NEGUE-SE – ESTUDO II

sem-deus1Esta ordem vem do próprio Senhor Jesus, nossa autoridade máxima. Ele nunca erra e, Suas palavras, são em tudo verdade e vida. Alguns amantes de si detestam ouvir a palavra da cruz e, logo a rejeitam; porém, aqueles que creem nas Escrituras, sabem que são palavras que produzem vida. Poucos sabem, mas a palavra “NEGUE-SE”, é uma palavra amorosa, ela nos direciona para a vida.

Só o Bom Pastor pode proferir às suas ovelhas; só o pastor que dá a vida pelas ovelhas diz, “negue-se”: João 10:11 – “Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a vida pelas ovelhas”.

Quando o Senhor profere a palavra: NEGUE-SE, Ele o faz para nos chamar à liberdade: Gálatas 5:1 – “Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão”. Ele veio para libertar os cativos e pôr em liberdade os oprimidos (Lucas 4:18). NEGUE-SE é um chamado para a liberdade perfeita.

Todos quantos buscam seus próprios interesses estão presos em correntes. Os amantes de si, os cobiçosos e presunçosos, são prisioneiros de si mesmos. Eles vivem para si, correm o tempo todo em busca do que lhes agradam e jamais estão satisfeitos. São como a galinha que vive a ciscar, o dia todo e em breve será morta após uma vida fútil. Viveu para bicar as outras e jamais foi útil para o seu próximo. Os amantes de si são inúteis; por isso, não podem glorificar a Deus com as suas boas obras. Eles cuidam apenas de suas coisas e não as de Cristo: Filipenses 2:21 – “pois todos eles buscam o que é seu próprio, não o que é de Cristo Jesus”.

A palavra “negue-se” insulta e incomoda sobremaneira, pois vem para destruir o nosso brio. Ela mexe conosco no mais íntimo e exige que façamos uma conversão. É necessário uma mudança brusca e radical em nossa maneira de viver. Até então, tudo que fazíamos era para nós mesmos; agora, Ele diz: não é mais para você = negue-se!

Antes éramos os primeiros, agora, somos os últimos. Antes desejávamos para nós, agora é para o Senhor e para os outros. Antes, nossa alegria era receber e desfrutar; agora, é abrir mão e dar.

Esta ordem exige nada mais nada menos do que uma atitude radical, sem meio termo. Sim e sim para esta ordem de negar a si mesmo e não e não para nós mesmos. Isto é vida de cruz! Ela mexe com o nosso “tudo”, exige o nosso “tudo”, a fim de que ganhemos o TUDO, que é o próprio Senhor. Alguém disse: “largue tudo e então encontrará o TUDO da sua vida”.

Negue-se é um conselho maravilhoso pois, abre-nos horizontes para o Infinito que é Cristo. Apocalipse 3:18 – “Aconselho-te que de mim compres ouro refinado pelo fogo para te enriqueceres, vestiduras brancas para te vestires, a fim de que não seja manifesta a vergonha da tua nudez, e colírio para ungires os olhos, a fim de que vejas”.

Esta ordem é a ordem de carregar a própria cruz para então poder seguir o Senhor. Seguir o Senhor, não seguir apenas a Jesus. A palavra “SENHOR” é bem radical: significa que Ele manda e nós apenas obedecemos. Significa que não temos direito a nada, tudo é para Ele. Isto é cristianismo normal mas, infelizmente para muitos, é muito radical. Mas é maravilhoso para aquele que tem Jesus Cristo como o Senhor absoluto da sua vida.

O cristão que aprendeu a negar a si mesmo, se esquece de si com naturalidade. Ele está tão envolto em Cristo que se esquece de si mesmo. Encontrou a verdadeira alegria, paz e vida em Cristo. Agora, nem sequer se lembra de si mesmo. Negar a si para estar com Cristo é incomparavelmente melhor. São estes que podem dizer: “Porquanto, para mim, o viver é Cristo e o morrer é lucro” (Filipenses 1:21).

Precisamos entender que não existe cristianismo egocêntrico; apenas Cristocêntrico. Enquanto Cristo não for o centro, o nosso tudo, não somos, de fato, cristãos. Enquanto tentamos ser cristãos e, ao mesmo tempo, tentamos viver segundo os nossos desejos, somos apenas crentes frustrados e derrotados.

Há um poder transformador e libertador na ordem do Senhor Jesus. Esta palavra nos liberta de nós mesmos e nos conduz à cruz onde somos unidos à Cristo em Sua morte e ressurreição. Pela cruz, o cristão é liberto do pecado e de si mesmo. Agora, Cristo é o seu Senhor. Servir e adorar a Cristo torna-se sua vida cotidiana.

