HEBREUS 10 – ESTUDO XVII

um-dia-desses-031Como vimos, Hebreus 10 fala do precioso sangue de Jesus, que nos dá pleno acesso ao Trono de Deus, em plena certeza de fé. O Livro de Hebreus fala muito do sangue como a propiciação dos nossos pecados. Todo rito judaico do Velho Testamento baseava-se na expiação através do sacrifício dos animais. Mas agora, é somente pelo sangue de Cristo.

O Livro de Êxodo, também ensina sobre a importância do sangue, para a nossa expiação. Um grande exemplo foi quando, da décima praga, os israelitas aspergiram sangue nos umbrais das portas para que o Anjo da morte não pudesse tocá-los. Os egípcios, desconhecendo a importância do sangue diante de Deus, nada fizeram e, em consequência, o primogênito das casas foram mortos. Somente o sangue foi capaz de livrar os primogênitos dos israelitas da morte. Nada fizeram, senão sacrificar um animal e pintar os umbrais das portas. Obviamente, um animal foi morto, o sangue foi derramado, uma vida foi dada em prol da outra. Foi isto que aconteceu no Calvário também.

Muitos pregam e retratam a paixão de Cristo no Calvário; porém, poucos ensinam sobre a importância do sangue para a nossa salvação. Os religiosos acham que podem agradar a Deus e por Ele serem aceitos se forem bons e praticarem obras de caridade. Deus não exige estas coisas para que Ele possa nos receber.

Deus exige apenas o sangue da propiciação. Mesmo que uma pessoa tenha vivido sem praticar crimes e mesmo sendo bonzinho com todos, sofrerá a ira de Deus, se não conhecer o sangue da cruz. Por outro lado, uma pessoa pecadora que simplesmente foi banhado pelo sangue de Cristo, será salvo. O sangue faz toda a diferença! Só o sangue de Cristo!

Hebreus 9:22 – “Com efeito, quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e, sem derramamento de sangue, não há remissão”. Por isso, o Senhor sempre dizia que era necessário que o Filho do Homem fosse crucificado. A cruz foi necessária para a nossa salvação. Não foi o Natal, a Páscoa, o batismo, o ministério na igreja, os dízimos e ofertas, o louvor, o pregador ou qualquer outra coisa. Foi o sangue de Cristo! Os evangélicos dão tanta importância a coisas que não fazem diferença, quanto à nossa aceitação diante de Deus. Infelizmente, muitos estão se esquecendo do precioso sangue da cruz.

Pouco se prega sobre Romanos 3:21-26 – “Mas agora, sem lei, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos [e sobre todos] os que creem; porque não há distinção, pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, a quem Deus propôs, no seu sangue, como propiciação, mediante a fé, para manifestar a sua justiça, por ter Deus, na sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da sua justiça no tempo presente, para ele mesmo ser justo e o justificador daquele que tem fé em Jesus”.

O sangue de Cristo é a nossa propiciação, justiça, expiação, perdão, aceitação e segurança. Sem o sangue de Cristo podemos ser ou fazer qualquer coisa de bom; porém, não seremos salvos. Nada vai funcionar fora do sangue de Cristo. Ele é preciosíssimo! A morte de Cristo na cruz foi tudo que precisávamos para sermos salvos do pecado.

O próprio Senhor entrou no Santuário levando o seu próprio sangue. Ele tem o Seu sangue consigo. Hebreus 9:11-14 – “Quando, porém, veio Cristo como sumo sacerdote dos bens já realizados, mediante o maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, quer dizer, não desta criação, não por meio de sangue de bodes e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, tendo obtido eterna redenção. Portanto, se o sangue de bodes e de touros e a cinza de uma novinha, aspergidos sobre os contaminados, os santificam, quanto à purificação da carne, muito mais o sangue de Cristo, que, pelo Espírito eterno, a si mesmo se ofereceu sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência de obras mortas, para servirmos ao Deus vivo?”.

