – “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas”.

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, Janeiro de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s