EXAMINAI-VOS A VÓS MESMOS

bebeII Coríntios 13:5 – “Examinai-vos a vós mesmos se realmente estais na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não reconheceis que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados”.

Em geral, temos o hábito de examinar os defeitos dos outros e criticá-los sem cerimônia alguma. Gostamos de nos sentir bem ao rebaixarmos os outros perante o nosso próprio conceito. Gostamos de nos sentir melhores e mais justos que os outros. A parábola de Lucas 18:9-14 serve para nós. Lucas 18:9 – “Propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos, por se considerarem justos, e desprezavam os outros”. Certamente o Senhor não se agrada desta atitude. Quase sempre nos consideramos justos e os outros – uns diabinhos!

Temos a tendência de acharmos que sabemos mais, somos melhores e que os erros maiores estão nos outros; não em nós mesmos. Mateus 7:3-5 – “Porque vês tu o argueiro no olho de teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho e, então, verás claramente para tirar o argueiro do olho de teu irmão”.

O ensino bíblico é para que examinemos “a nós mesmos”; não aos outros. Porque estamos fluindo na contramão da Bíblia? Certamente isto não dará certo! A cruz nos possibilita caminharmos na via correta. Aprender a negar a si mesmo, tomar a cruz e seguir o Senhor nos levará a harmonizar com a Palavra de Deus. Desta forma, viveremos melhor e glorificaremos nosso Deus e Pai. Do contrário, estaremos sempre em encrencas e o diabo vai rir da nossa cara.

Com a graça e misericórdia do Senhor, vamos ser corrigidos para que não fiquemos em constante opressão. Que o espírito da cruz nos guie pela senda do calvário. Meditemos:

“Filho meu, é preciso aprender muito mais, lições preciosas da vida cristã.  

Que você, meu filho, não seja amante de si mesmo; mas, procure minha vontade e não a tua. Que o teu desejo seja satisfazer a mim, e não a ti mesmo. Vários desejos poderão te levar a satisfazer a si mesmo; mas, procure ver se realmente está no meu agrado e na minha vontade. A motivação principal sou eu ou a sua vontade egocêntrica e carnal? A honra é para mim ou para você mesmo? Quando você se torna alguém que só quer levar vantagens e quer tudo conforme você quer, lembre-se que é isso que lhe será um peso e um laço. Discórdias e frustrações ocorrerão.

Cuidado para não ficar tão centrado em seus desejos, isto poderá distrair você de tal modo que você venha a se esquecer de pedir o meu conselho. Lembre-se que estou sempre pronto para te dar conselhos. Salmo 32:8 – “Instruir-te-ei e te ensinarei o caminho que deves seguir, e, sob as minhas vistas, te darei conselho”. Seja como o meu servo Davi, que aprendeu a deleitar-se na minha vontade. Salmo 40:8 – “agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu; dentro do meu coração, está a tua lei”. Olha para o meu Filho: João 4:34; 5:30; 6:38. Mateus 7:21; 12:50.

Muitos filhos agem por si mesmos com sinceridade; porém, erram e sofrem. Jamais imaginam que podem estar errados quando agem pensando que estão certos. Muitos pereceram no engano. Provérbios 16:25 – “Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte”.

Lembre-se: Nem tudo que você gosta de imediato é bom e, nem tudo que parece ruim à primeira vista, é de fato, ruim. Muitas coisas boas que vem do Alto, à primeira vista, parece ser ruim para nós. A cruz é uma delas. Muitas coisas que parecem ser boas, agradáveis e desejáveis, podem nos levar ao pecado; como aconteceu com nossos primeiros pais. Por isto, precisamos aprender a consultar sempre a vontade do nosso Senhor. Efésios 5:17 – “Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor”.

Precisamos cuidar com o desejos descontrolados da carne e dos olhos, pois logo nos impulsionam a satisfazer a nós mesmos. Vamos com tudo, sem pensar, sem medir as consequências. Mergulhamos de cabeça e nos damos mal. Precisamos aprender a usar o freio da sensatez, da Palavra de Deus, do Espírito Santo. Um dos frutos do Espírito é o “domínio próprio” (Gálatas 5:23). Não devemos agir por impulso, na carne. Precisamos crucificar a carne. Gálatas 5:24 – “E os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, comas suas paixões e concupiscências”. Precisamos andar no Espirito. Gálatas 5:25 – “Se vivemos no Espírito, andemos também no Espírito”. Gálatas 5:16 – “Digo, porém: andai no Espírito e jamais satisfareis à concupiscência da carne”.

Filho meu, aprenda a contentar com o pouco. Filipenses 4:11 – “Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação”. Aprenda a não murmurar. Filipenses 2:14 – “Fazei tudo sem murmuração nem contendas”. Fique contente com coisas simples e seja simples em seu coração

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s