O Senhor não desprezou o Seu próprio sangue porque Ele sabe que o Deus Todo Poderoso requer isto de nós. O Senhor sabe que o sangue é tudo para que sejamos aceitos e perdoados pelo Pai. Ele bebeu o cálice da morte de cruz para que pudéssemos receber eterna redenção através de Seu sangue.

Vimos que, como nosso Advogado junto ao Pai, Seu único argumento está no Seu sangue. Ele não tem consigo petições e discursos para nos defender quando pecamos. Ele não é um Advogado que procura convencer com outros argumentos e uma boa retórica. O Senhor Jesus não usa de provas e mais provas. Apenas apresenta o Seu próprio sangue para a nossa remissão dos pecados. O sangue de Cristo foi, é e será a nossa segurança. Aquele que não crê que foi incluído na morte de Cristo e não conhece este sangue, não tem a salvação. Ainda que se vista e viva como um bom religioso, está perdido e caminha para o inferno.

I João 1:7 – “Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”.

Em estudos passados vimos que o sacrifício da cruz salvou do poder do pecado o pobre pecador. Vimos também que o sangue de Cristo salva e perdoa o cristão que porventura venha a pecar. A certeza do nosso perdão e aceitação está no sangue de Cristo. Por causa deste sangue somos conduzidos pelo Espírito Santo a ver o quão pecador somos e assim, somos conduzidos ao arrependimento e confissão. Tudo foi feito para funcionar com base no sangue de Cristo.

Neste verso acima, o apóstolo João escreve para a igreja, para os irmãos. O desejo é que ninguém peque; porém, se vier a pecar, ainda tem salvação devido ao sangue de Cristo. Ele diz: “e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado”. O verbo está no tempo presente e é ato contínuo. Mais uma vez ele nos faz lembrar da importância do sangue de Jesus. De fato, o cristianismo é seguro!

Este verso de I João 1:7 é muito importante para a nossa vida. Sem dúvida, o sangue é eficaz e todo suficiente. Mas, este verso, nos coloca uma condição: “o andar na luz”. Andar na luz não significa ser religiosamente correto. Nós precisamos andar na luz mas Deus, já está na luz; aliás, Ele é a própria luz. Aqui não diz que Deus anda na luz; diz apenas para que andemos na luz. Andar diante de Deus, a nossa luz, é a condição que está aqui.

Pode haver irmãos que não estão pecando; porém, podem estar fora da luz, longe de Deus. Estes não podem ter comunhão com aqueles que andam na luz. Alguns podem estar até perto daqueles que andam na luz; porém, podem estar no escuro. Aqui neste salão há muita luz e todos estão na luz. Mas pode haver um no banheiro com a luz apagada. Ele está perto; porém, não está na luz. E porque não está na luz, ele não pode ver. Ainda que esteja sem pecado, só pelo fato de não estar na luz, ele não consegue enxergar Deus como os demais que estão na luz. Aqueles que se afastam da luz ou da presença ou do rosto de Deus, não podem vê-Lo.

Como é importante estar reunido com os irmãos na adoração. Quando alguém deixa de congregar, simplesmente perde a oportunidade de andar na luz Deus. Lembre-se que o verso diz: “como Ele está na luz”.

Quando andamos na luz da presença de Deus, o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado. Aquele que está longe de Deus, fora da luz, não terá a purificação dos pecados como os que estão na luz. Andar na luz da presença de Deus é fundamental para um viver santo e agradável à Deus. O sangue de Cristo nos proporciona o andar na luz e o andar na luz nos purifica devido ao sangue de Cristo.

Nosso Advogado tem prazer em defender, com o seu sangue, aqueles que andam na luz. São estes os conhecidos de Deus, amigos de Deus, filhos de Deus, escolhidos de Deus. Eles andam na luz de Deus.

Isaías 2:5 – “Vinde, ó casa de Jacó, e andemos na luz do Senhor”.

 

ANDEMOS NA LUZ DA PRESENÇA DE DEUS.

 

Pr. Mario Tsuyoshi Yamakami

Comunidade Bíblica Regenerada   –   Cristo vive em nós

Maringá, 04 de Maio de 2016.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s