O Senhor nos chama para Si, Ele nos quer Nele, com Ele e para Ele. Ele disse que suas ovelhas ouvem a sua voz e o seguem: João 10:27 – “As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem”. Quando o Senhor diz: NEGUE-SE, isto é o chamado para sermos suas ovelhas, para seguirmos à Ele como nosso Pastor amado. Ele nos quer como suas ovelhas para que não fiquemos perdidos neste mundo vil e perverso. Ele nos quer sob seus cuidados, como o salmista expressou no Salmo 23. Onde estão aqueles que recitam e vivem este maravilhoso Salmo?

A ordem de negar a si mesmo é um chamado para o discipulado. Nenhum discípulo pode seguir o Senhor se primeiro não aprender a negar a si mesmo. Seguir o Senhor só é possível para aquele que aprendeu a tomar a sua própria cruz. Aquele que aprendeu a tomar a sua cruz, primeiro, aprendeu a negar a si mesmo. Aquele que aprendeu a viver de modo resignado, em constantes renúncia e negação do ego, pode desfrutar do próprio Cristo, pode seguir o Bom Pastor.

Estes entenderam as palavras de Lucas 14:26-27 – “Se alguém vem a mim e não aborrece a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo. E, qualquer que não tomar a sua cruz e vier após mim não pode ser meu discípulo”.

Discípulo é aquele que aprendeu a negar tudo, especialmente a si mesmo, para poder seguir o Senhor Jesus. A grande maioria dos crentes colocam suas prioridades, seus afazeres, suas vontades e conforto antes do Senhor. Estes não progridem na vida cristã, não conhecem o Senhor como o Senhor de suas vidas. Estes são os que não conseguem entrar pela porta estreita: Lucas 13:24 – “Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão”. Infelizmente, ficarão do lado de fora.

Discípulo é como Maria que deixa tudo pelo Senhor e se assenta a seus pés para ouvi-Lo com prazer. Não é como Marta que vive inquieta, ocupada com muitos afazeres e não consegue sequer ouvir o Senhor. Às Martas de hoje o Senhor diz: NEGUE-SE.

Aos crentes que estão desejando seguir o Senhor e no entanto estão enroscados com as coisas desta vida, o Senhor diz: NEGUE-SE. Em Lucas 9:57-62 vemos alguns querendo seguir o Senhor e para estes o Senhor já vai dizendo que Ele nem tinha um teto, nem um travesseiro, nem um lugar de descanso e conforto. Em outras palavras, se quiser seguir o Senhor, não dá para ficar o tempo todo buscando conforto para si mesmo. Outros queriam seguir o Senhor; porém, estavam preocupados com a própria família terrena. O Senhor mostra que não dá para fazer as duas coisas ao mesmo tempo. Ele está acima da família terrena; portanto, é preciso que aprendamos a deixar a família em segundo plano e o Senhor como nossa prioridade máxima. O Senhor está acima da nossa família terrena. Há um NEGUE-SE PARA NÓS E TAMBÉM EM RELAÇÃO À TUDO QUE NOS É PRECIOSO, TAL COMO A FAMÍLIA.

Isto é discipulado! Isto é cristianismo puro e simples! Isto é um chamado para a salvação e vida eterna.

A parábola do bom samaritano em Lucas 10:25-37 é um ensino do que é negar a si mesmo. Os religiosos não negaram a si em detrimento do necessitado; enquanto que, o samaritano negou a si para poder servir o próximo. O samaritano levou o ferido no seu próprio animal; ele deu o seu lugar ao outro que precisava. Ele próprio seguiu à pé; renunciou ao seu conforto para que pudesse servir ao outro. Depois, ele pagou as contas de um desconhecido que fora assaltado. Não pensou em guardar o seu próprio dinheiro para poder pagar a sua própria conta. Ele não só pagou a conta do outro, como também, estava disposto a pagar mais se fosse necessário. O samaritano praticou o negue-se; por isso, serviu ao próximo.

NEGUE-SE é o segredo para que desbravemos a riqueza da vida de Cristo. Ela é a palavra chave para que venhamos a descobrir as riquezas do evangelho de Cristo. Negar a nós mesmos nos tira de nós para que possamos permaneçamos em Cristo. Se continuarmos vivendo para nós, certamente perderemos a vida eterna. Mas agora, negando a nós mesmos, podemos viver nossa verdadeira vida eterna que é Cristo.

NEGUE A SI MESMO, TOME A SUA CRUZ E SIGA À JESUS.

Esta é a direção do mapa do tesouro (Bíblia). Quanto mais avançar nesta direção, mais próximo estará de encontrar a PÉROLA DE GRANDE VALOR = JESUS CRISTO, O SENHOR.

Mateus 13:45-46 – “O reino dos céus é também semelhante a um que negocia e procura boas pérolas; e, tendo achado uma pérola de grande valor, vende tudo o que possui e a compra”.

A placa está indicando: NEGUE-SE! Então, siga em frente!

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, 10 de Abril de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s